Bombeiros Civis e Prevencionistas anunciam abertura de Sindicato da Categoria

Realizou-se ontem, no auditório do CETEP em Guanambi a primeira Assembleia para tomada de decisões e definição da Equipe de Gestão do SINDBOMPREV - Sindicato dos Bombeiros Civis e Prevencionistas do Sudoeste da Bahia.

Ministro diz que orçamento para obras da Fiol está garantido

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella disse que as obras de construção da Ferrovia de Integração Oeste Leste(Fiol) são prioridade para o Governo Federal e que os recursos estão garantidos no Orçamento da União.

CONSTRUÇÃO DE BARRAGEM DE REJEITOS AMEAÇA NASCENTE E RESERVATÓRIO DE CERAÍMA

A retomada do Projeto Pedra de Ferro pela Bahia Mineração está trazendo uma grande preocupação para a comunidade regional: a construção de uma barragem de rejeitos na nascente do rio que leva o mesmo nome do projeto

Produção de energia solar no Brasil crescerá 10 vezes em 2017

“Eu creio que o mundo inteiro busca desenvolvimento como sustentabilidade, portanto a questão energética é central neste desafio. A fonte fundamental para promover a energia solar nós temos em abundância em nosso país, agora precisamos aproveitar o potencial existente para atrair uma energia que além de sustentável representa o futuro”, afirmou Jaques Wagner

REUNIÃO DO CONSELHO DA CIDADE DE GUANAMBI

Ontem (4), aconteceu a reunião ordinária do Conselho da Cidade de Guanambi, que é formado por representantes governamentais e da sociedade civil. O órgão colegiado de caráter deliberativo e consultivo foi criado para atuar na formulação, elaboração e acompanhamento da Política Urbana e do Plano Diretor do Município de Guanambi.

27 de mar de 2010

Emir Sader: quem acredita na FSP (Força Serra Presidente) ? Participe da campanha “A Folha (*) mente”

A FSP gosta do que foge: da presidência da UNE, da prefeitura e do Governo de São Paulo

Quem acredita na FSP (Força Serra Presidente)?
Menos de duas semanas depois de ter que se render às inquestionáveis tendências de subida da candidatura da Dilma e de estagnação e até mesmo descenso da de Serra, a FSP (Forca Serra Presidente) se apressou em fazer uma nova pesquisa, que nem esperou a tradicional divulgação de domingo, saindo no sábado.

Sem que nenhum fato político pudesse explicar, fizeram o que se imaginaria que um adepto da campanha serrista faria: levantar o animo depressivo da campanha opositora, tentando evitar o anti clímax do lançamento no dia 10 de abril da candidatura do Serra.

A manipulação – que já havia estado presente na não qualificação de empate técnico na diferença de 4 pontos – agora se revela abertamente. A FSP (Forca Serra Presidente) faz parte da direção da campanha do Serra e qualquer divulgação de pesquisa tem que ser caracterizado como manobra da campanha opositora.

Quem acredita na FSP (Forca Serra Presidente), depois de tudo que tem feito, desesperadamente, particularmente nestes últimos tempos, em que tiveram que abandonar a postura de aparente segurança na vitoria do seu colunista, o atual governador de São Paulo (ex presidente da UNE e ex prefeito de Sáo Paulo, ambos cargos abandonados por ele sem concluir o mandato), para se jogar, já sem nenhum escrúpulo, na campanha serrista?

Quem acredita no jornal que emprestou seus carros para dar cobertura à repressão da ditadura militar? Quem acredito no jornal que anunciou que haveria dezenas de milhões de vitimas da gripe suína no Brasil? Quem acredita no jornal que divulgou ficha falsa da Dilma? Quem acredita no jornal que publicou na primeira pagina artigo de suposto psicanalista acusando o governo de ter assassinado (sic) a mais de cem pessoas no acidente da TAM em Congonhas?

Quem acredita na FSP (Forca Serra Presidente), dirigida pelo filho do proprietário e não por nenhum tipo de eleição publica e democrática? Quem acredita em quem dirige o jornal porque é Frias Filho, filho do dono e não por algum tipo de mérito próprio que pudesse ter?

Quem acredita na FSP (Forca Serra Presidente) se o candidato que apóiam é colunista permanente do jornal, circula pela redação como se fosse sua casa, indica jornalistas vinculados a ele para cargos do jornal – como a diretora da redação de Brasilia, colunista da página 2, indicada por ele, conforme declaração de membro do Comite Editorial do jornal?

Como acreditar na FSP (Forca Serra Presidente) se se transformou no Diario Oficial Tucano (DOT), partido da direita brasileira, que dirigiu catastroficamente o país durante 8 anos – tendo mudado a Constituicao durante seu mandato para se beneficiar, com a compra de votos de parlamentares -, com todo o apoio desse jornaleco da Barão de Limeira?

Quem ainda acredita na FSP (Forca Serra Presidente)? Como se fez campanha no Chile, com Allende, contra o correspondente dessa imprensa no Chile, com o lema EL MERCURIO MIENTE, aqui devemos espalhar por todas partes, sobre a FSP (Forca Serra Presidente) e sobre seus congêneres, plásticos e toda forma de divulgação com o lema:

A FOLHA MENTE
O GLOBOMENTE
A VEJA MENTE
O ESTADAO MENTE.
Porque A DIREITA MENTE.

(*) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que avacalha o Presidente Lula por causa de um comercial de TV; que publica artigo sórdido de ex-militante do PT; e que é o que é, porque o dono é o que é ; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

Em tempo: e o editorial da FSP (Força Serra Presidente) de hoje ? Elogiar o governo do Supremo ex-Presidente do Supremo. Nem o Estadão foi capaz de tanto disparate. Clique aqui para ler “Estadão elogia Gilmar. Melhor seria se não tivesse feito” – PHA

Clique aqui para ler “Data-da-Folha vem aí. Mauricio da Carta também”.

