Sítio arqueológico de 2 mil anos é encontrado no canteiro do Parque Eólico de Brumado

Um sítio arqueológico foi encontrado dentro do canteiro do Parque Eólico da Serra das Araras, na região do Distrito de Cristalândia, em Brumado.

Confira Os Melhores Destinos Para o Ecoturismo Na Região, Comocoxico, Pesma, Morro do Chapéu, Serra dos Montes Altos

O São João está chegando e muitos já planejaram onde vão curtir este período festivo, considerado por alguns, como a melhor época do ano. No estado da Bahia as cidades da microrregião de Guanambi vêm se destacando como roteiro alternativo

FIOL É OFERECIDA AOS CHINESES COMO 1º TRECHO DA FERROVIA

O secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura do Ministério do Planejamento, Hailton Madureira, disse em matéria no jornal o Estado de São Paulo, que o governo dialoga com o setor privado para ver se há interesse das empresas em construir um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-leste (Fiol)

REVIVENDO O SÃO JOÃO DO PASSADO EM GUANAMBI

Os colonos portugueses trouxeram a tradição do São João para o Brasil. As festas juninas têm origem no meio rural e visava saudar os elementos da natureza – o sol, o céu, a água – dançando e cantando em comemoração à fartura da colheita.

UNAJUF postula perda do cargo de Gilmar Mendes

O Juiz federal João Batista de Castro Júnior, vice-presidente da União Nacional dos Juízes Federais (UNAJUF), assinou juntamente com o presidente da referida entidade, Eduardo Cubas, uma representação por Improbidade contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF)

30 de jun de 2013

Brasil derrota Espanha, TV Globo, EUA , Inglaterra e a CIA (Copa do Mundo 2014)


Copa das Confederações: Brasiiiiiiillll 3 x 0 Espanha


GE investe em energia eólica no Nordeste

ECONOMIA
29 de junho de 2013, 11:08

Política Livre

De olho no crescimento da indústria de energia eólica no Brasil nos próximos anos, a GE planeja uma série de novos investimentos para consolidar sua posição como uma das principais fornecedoras de equipamentos eólicos do País. O entusiasmo da multinacional e as declarações sobre novos projetos para o mercado brasileiro coincidem com um período em que o setor vive momentos de incerteza. Segundo o gerente geral de Energias Renováveis da GE Power & Water, Jean-Claude Robert, a companhia investirá em torno de US$ 5 milhões na construção de uma fábrica de aero geradores, cujas obras devem ter início ainda no segundo semestre deste ano. O executivo não revela detalhes sobre a capacidade produtiva e a localização da nova unidade, mas diz que a intenção da companhia é que a instalação esteja concluída até o dia 1º de janeiro de 2015. Esse é o prazo determinado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que os fabricantes passassem a produzir os componentes de alta complexidade de um projeto eólico no Brasil para que sejam credenciados ao Finame, uma linha especial de crédito do BNDES para a produção e a aquisição de máquinas e equipamentos novos.
No fim do ano passado, o banco estabeleceu novas regras para o Finame com o objetivo de estimular um maior nível de nacionalização dos equipamentos eólicos. Robert explicou que a companhia já produzia as torres, o hub e as pás dos parques eólicos no Brasil. “Hoje, a GE já atende as regras atuais do Finame”, assegurou. O executivo citou como exemplo do aproveitamento de conteúdo nacional a parceria com a empresa brasileira Tecsis, de quem a GE adquire as pás eólicas para a instalação dos empreendimentos. Considerando que a participação da energia eólica na matriz elétrica saltará do atual 1,69% para 5,5% em 2017, de 2,09 mil MW de capacidade instalada para 8,8 mil MW, segundo os dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeolica), Robert afirmou que a nova fábrica de aerogeradores atenderá, inicialmente, a demanda do mercado brasileiro. Porém, o executivo não descarta a possibilidade de a instalação servir, no futuro, para suprir a demanda de outros países da região. “A fábrica terá capacidade de expansão. Só que tudo dependerá de quanto o Brasil vai querer contratar de energia eólica nos leilões”, argumentou. Até o fim do ano, a GE terá mais de 1 mil MW de turbinas eólicas instaladas no Brasil em operação comercial.

