Foto: Zenilton Meira
O dia 24 de fevereiro de 2011 vai ficar na história da energia eólica da Bahia. Essa data marca o início da implantação dos parques da Renova Energia no interior do estado, com o lançamento da Pedra Fundamental. Cerca de R$1,17 bilhão estão previstos pela empresa para a construção dos parques eólicos nas cidades de Caetité, Guanambi e Igaporã.  O projeto não se restringe apenas a esses municípios. De acordo com o Governador em exercício, Otto Alencar, os parques terão capacidade de atender 50 cidades do tamanho de Guanambi. Serão cerca de duas milhões de pessoas beneficiadas.  A Bahia enxerga na energia eólica uma forma sustentável de geração de eletricidade e um meio de desenvolver a região do semiárido, onde se localiza grande parte do potencial do estado. É uma forma que o Governo Wagner encontrou para desconcentrar a renda espacialmente. Antes, os investimentos eram feitos no litoral do estado. Para o deputado Fabrício Falcão (PCdoB) , a energia sustentável é o motor do desenvolvimento da Bahia. “A região é um marco do crescimento pautado pelo desenvolvimento sustentável. É um projeto importante para que a população renove as esperanças, gerando crescimento e trazendo renda e novas emprego para a região”, declarou o parlamentar.
(Thayná Lima)