Fonte: Paulo Henrique Amorim - Conversa Afiada

1º Encontro de Trabalhadoras e Trabalhadores Coperados da COOTEBA




Hoje(27), a Cooperativa de Trabalho do Estado da Bahia - COOTEBA, realizou o 1º Encontro de Trabalhadoras e Trabalhadores Coperados da COOTEBA, em Salvador.

A entidade vem prestando serviços à Agricultura Familiar no campo da assistência, orientação técnica e extensão rural.

COOTEBA

A Cooperativa de Trabalho do Estado da Bahia – COOTEBA, foi criada em 14 dezembro de 1996, atendendo a uma necessidade dos trabalhadores rurais, dos assentados da reforma agrária, do Movimento da Luta Pela Terra – MLT e do movimento sindical dos trabalhadores rurais, com a finalidade de elaborar projetos, realizar pesquisa e extensão rural, prestar serviços em assessoria técnica, social e ambiental focada em metodologia de desenvolvimento sustentável e emancipatório.

Quanto à estrutura organizacional, a COOTEBA possui unidades administrativas em 16 Territórios do Estado da Bahia, 96 municípios e sede própria na cidade de Salvador, sendo as mesmas dotadas de recursos de informática, comunicação e veículos. Seu corpo técnico, cooperados, é constituído por 238 profissionais de nível superior e médio, com formação e experiência profissional bastante diversificada, o que garante o caráter multidisciplinar e interdisciplinar de sua atuação.

Mais 30 mil cisternas são anunciadas durante encontro da ASA em Juazeiro


O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Crispim Moreira, anunciou durante o VII Encontro Nacional da ASA (Articulação no Semiárido), evento que está sendo realizado em Juazeiro até amanhã, investimento federal de R$ 60 milhões para a construção de mais 30 mil cisternas. A ASA comemora, no encontro, 10 anos de iniciativas pelo desenvolvimento sustentável do semiárido brasileiro.

Já o governo da Bahia, representado pela superintendente de inclusão e assistência alimentar da secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), Ana Torquato, anunciou um investimento estadual de mais R$ 20 milhões, em 2010, para a construção de cisternas.

Para o coordenador da ASA, José Aldo dos Santos, as famílias do semiárido serão as maiores beneficiadas. “Chegar no EconASA e ter o anúncio de um novo termo de parceria em que o P1MC (Programa um milhão de cisternas) volta com a perspectiva de ter mais de 30 mil cisternas construídas, significa que as famílias do semiárido, que hoje não têm água, terão a possibilidade de melhorar a qualidade de vida com água potável”, ressalta.
Fonte: Política Livre

PNE deve ser mais enxuto e incluir metas de qualidade

Até o fim de 2010, o Congresso Nacional tem uma missão: em pleno ano eleitoral, é preciso aprovar o novo Plano Nacional de Educação (PNE), que irá vigorar entre 2011 e 2020.

As bases desse documento serão traçadas na Conferência Nacional de Educação (Conae), que começa amanhã (28) em Brasília e vai reunir cerca de 3 mil participantes entre gestores, representantes de movimentos sociais, acadêmicos e profissionais da educação. É o PNE que deve orientar quais serão os investimentos em educação e as prioridades do país na área para os próximos dez anos.

Especialistas ouvidos pela Agência Brasil esperam que o novo plano seja mais enxuto do que o documento que está em vigor, formado por 295 metas. “Para mobilizar a sociedade, um plano precisa ter poucas metas e indicadores claros. Metade das metas do plano anterior eram muito gerais e não eram mensuráveis”, aponta o conselheiro nacional de Educação, Mozart Neves Ramos.

O vereador de Guanambi, José Carlos Lelis Costa - Latinha, estará representando a região da Serra Geral na Conferência Nacional de Educação, em Brasília.

26 de mar de 2010

Nilo Coelho deve anunciar candidatura a vice de Souto no dia 31


Blog do Latinha

Prefeito de Guanambi deve anunciar participação na chapa de Souto na próxima quarta

O prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta (DEM), participou hoje do seminário sobre segurança pública promovido pelo DEM no Hotel Pestana, em Salvador. Pimenta reforçou o seu apoio à candidatura de Paulo Souto (DEM) a governador, e frisou que viajará com o correligionário na próxima quarta-feira, dia 31, a Guanambi. Na ocasião, o prefeito da cidade, Nilo Coelho (PSDB), deverá anunciar a participação na chapa majoritária oposicionista, provavelmente como candidato a vice de Souto. O evento, segundo revelou Tarcízio Pimenta, vai reunir uma verdadeira comitiva de parlamentares do DEM e do PSDB.

Visita de Lula na Bahia



LULA: “PETROBRAS TINHA MANIA DE TACANHA”

Foto: Agecom

Durante a inauguração do Gasene, o presidente Lula foi duro ao comparar a Petrobras de hoje com a de alguns anos atrás. “A Petrobras tinha mania de empresa tacanha. Ela mudou não foi apenas pela entrada do Gabrielli e dessa diretoria, mas porque investimos cinco vezes mais em pesquisa do que era investido”, declarou. O chefe do Executivo nacional aproveitou a oportunidade para brincar: “Não pense que achamos o petróleo a mais de 7 km de profundidade porque Deus é brasileiro. Se bem que eu acho que ele é brasileiro mesmo. E se duvidar nasceu aqui no Nordeste”, brincou Lula, que arrancou gargalhadas dos presentes.

(Rafael Albuquerque / Itabuna)


LULA RECRIMINA VAIAS EM DISCURSO

Ao final de seu discurso, o presidente Lula também falou sobre as vaias dirigidas a alguns políticos presentes na inauguração do Gasene: “Temos que aprender a separar o ato institucional do ato político, senão a gente vem aqui e no dia seguinte sai no jornal dizendo que fulano foi vaiado, e não sai nada do que viemos fazer aqui. A gente não é obrigado a gostar de todo mundo, mas temos que lembrar que a eleição é apenas um ato político na vida da gente. Depois da eleição não tem briga, temos que governar”, afirmou o líder. O evento contou com a presença dos deputados Maurício Trindade (PR), Mário Negromonte (PP), Alice Portugal (PCdoB) e Lídice da Mata (PSB), além dos secretários de governo Eva Chiavon (Casa Civil), Walter Pinheiro (Planejamento) e João Leão (Infraestrutura).