Restauração do Casarão dos Barros, urgente!







O Casarão dos Barros é um patrimônio histórico, adquirido pelo poder público municipal, hoje infelizmente se encontra em estado lastimável devido as suas precárias estruturas físicas.

O mandato do vereador José Carlos Latinha luta pela restauração do Casarão, através de um projeto elaborada na gestão do ex-prefeito Nilo Coelho. Recentemente foi realizada uma audiência com a empresa Renova Energia, visando garantir recursos para a restauração. 

Ontem (29), o Vereador José Carlos Latinha, o assessor parlamentar Haroldo Barros, e a Pastora Irani Bonfim visitaram o casarão e fazem um apelo para o poder público e a comunidade de Mutans no sentido de mobilizar recursos urgentes para a obra, através de emenda parlamentar ou outras iniciativas. 

SOS CASARÃO DOS BARROS!


O Vereador Latinha faz um apelo aos jovens de Mutans para realizarem  uma mobilização visando chamar a atenção das autoridades para a restauração urgente desse importante patrimônio histórico do distrito.
"Vamos abraçar essa luta em defesa da memória de Mutans".



História de Mutans

Artigo: Altair Barros, Dauréia Barros e Haroldo Barros

A Lagoa da Espera, que em 1929 passou a ser chamada de Itaguaçu, foi em 1º de janeiro de 1945 renomeada para o topônimo de Mutans, através de Lei Federal,  em razão de haver no estado do Espírito Santo um município com o mesmo nome. Mutans, em tupi, significa jirau feito no alto da árvore, para espera da caça, utilizado pelos índios. “Lagoa da espera” era justamente o local onde os caçadores da região ficavam, escondidos no alto das árvores, à espreita dos animais.

O arraial da Lagoa da Espera, tem sua origem em uma fazenda de propriedade da família Rodrigues Lima de Caetité e, seu nome Lagoa da Espera, veio de seus primeiros habitantes constituídos de índios semi-civilizados que ali se instalaram a espera da caça e da pesca às margens da lagoa existente. Era também ponto de encontro de tropeiros que transportavam mercadorias naquela região.

Em 1911, o Sr. João Barros Lima e Silva, descendente dos proprietários da fazenda, nela chegou, trazendo consigo sua esposa Herculina Gomes de Brito Barros, natural de Ituaçu, e três dos seus onze filhos.
Com sua chegada, o pequenino povoado tomou novo impulso não só comercial como religioso.
Os encontros religiosos e as missas, eram feitos embaixo de um frondoso juazeiro, à porta da casa do Sr. João Barros, o qual liderou o desbravamento de uma parte da região, onde hoje, é o centro de Mutans bem como a construção de uma pequena capela de estilo colonial. Hoje, essa capela foi demolida e construída outra capela no local.

Em 1929, também ali chegou o Sr. Osvaldino José de Souza, natural de Brejinhos das Ametistas, distrito de Caetité, casando-se com a Sra. Maura Gomes de Barros, filha do referido João de Barros. Mais tarde, foi instalada a Agência dos Correios e Telégrafos, trazida por um político influente da região, o Sr. Joaquim Prates Rodrigues, tendo como agente postal, uma das suas cunhadas a Sra. Maura Gomes de Barros, que durante trinta anos foi funcionária dessa agência, sendo mais tarde transferida para a agência de Guanambi.

SOLAR DOS BARROS, assim chamado, foi construído no alvorecer dos anos sessenta, por seu primeiro proprietário o Sr. Osvaldino José de Souza que ali residiu com sua família composta de nove filhos, por muitos anos.

Mais tarde, foi vendida para o Sr.Sinfrônio da Silva Mendes e sucessivamente para outros donos, até chegar as mãos da Prefeitura Municipal de Guanambi, na gestão da Sra. Prefeita, Sizaltina Donato.

Hoje, esta construção está se desmoronando, necessitando de um urgente tombamento por parte dos órgãos responsáveis, para que não se perca no tempo, tão bela obra arquitetônica.