LULA FALA SOBRE GASENE E DESENVOLVIMENTO DO NE

O momento mais esperado da inauguração do Gasene, o discurso do presidente Lula, começou por volta das 13h25. Ele preferiu não se estender sobre detalhes do gasoduto, mas falou um pouco sobre o processo de negociação e arrancou risos da plateia. “Chinês é duro na negociação. Pense nuns caras duros; eles são duros na queda, mas ele encontraram na frente deles a Petrobras, que em matéria de dureza não fica devendo nada a chinês nenhum”, comparou. Ao mencionar o desenvolvimento do Nordeste, Lula afirmou que “só estamos dando ao Nordeste as mesmas possibilidades de se desenvolver que Sul e o Sudeste já tiveram”.


WAGNER DEFENDE GEDDEL E ENALTECE LULA

Foto: Agecom

"A gente bate palma para quem a gente gosta, se a gente não gosta, a gente fica calado"

Durante seu discurso na inauguração do Gasene, o governador Jaques Wagner, ao citar o nome do ministro Geddel Vieira Lima e escutar vaias, não se mostrou muito satisfeito com a situação e saiu em defesa do peemedebista. “Gente, deixa eu dizer uma coisa. As pessoas que estão aqui vieram para um ato institucional. Isso aqui não é uma palanque eleitoral”, disparou o petista. Não satisfeito com a bronca dada aos mais exaltados, Wagner deu outro pito: “Todos que estão aqui são convidados da figura maior, que é o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A gente bate palma para quem a gente gosta, se a gente não gosta, a gente fica calado porque a festa fica mais bonita”. E para demonstrar ainda mais a cordialidade com os políticos presentes no evento, ao citar o nome do senador César Borges, o governador fez questão de dizer que ele faz parte da base aliada do governo federal. Ao finalizar o seu discurso, o governador fez questão de elogiar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O senhor presidente é o meu professor de política. Eu tenho que acompanhar sua cartilha pra fazer mais por quem mais precisa”, disse.

(Rafael Albuquerque / Itabuna)



Borges, Gabrielli, Lula, Dilma e Wagner ao centro, e Geddel espremido na lateral direita

A ministra Dilma Rousseff começou o seu discurso a reclamar por conta do empurra-empurra em que se transformou a plateia com sua entrada: “Queria pedir que nossos companheiros e companheiras tivessem cuidado. Com crianças e com mulheres temos que ter cuidado. Não empurrem aí, por favor”. Logo após, a pré-candidata a presidente pelo PT ressaltou os números da obra e citou a capacidade que os brasileiros têm de vencer desafios, e citou o Gasene como exemplo, pois a obra interliga, através de gasodutos, o Sudeste e o Nordeste. Ao final da oratória, na inauguração do Gasene, a pré-candidata a presidente do Brasil mandou um recado para as pessoas que dizem que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é uma ilusão: “O PAC não é ficção e o Gasene hoje prova isso. É uma obra absolutamente necessária para o pais e para o Sul da Bahia”, salientou a ministra.

(Rafael Albuquerque / Itabuna)


GABRIELLI DESTACA BENEFICIOS DO GASENE

Foto: Agecom

Sergio Gabrielli, Lula e Wagner inauguram gasoduto

O presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, discursou para uma grande plateia, falou da importância do Gasoduto Sudeste-Nordeste (Gasene) e chamou atenção para a quantidade de pessoas que trabalharam na obra. Segundo Gabrielli, cerca de 47 mil pessoas trabalharam nessa obra direta e indiretamente. A diversificação da matriz energética da Bahia foi um dos principais pontos destacados pelo chefe da estatal.

(Rafael Albuquerque/Itabuna)

TERMINA EVENTO E COMITIVA SEGUE PARA ILHÉUS

Bahia Notícias

Foto: Agecom


Após inauguração, comitiva presidencial segue para Ilhéus

O evento em que o presidente Lula inaugurou o Gasoduto Sudeste-Nordeste (Gasene) terminou agora há pouco. Neste momento, a comitiva retorna a Ilhéus para participar da cerimônia de assinatura do edital de licitação para escolha das empresas responsáveis pela construção dos dois primeiros trechos da Ferrovia Oeste-Leste, que sairá do município até São Desidério, no Oeste do estado.

(Rafael Albuquerque/Itabuna)

DILMA ANUNCIA O “PAC CRECHE”

A ministra Dilma Rousseff antecipa que o PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) prevê a construção de seis mil creches no Brasil. O anúncio foi antecedido de homenagem da ministra às crianças e mulheres. De acordo com ela, o governo Lula construiu 1.780 creches.

A chefe da Casa Civil afirmou ainda que investimentos como o Gasene mostram que o governo Lula se diferencia dos outros, que viravam as costas para o Nordeste Brasileiro.

Brasil supera meta de reduzir extrema pobreza. Bye-bye Serra


O Brasil (no Governo Lula) tem cumprido todas as metas do ODM

O Brasil (no Governo Lula) tem cumprido todas as metas do ODM

Saiu no Vermelho:

Vinte e sete milhões e trezentos mil brasileiros ultrapassaram a linha de extrema pobreza. O índice de moradores do País nesta situação baixou – entre 1990 e 2008 – de 25,6% para 4,8%, uma redução de 81%.

Com isso, o País supera o primeiro e principal Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que estipulou como meta para o mundo erradicar a fome e reduzir pela metade, até 2015, a extrema pobreza registrada em 1990.