A Casa Solar dos Barros fica localizada no Distrito de Mutãs, em Guanambi, e foi contruída na década de 60, às margens da bela Lagoa da Espera, complementada pela beleza das passagens da Serra de Mutãs.
Uma comissão formada por Haroldo Barros, Adalgísio Lélis, Michel Macêdo (Arquiteto&Urbanismo) e do Diretor de Comunicação da Fundação Joaquim Dias Guimarães , José Carlos Lélis (Latinha), visitaram e fotografaram o prédio do casarão de grande beleza arquitetônica, que no momento se encontra em ruínas.

O objetivo da visita é iniciar uma campanha pela restauração do casarão, através da elaboração de um projeto, que será posteriomente entregue à Câmara Municipal; ao Prefeito Municipal de Guanambi, Nilo Coelho; ao Deputado Estadual Javier Alfaya (PCdoB); e ao Diretor Geral do IPAC – Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, Frederico Augusto Rodrigues da Costa de Mendonça.


Datafolha: 73% dos brasileiros querem reforma política

Portal Vermelho


A iniciativa da presidenta Dilma Rousseff de propor um plebiscito para seguir em frente com a realização de uma reforma política foi bem aceita pela população. 68% aprovam a proposta. 


Quando questionados sobre a reforma política, 73% dos brasileiros afirmaram que são a favor da apreciação desse tema por parte do grupo de eleitos. Opiniões contrárias somam 15%.

Segundo o Datafolha, 68% dos brasileiros acham que Dilma age bem ao propor uma consulta popular. Só 19% entendem que ela agiu mal. Outros 14% não souberam responder.

O apoio ao plebiscito ocorre de forma mais ou menos uniforme entre homens e mulheres e em todas as faixas de renda, idade e escolaridade. No Nordeste, a aceitação é de 74%. No Sul, de 57%. 

Hoje, 30% dos brasileiros consideram a gestão Dilma boa ou ótima. Na primeira semana de junho, antes da onda de protestos que irradiou pelo país, a aprovação era de 57%. Em março, seu melhor momento, o índice era mais que o dobro do atual, 65%.

Fonte: Jornal F. de São Paulo

Deputada comemora aprovação de Projetos de Lei que beneficiarão Caetité e Guanambi


 
Sexta, 28 de Junho de 2013  
 
Foram aprovados, nesta quinta feira (26/07), dois Projetos de Leis de Utilidade Pública Estadual que beneficiam a Associação dos Pequenos Produtores de Açoita Cavalo (Projeto de Lei Nº 20.293/2013), no município de Caetité, e a Escolinha de Futebol Saturno (EFUSA)-(Projeto de Lei Nº 20.356/2013), no município de Guanambi.  A conquista é resultado do trabalho da deputada Ivana Bastos em consonância com as solicitações do líder político Valmique e do vereador Latinha, respectivamente.

Voltada ao trabalho em defesa da comunidade, a Associação dos Pequenos Produtores de Açoita Cavalo é uma entidade que visa incluir os mais necessitados no convívio e progresso humano. “A entidade merece tal honraria, pois ela integra a população e é um importante instrumento para a formulação de políticas comunitárias, além de garantir melhores condições de vida, mais justiça social e fomento às atividades agropecuárias”, ressaltou a deputada.

Em relação à Escolinha de Futebol Saturno (EFUSA), Ivana Bastos destacou os benefícios que as práticas esportivas trazem para a sociedade. “A busca pela prática esportiva é um aliado para a promoção e manutenção da saúde, a socialização, melhora da autoestima, ou seja, a busca por um hábito de vida saudável que seja permeado pelo bem estar integral dos indivíduos é um valor essencial na sociedade atual”, finalizou.

29 de jun de 2013

AUPNE: Trabalho Social de Inclusão dos Portadores de Necessidades Especiais de Urandi

Ontem (28), às 14 horas, aconteceu uma reunião na sede da AUPNE (Associação Urandiense dos Portadores de Necessidades Especiais) com o objetivo de organizar a campanha de construção da sede própria da entidade. 

O evento contou com as presenças dos diretores da entidade (Neuza - Presidente, Lucilene, Juvenal, Marieta, Juliana, Maria Aparecida, Maria Nilza, Érica, Cornélio, Luiz, João Paulo, entre outros), Pastora Irani Bonfim, Vereador Mateus Souza Oliveira, Vereadora Joana Santos, Vereador José Carlos Latinha - Presidente da UVERMIG, Assessor Parlamentar Haroldo Barros e da  ex-Vereadora e Professora Lilian.

A Presidente da entidade, Neuza Morais, e Marieta Morais fizeram um relato sobre o trabalho social de inclusão dos portadores de necessidades especiais em Urandi, destacando as importantes conquistas da entidade, tais como: construção da casa de apoio, transporte próprio da entidade - kombi, aluguel da sede, legalização da entidade, aquisição de um terreno para construção da sede própria através da doação da Prefeitura Municipal, realização de cursos de informática e arte, alfabetização dos sócios, aulas de libra e braille, diversos sócios que estudam o curso de nível médio. 

Foi destacado também o empenho da portadora de necessidade especial visual, Marieta de Jesus Morais, que vencendo as adversidades impostas pela sua condição, foi aprovada no curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Bahia - UNEB, do Campus XII em Guanambi-BA.

O principal objetivo da reunião foi a realização de uma campanha para a construção da sede própria da entidade, sendo que a Pastora Irani Bonfim fez uma explanação sobre o trabalho de solidariedade realizado na Áustria com vista a arrecadação de finanças para a manutenção dos trabalhos sociais da AUPNE. Neste sentido, fez a sugestão da criação de uma rede de sócios beneméritos com a organização de uma carteira e um carnê de mensalidade. 


Também foi informado a proposta de realização de um convênio realizado entre a AUPNE e a Prefeitura Municipal de Urandi, visando a contribuição e colaboração do poder público na manutenção mensal da entidade. 

Veja as fotos da reunião da AUPNE.



28 de jun de 2013

Morre Ruy Cezar, ex-presidente da UNE

Portal Vermelho


Morreu na manhã desta sexta-feira (28), em Salvador, o produtor cultural baiano e ex-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Ruy Cezar, aos 57 anos. Ele estava internado no Hospital Aliança por conta de um câncer que enfrentava há cerca de dois anos.


 
(Fundador da Casa Via Magia, Cezar foi responsável pela realização do Mercado Cultural e Fórum Cultural Mundial).

Ruy foi um dos principais líderes estudantis brasileiros e atuou no movimento de reconstrução da UNE, em 1979, durante o período da Ditadura Militar (1964-1985). Naquele ano, ele se tornou o primeiro presidente da entidade pós-reorganização e chegou a ser preso e torturado pelo regime.


Membro do Comitê Central do PCdoB, amigo de Ruy e também ex-presidente da UNE, Javier Alfaya lamentou a perda e avaliou como vanguardista a militância do produtor. Para Affaya, é gigante o legado deixado por Ruy, principalmente, para os movimentos sociais do país.

“Ele foi um orgulho para a minha geração, uma figura referencial e importante. Ruy representou uma renovação na esquerda brasileira e abriu muitas vertentes para a militância. Saiu do perfil de líder das causas imediatas e entrou em um terreno da subjetividade, das ideias”, afirmou.

A chefe de gabinete da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (SETRE), Olívia Santana, também comentou a morte de Ruy. Através das redes sociais, ela escreveu: “[a morte dele é] Sem dúvida, uma grande perda para a Educação e para a Cultura da Bahia e do Brasil”. 

A Secretaria de Cultura do Estado (Secult-BA) emitiu uma nota em que “lamenta profundamente o falecimento” do produtor.

Ruy Cezar se formou em Comunicação Social pela Universidade Federal da Bahia e se dedicou ao estudo da Psicologia e Pedagogia Infantil. Atualmente, ele estava à frente da escola infantil e produtora Via Magia, que funciona em Salvador.

Ele também teve participação na organização do projeto conhecido como Mercado Cultural e do Fórum Cultural Mundial.

Ruy era casado e deixa quatro filhos. O corpo será cremado no sábado (29), no cemitério Jardim da Saudade, localizado no bairro de Brotas, na capital baiana.