Os resultados revelam também que o Brasil foi além, e ultrapassou a própria meta estipulada pelo País de diminuir em 75% a taxa de extrema pobreza. Os dados constam da quarta edição do Relatório Nacional de Acompanhamento do ODM, que tem outros sete objetivos: Universalizar a educação primária; Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; Reduzir a mortalidade na infância; Melhorar a saúde materna; Combater o HIV/AIDS, malária e outras doenças; Garantir a sustentabilidade ambiental, e Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento.

O documento, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e divulgado nesta quarta-feira (24/3), descreve que, de 1990 a 2008, enquanto a população brasileira cresceu de 141,6 milhões para 186,9 milhões, a população extremamente pobre (que vive com até 1,25 dólar por dia) decresceu de 36,2 para 8,9 milhões de pessoas. “A pobreza extrema no Brasil, hoje, é menos de um quinto da pobreza extrema de 1990. A desigualdade caiu bastante e pode cair ainda mais”, informa o relatório. E acrescenta: “Se o ritmo da redução se mantiver nos próximos anos, a pobreza extrema será erradicada do Brasil por volta de 2014.”

Para o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, essa conquista do País é resultado dos investimentos do governo de presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Só o nosso ministério terá um orçamento de R$ 39 bilhões este ano, dinheiro destinado aos pobres. Além do MDS, outras ações com o Pronaf ( Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar), Luz para Todos e Economia Solidária estão fazendo a diferença”, ressaltou o ministro.

Clique aqui para ler a integra no site Vermelho.

PRESIDENTE ACABA DE INAUGURAR GASENE

Blog Pimenta na Muqueca

Lula abre a válvula do Gasene (Foto reprodução Daniel Thame).

Acompanhado do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, da ministra Dilma Roussef e do governador Jaques Wagner, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva acaba de inaugurar a central de distribuição de gás natural em Itabuna, no sul da Bahia.

O Gasoduto de Integração Sudeste-Nordeste (Gasene) terá capacidade para fornecer até 20 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. Além de Itabuna, o sul da Bahia terá outras duas centrais de distribuição (city-gate): em Eunápolis e Mucuri. O gás natural será comercializado pela Bahiagás, empresa presidida pelo itabunense Davidson Magalhães.

Da central, ele se dirigiu para o parque de exposições Antônio Setenta. Ainda na central de distribuição, Lula foi cumprimentado por operários, o presidente deu autógrafos nas camisas dos operários da obra do Gasene e recepcionistas.

INSCRIÇÕES DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA EM GUANAMBI



LOCAL: CÂMARA DE VEREADORES DE GUANAMBI
Adicionar imagem DIAS: 29 (Segunda-Feira) e 30 (Terça-Feira), das 8 às 18 horas

Para financiamento de aquisição de imóvel do Programa do Minha Casa, Minha Vida:

Documento do proponente e conjugue (cópia e original)

  • CPF, RG, Carteira de Trabalho (se registrada);
  • Comprovante de residência, xerox de contas de água, luz, telefone, cartão de crédito, etc.;
  • Três últimos comprovante de renda;
  • Certidão de casamento ou nascimento (se solteiro).

Lula, Wagner e Geddel hoje em Itabuna


Fernanda Chagas

Pela terceira vez este ano, o presidente Lula desembarca em solos baianos. O detalhe fica por conta de o líder petista colocar mais uma vez o governador Jaques Wagner (PT) e o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB), ambos pré-candidatos ao governo da Bahia, no mesmo palanque. Geddel, que até então não havia sido cogitado para compor com o grupo, teria sido convidado pelo Palácio do Planalto na última hora. Segundo circula nos bastidores, trata-se de mais uma tentativa do presidente Lula em apaziguar os ânimos que se acirraram com a proximidade das eleições.

Em visita ao estado hoje, o presidente inaugura um trecho do Gasoduto da Integração Sudeste-Nordeste (Gasene), em Itabuna, e lança o edital de licitação para construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). O ato acontece em Ilhéus e conta também com a presença da ministra Dilma Rousseff, pré-candidata do PT ao Planalto.

Ilhéus é o ponto final da ferrovia, que sai de Figueirópolis, no estado do Tocantins, e percorre 1,4 mil quilômetros, até chegar ao mar. No caminho, ela passa por 32 municípios baianos e cruza o estado de ponta a ponta, no sentido oeste-leste. A Fiol também liga a Bahia a outros estados, através do cruzamento com a Ferrovia Sul-Norte, que terá 3,1 mil quilômetros, entre Pará e São Paulo.

Segundo Wagner, a Ferrovia Oeste-Leste será uma importante alternativa para o transporte de cargas, estimulando novos investimentos e potencializando as exportações baianas. “Esta é a maior obra de infraestrutura da história da Bahia. É a garantia do escoamento da produção agrícola e mineral e vai contribuir muito para o crescimento do estado”, afirmou.

A Fiol entra na Bahia pelo município de São Desidério, na região Oeste, a 1,1 mil quilômetros de Ilhéus. Na zona rural do município, uma placa de madeira fincada no chão indica que aquele ponto faz parte da rota da Ferrovia Oeste-Leste no estado. A marcação é uma das poucas deixadas pelo trabalho de medição do projeto, que está concluído. Na região, a ferrovia servirá ao transporte dos produtos do agronegócio. Algodão, milho, café e soja, que tem a maior área plantada e este ano produziu uma safra recorde de 2,9 milhões de toneladas.

Para o vice-presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Sérgio Pitt, a Fiol vai aumentar a competitividade da agricultura baiana. “Só temos o modal rodoviário, e quando chega a safra, o frete dobra de preço, o que faz do transporte um dos nossos principais custos”, explicou.

Primeira etapa fica pronta em 2011

O projeto da Ferrovia Oeste-Leste foi desenvolvido pela Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., empresa do Ministério dos Transportes especializada na construção de ferrovias. Ele foi inspirado no projeto desenvolvido pelo engenheiro baiano Vasco Neto, há cerca de 50 anos. Para realizar a construção, a obra foi dividida em três etapas: a primeira, entre Ilhéus e Caetité, tem 530 quilômetros; a segunda, entre Caetité, Barreiras e São Desidério, 413 quilômetros; e a terceira, de São Desidério a Figueirópolis (TO), 547 quilômetros.