De Salvador,
Erikson Walla


Caetité: Trabalhadores fecham BR-030 em protesto contra fechamento de garimpos

Bahia Notícias
Caetité: Trabalhadores fecham BR-030 em protesto contra fechamento de garimpos
Foto: Reprodução/Facebook
Cerca de 300 garimpeiros interditaram a rodovia BR-030, na manhã desta sexta-feira (28), em protesto contra o fechamento de locais de extração de ametista em Caetité. A pista foi fechada no entroncamento que faz ligação também com a BR-430. O encerramento das atividades nos garimpos ocorreu por determinação judicial e do Departamento Nacional de Pesquisas Minerais (DNPM), órgão federal que regula o setor. Na manifestação, a exigência para liberação da estrada era a presença do prefeito municipal de Caetité, José Barreira (PSB). Policiais militares e da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) chegaram ao ponto interditado às 10h.  O prefeito e os vereadores Cláudio Borges e Mário Junqueira também foram ao local negociar com os manifestantes. O gestor de Caetité comprometeu em encontrar novamente com os garimpeiros para ouvir as reivindicações do grupo e encaminhá-las para os órgãos competentes. A reunião ficou marcada para o próximo dia 3 de julho, na prefeitura municipal. Informações do Brumado Notícias.

C

27 de jun de 2013

Senado aprova projeto que torna corrupção crime hediondo


 
O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (26) o projeto de lei que altera o Código Penal para aumentar a punição para corrupção e tornar esse tipo de delito crime hediondo, considerado de maior gravidade. O texto aprovado determina que a corrupção ativa (quando é oferecida a um funcionário público vantagem indevida para a prática de determinado ato de ofício) passa ter pena de 4 a 12 anos de reclusão, além de multa – atualmente, a reclusão é de 2 a 12 anos. A mesma punição passa a valer para a corrupção passiva (quando funcionário público solicita ou recebe vantagem indevida em razão da função que ocupa). A proposta também inclui entre crimes hediondos a prática de concussão (ato de exigir benefício em função do cargo ocupado). A proposta segue agora para a Câmara – se alterada pelos deputados, voltará para o Senado antes de ser sancionada pela presidente da República. As informações são do G1. Brumado Notícias

O PCdoB apoia Dilma e sua disposição de ouvir as ruas

Editorial Portal Vermelho


A mera referência, pela presidenta Dilma Rousseff, à convocação de um plebiscito e de uma Assembleia Constituinte com o objetivo específico de realizar uma reforma política deixou a direita (os partidos do campo neoliberal, do PSDB ao DEM, e a mídia conservadora) em polvorosa. Por duas razões principais. A primeira delas foi o fato de a presidenta retomar a iniciativa política e chamar para si a construção de uma resposta adequada aos anseios das ruas, manifestados ruidosamente nestes últimos dias. A outra se liga à perspectiva de uma reforma política democrática capaz de ampliar o protagonismo popular e aprofundar a democracia. 

O que se viu, nestes anos em que se tentou uma reforma política, foi o forte esforço dos grandes partidos, sobretudo os partidos da direita, para patrocinar mudanças restritivas, favoráveis apenas a seus interesses, reduzindo severamente o espaço dos partidos ligados diretamente ao povo. Daí o impasse criado e, aparentemente, difícil de resolver pelas vias normais do Congresso Nacional.

Mas o pronunciamento de Dilma Rousseff, na segunda-feira (24), foi mais abrangente. Seu sentido foi claro: a necessidade de seu governo ouvir as ruas. Sentido que aponta, frente às manifestações dos últimos dias, uma propensão de seu governo a realizar as mudanças que a nação reclama, ao contrário do que pretendiam aqueles que tentaram manipular, instrumentalizar e dirigir o movimento contra o governo, inclusive levantando de maneira descabida e artificial a ideia disparatada do impeachment da presidenta. 

Contra estas pretensões absurdas, Dilma Rousseff agiu com desenvoltura de estadista e chamou para si a responsabilidade de encontrar as soluções para a crise que se desenhava. Virou o jogo. Mesmo que, vinte e quatro horas depois, na terça-feira (25), tenha flexibilizado sua proposta de uma miniconstituinte pela reforma política, que poderá traduzir-se em um plebiscito. 