Serão oito etapas e hoje as duas primeiras serão lançadas. O trabalho começa em junho deste ano, assim que terminar o processo licitatório. A previsão é de que a primeira etapa esteja concluída no primeiro semestre de 2011. Com previsão de investimento de R$6 bilhões até 2012, a ferrovia deve gerar mais de 30 mil vagas de trabalho durante construção.

Agenda do governador


Agenda do dia 26 de março de 2010

11:10 - Inauguração do Gasene em Itabuna

A cerimônia conta com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, do governador Jaques Wagner e do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli.

Agenda do dia 28 de março de 2010 - Domingo

9 horas - Inauguração da Ponte sobre o Rio São Francisco - Carinhanha/Malhada

Otto deixa TCM para ser candidato em chapa de Wagner

O ex-governador Otto Alencar deixará o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) na próxima segunda-feira, dia 29, para retornar à política. Com o aval da sua equipe médica, por estar recuperado de um câncer de próstata e de problemas cardíacos, o conselheiro do TCM deu o sinal verde para o governador Jaques Wagner (PT) fechar sua “chapa dos sonhos” – que incluiria ainda o senador César Borges (PR) e a deputada federal Lídice da Mata (PSB) – e partir para a disputa no dia 3 de outubro com mais poder de fogo. Anteontem, eles tiveram uma longa conversa. O resultado? Otto entrará na disputa como vice ou candidato ao Senado na chapa de reeleição do PT. “E isso quem define é o próprio governador”, como o conselheiro fez questão de dizer. Leia mais na Tribuna.

Fonte: Política Livre


25 de mar de 2010

EXCLUSIVO BJÁ: VALEC LANÇA EDITAL DA OESTE-LESTE COM 11 LOTES DE 150KM




1. A Ferrovia de Integração Oeste Leste - FIOL - que não passava, em 2006, de uma simples proposta posta através de um esboço de traçado do possível trajeto, veiculado no programa de TV do então candidato Jaques Wagner, começa a virar realidade, com o lançamento pela VALEC, empresa vinculada ao Ministério dos Transportes, na presença do Presidente Lula, nesta sexta-feira, 26, em Ilhéus, o edital de licitação.

2. A velocidade da condução do processo de execução do projeto demonstra que, apesar de obstáculos colocados pelo IMA existe vontade política muito forte, para sua execução. Seguem algumas informações exclusivas conseguidas pelo BJÁ.

3. Projetada para ligar o Porto Sul, em Ilhéus, até a ferrovia Norte Sul, em Figueiropólis (TO), com seus 1.526 km de extensão, deve ser construída em 11 lotes distintos compreendendo trechos de leito de estrada, medindo em torno de 150 km cada, contando ainda com duas megapontes sobre os rios São Francisco e Tocantins.

4. Inicialmente, pensava-se que o trajeto de menor resistência para transporte ferroviário, no trecho baiano, teria um traçado que sairia do Oceano Atlântico subindo pelos vales dos rios Almada e Contas, depois pelo Brumado e desceria todo vale do Paramirim até o São Francisco, novamente subindo pelos vales do Grande e Rio de Janeiro até alcançar o chapadão do Oeste baiano.

5. Mas a opção do projeto básico foi, a partir de Brumado, acompanhar os vales dos rios Antonio, São Francisco, Corrente e Fêmeas (município de São Desidério), onde haverá o Terminal Intermodal do Oeste, distante 1.001 km da Costa Atlântica e destinado ao carregamento da produção de grãos da região, o qual chegará através de transporte rodoviário regional.

6. Além do terminal de grãos do Oeste haverá outro - Sudoeste - nas proximidades de Correntina, e os Pólos de Caetité, para escoamento dos minérios de ferro e outros; e de Jequié, onde se pretende instalar indústrias de beneficiamento dos produtos da região Oeste.

7. A ponte sobre o Velho Chico situar-se-á próximo a foz do rio das Rãs, entre as cidades de Malhada e Bom Jesus da Lapa, na localidade de Boa Vista, estando projetada para medir 2.200 m de extensão, o que a tornará, disparadamente, a maior ponte sobre este curso d'água e a segunda em solo brasileiro, perdendo apenas para a Rio-Niteroi.

8. A sobre o rio Tocantins medirá 1.200 m e também deve ser considerada uma das maiores do País.

9. Para construção da ferrovia serão montados canteiros de obras em Ilhéus, Jequié, Tanhaçu, Brumado, Guanambi, Bom Jesus da Lapa, Correntina e São Desidério, estando previsto a utilização da mão-de-obra de 20.000 empregados para execução dos trabalhos, quando estiver em ritmo acelerado.

O Prefeito Zé Barreira se reúne com autoridades em Brasília e consegue canteiro de obras da Ferrovia Oeste-Leste para Caetité

Na manhã desta quarta-feira (24.03), o Prefeito Zé Barreira e a Vice-Prefeita Dra. Fátima se reuniram, em Brasília-DF, com o Senador da República, César Borges, os Deputados Federais Daniel Almeida e José Rocha e com o Sr. José Francisco das Neves, Diretor Presidente da VALEC – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., estatal para projetos ferroviários do governo federal.

Na oportunidade, as autoridades discutiram a implantação da Ferrovia Oeste-Leste, também conhecida como Ferrovia da Integração, destacando os benefícios que serão gerados em Caetité por meio desta importante via de ligação, haja vista que já no processo de construção o nosso município será contemplado com um grande canteiro de obras, gerando desta forma centenas de empregos. Esse canteiro de obras que num primeiro momento não estava previsto para ser implantado em Caetité, agora se tornará uma realidade, mediante a solicitação do Prefeito Zé Barreira e da Vice-Prefeita Dra. Fátima, através do Senador da República César Borges e dos Deputados Federais Daniel Almeida e José Rocha e justificada pela importância que Caetité representa no cenário nacional, dada a grande quantidade de minério de ferro e outras minerais existentes no município.