Mas Dilma Rousseff comprometeu-se com o país, para encontrar as respostas exigidas pelas ruas. Ruas que, indica a Comissão Política Nacional do Partido Comunista do Brasil (reunida na terça-feira, 25, em Brasília), foram palco de “um vigoroso protesto” que, do foco inicial “voltado contra o aumento das tarifas de transporte público”, rapidamente “assumiu bandeiras mais amplas como as reivindicações por melhores serviços públicos nas áreas de saúde, educação, mobilidade urbana e contra a corrupção”. 

O PCdoB, reafirmou a Comissão Política Nacional, manifestou a certeza de que “o governo e as forças progressistas precisam ouvir atentamente a voz das ruas e se empenharem para atendê-la”. Ao mesmo tempo em que deixou claro o repúdio partidário contra “atos de violência, vandalismo e destruição” contrários ao brio e “espírito patriótico da maioria dos manifestantes”.

A direção comunista repudiou claramente a tentativa da mídia conservadora no sentido de dirigir as manifestações contra o governo da presidenta Dilma Rousseff, incentivando a “equivocada hostilidade e aversão aos partidos políticos”, e dando “guarida a deploráveis atos de agressão a militantes de legendas de esquerda, promovidos por grupelhos de extrema-direita”. 

Com clareza, o documento reafirma o apoio do PCdoB à presidenta Dilma Rousseff e à sua disposição “de ouvir as ruas e de procurar atender às suas reivindicações com agilidade”, refirmado a urgência de reformas para melhorar a vida do povo e avançar e aprofundar a democracia.

O PCdoB acentua, também, com a urgência em “romper o cerco do conservadorismo e realizar uma reforma política democrática ouvindo amplos setores da sociedade”, que seja capaz de coibir a “influência do poder econômico nos processos eleitorais, com adoção do financiamento público exclusivo das campanhas”, fortaleça os partidos políticos e institua formas de democracia participativa e direta. O Partido também apoia o combate ainda mais severo à corrupção.

“As ruas dizem que as conquistas iniciadas [em 2003 - nota da Redação] não podem parar e que as mudanças precisam ser aceleradas, uma vez que um decênio de mudanças é insuficiente para superar a enorme desigualdade social herdada de séculos de história”, afirma o PCdoB. E o governo de Dilma Rousseff pode sair deste processo ainda mais fortalecido, ao contrário do que sonham a direita e sua mídia conservadora. As ruas são o palco da ação do povo, e também o cenário da luta contra a direita de feição fascista. Ouvir a voz das ruas e indicar o caminho progressista para atender a seus reclamos – este é o rumo para avançar e fortalecer o poder popular. É o caminho a seguir para manter o país na rota das mudanças e da consolidação da democracia.

26 de jun de 2013

Copa das Confederações: Brasil 2 x 1 Uruguai - Brasiiiiiiiiiiiiillllllllll!


Guanambi vai às ruas e mostra sua indignação com os Governos

Foto: João Roberto Teixeira
 
Cerca de 900 pessoas foram às ruas de Guanambi para somar forças nos manifestos de protestos que estão acontecendo em vários lugares do País. Os anseios são os mesmos, educação, saúde, e cultura. Uma manifestação pacífica que reuniu pessoas de todas as idades, em especial os jovens que deram seu grito por justiça e abaixo a corrupção e os desmandos políticos nacional, estadual e local. Os cartazes criticavam a formas de condução do País, do Estado e do município de Guanambi que tem sido maléficas ao povo.

Frases de alguns cartazes:

- Serviço público não é cabide. Concurso já!;

- Chega de contratados, precisamos de concurso;

- Contra a contribuição para a iluminação pública;

- Chega de sofrer, basta às músicas de Pablo;

- Recalque de ditadura, bate e volta na minha geração;

- Precisamos de tudo, menos de futebol;

- Abra sua mente, gay também é gente;

- PCFI: Partido e cansados da farra imoral;

- Não somos pacientes do SUS. Somos vítimas;

- Quem faz ensino médio é professor. Professor com ensino superior;

- Ou param a roubalheira, ou paramos o Brasil!