A Ferrovia de Integração Oeste Leste, que passará pelos estados da Bahia e do Tocantins, ligando as cidades de Ilhéus-BA e Figueirópolis-To, onde ela se conectará com a Ferrovia Norte-Sul, é um dos grandes sonhos do Presidente Lula, bem como da população dos estados supracitados.
Na próxima sexta-feira (26.03), o Presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, a Ministra Chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, os Governadores, Carlos Henrique Gaguim (Tocantins) e Jaques Wagner (Bahia), estarão na cidade de Ilhéus-BA, onde às 15h, participam da abertura do processo de licitação que escolherá as empresas que farão os 14 lotes da ferrovia Oeste-Leste.

Pedro Silva – DRT-BA 6292 - ASCOM Prefeitura de Caetité

Serra afoga FHC ao se lançar candidato


Eles se amam

Eles se amam

O Globo, pág.8

” A princípio, estão previstos discursos apenas dos presidentes dos três partidos de oposição e do candidato, deixando (sic) de fora estrelas tucanas como o ex-presidente Fernando Henrique. Esse seria o sinal mais claro de que a oposição não pretende alimentar a estratégia do PT de estimular uma comparação entre os governos Lula e FH.”



Confirma-se a previsão de um dos gênios tucanos, o estadista sem voto, Roberto Freire.

Serra ia afogar o Fernando Henrique.

Qual a novidade ?

Segundo o Ciro, num debate na Folha(*), o Serra, como não tem escrúpulo, passaria um trator por cima da mãe, se preciso fosse.

Os gênios tucanos devem acreditar que Serra com sua eloquência e carisma incomparáveis será capaz de apagar da memória do eleitor o governo Lula e o governo Fernando Henrique Cardoso.

O Farol de Alexandria reduz-se, assim, ao papel irrelevante de patriarca do PiG(**).

Ele combaterá na trincheira em que sempre lutou: a militância golpista dessa imprensa de segunda classe, que nos assola.

É um fim de feira. Clique aqui para ler.

O Lula vai pendurar o Farol, agora um náufrago à deriva, no pescoço do Zé Alagão.

Bye bye Serra 2010

Paulo Henrique Amorim

Charge de Bessinha

Segunda fase do PAC terá dois milhões de casas

No segundo compromisso de sua agenda hoje em São Paulo -- entrega de 106 apartamentos de unidade habitacional em Osasco que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) -, o presidente Lula afirmou que não há cidade brasileira que não tenha obra do governo federal atualmente. E o volume vai aumentar com o lançamento segunda-feira (29/3) do PAC-2 e da nova fase do programa Minha Casa, Minha Vida, que prevê dois milhões de casas nos próximos quatro anos. “A casa é a garantia de fazer os filhos crescerem, construir amigos, poder estar perto da escola e construir o mundo do trabalho”, destacou Lula.

Próximo presidente terá de lutar por mais recursos para a saúde

Blog do Planalto

Lula e Dilma Rousseff em entrega de ambulâncias do SAMU em Tatuí (SP) Foto: Ricardo Stuckert/PR

Lula e Dilma Rousseff em entrega de ambulâncias do SAMU em Tatuí (SP) Foto: Ricardo Stuckert/PR

Pouco mais de vinte dias depois de ir a Sorocaba para a inauguração da Case New Holland (CNH), o presidente Lula voltou à região para entregar 650 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu – 192). Na ocasião, ele criticou a derrubada da Contribuição Provisória sobre a Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira, a CMPF, “que tirou da receita da União R$ 40 bilhões por ano”, disse.

Na sede da montadora Rontan, o presidente, que também recebeu o título de cidadão honorário de Tatuí, deu um recado: “quem quer que seja o presidente do Brasil vai ter que discutir mais dinheiro pra esse País porque saúde custa caro”.

MAIS SAMU-192

Lula disse ainda que no mês de julho irá entregar 1.650 ambulâncias do SAMU – 192 que, segundo ele, “é uma fotografia de algo bem sucedido no Brasil: onde tem SAMU, muita gente foi salva no Brasil”.

Conforme Lula, sua presença nesses atos se dá porque “senão não sai nota em nenhum rodapé de jornal nesse pais, mas se morrer uma pessoa numa estrada, sai em rede nacional”. O presidente finalizou dizendo: “o que eu faço, eu mostro”.

Lula e o governador Jaques Wagner inauguram gasoduto em Itabuna


O presidente Luis Inácio Lula da Silva e o governador Jaques Wagner inauguram, nesta sexta-feira (26), às 11h, o trecho do Gasoduto de Integração Sudeste-Nordeste (Gasene), em Itabuna, abrindo as válvulas de distribuição do gás natural para o Sul da Bahia.

Itabuna terá a primeira central de distribuição, implantada pela Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás), que contará com bases também em Mucuri e Eunápolis, no Extremo Sul da Bahia, e Catu, Região Metropolitana de Salvador. A solenidade será no Parque de Exposições Antonio Setenta, na Rodovia BR-415, Km 36, e também terá a presença do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, do secretário estadual de Infraestrutura e presidente do Conselho de Administração da Bahiagás, João Leão, do presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, representantes dos setores industrial e comercial e moradores da região.

A central de distribuição da Bahiagás é interligada ao city gate (ponto de entrega) da Petrobras, em Itabuna. Até 2012, a Bahiagás planeja investir R$ 60 milhões na construção de 80 km de dutos para atender o mercado não-térmico dos municípios de Itabuna, Ilhéus, Eunápolis e Mucuri. Para o atendimento de diversos outros municípios do Sul do estado, estarão concluídos, até 2014, 250 km de gasodutos, com investimentos adicionais de R$ 100 milhões.

A distribuição do gás natural no Sul e Extremo Sul do estado cria condições para o desenvolvimento industrial, comercial e automotivo, beneficiando 32 municípios. A região também contará com o reforço do Complexo Multimodal de Transporte, composto pelo Porto Sul, a Ferrovia Oeste-Leste e um aeroporto internacional.

Credenciamento

O governador Jaques Wagner atende a imprensa nesta sexta-feira (26), às 9h, no Hotel Jardim Atlântico, em Ilhéus. Os veículos de comunicação e profissionais de imprensa interessados devem encaminhar a solicitação para o endereço de e-mail executiva@agecom.ba.gov.br informando o nome do profissional, veículo de comunicação, DRT, telefone e e-mail para contato.

Wagner vai falar sobre Gasene, ferrovia Oeste-Leste, PAC Saneamento, Minha Casa, Minha Vida, entrega de viaturas policiais e lançamento do programa de incentivo ao uso de gás natural pelos taxistas (linha de crédito Bahiagás/Desenbahia).

Às 15h, no Centro de Convenções de Ilhéus, Lula, Wagner e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, lançam edital de licitação para construção da Ferrovia Oeste-Leste, assinam contratos do programa Minha Casa, Minha Vida, do PAC Saneamento e entregam 27 veículos para as Polícias Civil e Militar na região Sul da Bahia.

Lula lança na Bahia edital de licitação para construção da Ferrovia Oeste-Leste


Em visita à Bahia nesta sexta-feira (26), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lança o edital de licitação para construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). O ato acontece em Ilhéus e conta com a presença do governador Jaques Wagner.

Ilhéus é o ponto final da ferrovia, que sai de Figueirópolis, no estado do Tocantins, e percorre 1,4 mil quilômetros, até chegar ao mar. No caminho, ela passa por 32 municípios baianos e cruza o estado de ponta a ponta, no sentido oeste-leste. A Fiol também liga a Bahia a outros estados, através do cruzamento com a Ferrovia Sul-Norte, que terá 3,1 mil quilômetros, entre o Pará e São Paulo.

Segundo Wagner, a Ferrovia Oeste-Leste será uma importante alternativa para o transporte de cargas, estimulando novos investimentos e potencializando as exportações baianas. “Esta é a maior obra de infraestrutura da história da Bahia. É a garantia do escoamento da produção agrícola e mineral e vai contribuir muito para o crescimento do estado”, afirmou.

A Fiol entra na Bahia pelo município de São Desidério, na região oeste, a 1,1 mil quilômetros de Ilhéus. Na zona rural do município, uma placa de madeira fincada no chão indica que aquele ponto faz parte da rota da Ferrovia Oeste-Leste na Bahia. A marcação é uma das poucas deixadas pelo trabalho de medição do projeto, que está concluído.

No oeste, a ferrovia servirá ao transporte dos produtos do agronegócio. Algodão, milho, café e soja, que tem a maior área plantada e este ano produziu uma safra recorde de 2,9 milhões de toneladas.

Para o vice-presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Sérgio Pitt, a Fiol vai aumentar a competitividade da agricultura baiana. “Só temos o modal rodoviário, e quando chega a safra, o frete dobra de preço, o que faz do transporte um dos nossos principais custos”, explicou.

Mineração

Em direção ao mar, a ferrovia segue, passando por Correntina, Santa Maria da Vitória, Bom Jesus da Lapa, Guanambi e Caetité, onde está tudo pronto para a exploração de 470 milhões de toneladas de minério de ferro. A Mina Pedra de Ferro está ligada à Fiol por meio de um ramal de 20 quilômetros.

O vice-presidente da Bahia Mineração, empresa responsável pela exploração da Pedra de Ferro, Clóvis Torres, declarou que a ferrovia é de extrema importância para a atividade da mina. “O ferro é um minério barato e o ganho com a atividade depende da exploração em grande escala. Isso será possível graças à logística que teremos com a Ferrovia Oeste-Leste”, observou.

De Caetité até o mar, a ferrovia percorre mais 530 quilômetros e passa por outros 15 municípios. Em Ilhéus, ela se encontrará com o Porto Sul, que vai ser construído na Ponta da Tulha, litoral norte da cidade. Na região será instalado também um aeroporto, formando um grande complexo logístico e uma zona de processamento de exportação (ZPE).

Primeira etapa fica pronta em 2011

O projeto da Ferrovia Oeste-Leste foi desenvolvido pela Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., empresa do Ministério dos Transportes especializada na construção de ferrovias. Ele foi inspirado no projeto desenvolvido pelo engenheiro baiano Vasco Neto, há cerca de 50 anos.

Para realizar a construção, a obra foi dividida em três etapas: a primeira, entre Ilhéus e Caetité, tem 530 quilômetros, a segunda, entre Caetité, Barreiras e São Desidério, 413 quilômetros, e a terceira, de São Desidério a Figueirópolis (TO), 547 quilômetros.

Nesta sexta-feira, Lula lança o edital de licitação para construção das duas primeiras etapas. Elas estão divididas em oito lotes e o trabalho começa em junho deste ano, assim que terminar o processo licitatório. A previsão é de que a primeira etapa esteja concluída no primeiro semestre de 2011, a segunda no primeiro semestre de 2012 e toda a ferrovia até o final de 2012.

Geração de mais de 30 mil empregos

Com previsão de investimento de R$ 6 bilhões até 2012, a Ferrovia Oeste- Leste deve gerar mais de 30 mil vagas de trabalho durante sua construção. As vagas estarão espalhadas ao longo do trajeto, ampliando a descentralização dos empregos na Bahia.

Em Caetité, o empresário Carlos Venicio já sente os efeitos positivos. Para atender às encomendas de placas de sinalização da Bahia Mineração e da Ferrovia Oeste-Leste, ele contratou mais quatro funcionários. Até o início da operação, Venicio informou que espera contratar mais dez pessoas. “Não é só no meu ramo de negócio que houve crescimento. O setor imobiliário já está aquecido, assim como o de alimentação, de hospedagem e outros. Estou confiante que vem muito mais por aí”, destacou.

Um dos funcionários do empresário foi contratado para trabalhar de serralheiro, e, como não conhecia a profissão, aprendeu tudo na oficina. “Eu só tinha trabalho temporário e vivia sempre em dificuldade. Agora tenho carteira assinada. Dá até para sonhar com a casa própria e comprar a prazo”, comemorou.

Em Ilhéus, a expectativa também é grande. Júlio Madruga, dono de um restaurante na Ponta da Tulha, onde vai ser construído o Porto Sul, está confiante no crescimento econômico e acredita que o complexo logístico vai ajudar a preservar a região.

“Não dá para preservar a natureza com os moradores daqui desempregados. Sem fonte de renda, eles vão caçar, cortar madeira, buscar um sustento. Com trabalho, eles garantem o sustento e deixam a natureza em paz”, afirmou Madruga.

Ibama faz operação contra carvão ilegal na Bahia e mais 13 estados

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) realiza desde a segunda-feira a Operação Corcel Negro, com o objetivo de combater a produção, o transporte e o consumo ilegal de carvão no País. Os alvos da Corcel Negro, entre eles empresas-fantasma, se espalham por 14 Estados: Pará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Piauí, Maranhão, Bahia, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Informações da Agência Estado.

Vai dar no Jornal Nacional? País melhora índices de habitação e saneamento básico

Habitação: Governo Lula investe na construção de 600 casas populares em Guanambi

Saneamento básico: Governo Lula investe R$ 39 milhões
no esgotamento sanitário de Guanambi


Agência Brasil

“O déficit habitacional urbano brasileiro diminuiu em 476 mil residências em um ano, passando de 6,27 milhões de unidades, em 2007, para 5,8 milhões, em 2008, o que ainda é considerado alto. Os índices de saneamento básico também apresentaram melhora expressiva, com a rede de água potável chegando a nove em cada dez famílias brasileiras. A informação consta do 4º Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM), divulgado hoje (24) pelo governo.

Em 16 anos, segundo o documento, o percentual de pessoas morando em condições adequadas no Brasil melhorou 15%, avançando de 50,7%, em 1992, para 65,7%, em 2008. As áreas urbanas são as que apresentam o maior percentual de falta de residência (82%).

Para o ministro das Cidades, Marcio Fortes, as melhorias refletem as políticas habitacionais adotadas pelo governo nos últimos anos, como o programa Minha Casa, Minha Vida e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Habitação e Saneamento.

“Temos feito com que o déficit habitacional venha caindo, com as obras que estão sendo feitas, com os programas que estão sendo implementados com vigor. São investimentos sólidos, fortes e importantes, que levarão adiante a decisão do governo de atacar o problema habitacional”, disse o ministro, que participa do 5º Fórum Urbano Mundial das Nações Unidas, na zona portuária do Rio, até o dia 26. O evento reúne mais de 15 mil participantes de 160 países.

Os dados apontam ainda que 89,2% do déficit habitacional é concentrado nas famílias com renda de até três salários mínimos. O problema é mais grave nas cidades brasileiras com mais de 500 mil habitantes: em 97,3% delas há favelas, em 86,5%. cortiços e em 94,6%, loteamentos clandestinos ou irregulares.

Em relação ao déficit em saneamento, o relatório aponta uma grande diferença entre o Brasil rural e urbano. Enquanto nas cidades a água tratada chega a 91,6% das famílias, no interior o índice é bem menor: 27,4%.

O estado com maior oferta de água tratada é São Paulo, com 98,9% das residências atendidas. Na ponta oposta está o Pará, onde só 51,5% da população possui acesso ao serviço.

A rede de esgoto também apresenta uma grande diferença entre campo e cidade, chegando a 80,5% nas áreas urbanas e a 23,1% nas zonas rurais.

A proporção de famílias atendidas por ambos os serviços - água e esgoto - subiu de 62,3%, em 1992, para 76%, em 2008.”

Charges de Bessinha


BAHIA PODE RECEBER R$2.1 BILHÕES DO PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA














Foto: BJÁ
Secretário Walter Pinheiro fez exposiçãoda experiência executada na Bahia

Com recursos previstos da ordem de R$ 2,1 bilhões, a Bahia é o estado que mais receberá investimentos por parte do Programa Territórios da Cidadania em 2010. Os valores foram revelados nesta quarta-feira (24), durante o ato de apresentação do balanço e da Matriz de Ações de 2010 do programa, ocorrido no II Salão Nacional dos Territórios Rurais - Territórios da Cidadania em Foco, promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF).


Na ocasião, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou um Projeto de Lei que transforma em obrigatórias as transferências de recursos para ações e serviços do Programa Territórios da Cidadania em municípios com menos de 50 mil habitantes atendidos por esta ação do Governo Federal. Nestes casos, não serão mais cobradas das prefeituras exigências como adimplência com a União, o que vai facilitar o acesso aos recursos federais.

Os valores previstos para cada território são os seguintes: R$ 204 milhões para o Baixo Sul, R$ 269,3 milhões para o território Chapada Diamantina, R$ 280,7 milhões para o Território do Sisal, R$ 190,8 milhões para o Território de Irecê, R$ 539,4 milhões para o Território Litoral Sul, R$ 247,8 milhões para o território Semiárido Nordeste II, R$ 239,5 milhões para o Sertão do São Francisco, e R$ 206,3 milhões para o Velho Chico, totalizando aproximadamente R$ 2,1 bilhões.

Além destes territórios, o de Itaparica, na divisa entre Bahia e Pernambuco, terá R$ 148,7 milhões. Representando o Governador Jaques Wagner, o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, disse que "estes investimentos na Bahia comprovam o alinhamento existente entre o governo federal e estadual na condução de políticas públicas que priorizam a área social". Ainda de acordo com o secretário, dentre os estados brasileiros inseridos no programa, a Bahia teve ainda o maior volume de recursos executados em 2008 e 2009, um total de R$ 2,9 bilhões, seguido pelo estado do Maranhão, com R$ 2,4 bilhões.