- Quanto tempo mais sem estudo?

- Pega os R$ 0,20 e enfia no SUS;

- Cadê a UPA Prefeito?

- Só a educação para ensinar que saúde se faz com hospitais e não com estádios;

- Copa das confederações? Não. 2013 o ano da copa das  manifestações;

- O povo mudou, o povo decidiu, ou para a roubalheira ou paramos o Brasil!

- Eu quero (   ) Tchu   (     ) tcha  (  X  ) Uma biblioteca;

- Ei Prefeito, e a reforma da Biblioteca, cadê?;

- Ei Prefeito, vai esperar até quando para nomear o Secretário de Cultura?;

- Quando seu filho ficar doente, leve ele às praças;

- Mais amor, menos Pastor, meus amigos não precisam de cura;

O manifesto teve sua concentração, 21, a partir das16 horas, em frente à Casa de D. Dedé, seguiu pelas ruas do centro da cidade e encerrou na Praça do Feijão, por volta das 19 horas. Neide Lu e Clóvis Junior, radialistas da 106 FM, estiveram transmitindo a manifestação e ouvindo os manifestantes e cidadãos que estavam observando o movimento nas calçadas e dando depoimentos.

O Departamento Municipal de Transito-Guatrans, deu suporte organizando o transito e o 17º Batalhão de Policia Militar, cuidou da segurança do movimento.

Neide Lu/Portal Fala Voce. 

Acesse o site: www.falavoce.com.br e veja todas as fotos do manifesto.


Câmara aprova 75% dos royalties do petróleo para educação e 25% para saúde

Bahia Notícias
por Luciana Cobucci / Terra
Câmara aprova 75% dos royalties do petróleo para educação e 25% para saúde

Após horas de discussão, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou um substitutivo (texto que substitui o original) ao projeto de lei que destina os recursos dos royalties de petróleo para a educação. Na tentativa de viabilizar a votação da matéria, o relator André Figueiredo (PDT-CE) mudou duas vezes seu relatório. Agora, o projeto segue para o Senado. O projeto tinha 11 pedidos de destaque (votação em separado de partes do texto), dos quais 10 foram retirados a pedido do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). A destinação dos recursos obtidos com royalties para a educação é uma das bandeiras dos movimentos que tomaram as ruas do país nas duas últimas semanas. Por sugestão do deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), Figueiredo dividiu os recursos obtidos com a exploração de petróleo entre saúde e educação, na ordem de 25% e 75%, respectivamente. União, Estados e municípios serão obrigados a adotar esse percentual. Outra mudança feita no texto destina 50% de todos os recursos do Fundo Social do pré-sal à educação.

Descaso na Educação de Guanambi: Escola Municipal Professora Janete Alves da Rocha

O clamor é de pais, professores, funcionários e alunos. As fotos abaixo revelam o descaso do Prefeito Municipal e da Secretaria Municipal de Educação com a educação de Guanambi. O flagrante foi registrado durante uma visita surpresa que o vereador José Carlos Latinha e o assessor parlamentar  Haroldo Barros fizeram na Escola Municipal Professora Janete Alves Rocha, conforme denúncia feita por uma professora na Tribuna Livre da Câmara de Vereadores de Guanambi. 

A escola está funcionando precariamente em uma casa alugada no bairro Belo Horizonte. O vereador pode observar que não existe a mínima condição de infraestrutura, sendo que a escola tem 170 alunos estudando na casa e na igreja do bairro. Salas de aulas apertadas, sem piso e pintura, poeira, salas pequenas e cheias de alunos, merenda escolar sendo servida em local inapropriado e sem higiene por falta de espaço físico, professores dando aulas sem a mínima condição didática e pedagógica, e pior, crianças tendo de estudar em uma situação de calamidade educacional. 

A situação da Escola Municipal Professora Janete Alves da Rocha já acontece desde um ano e seis meses, quando a administração municipal anunciou a construção da Escola São Sebastião no valor de R$ 1.480.453,00 com recursos próprios do município, conforme placa fixada na entrada do bairro Belo Horizonte.


O vereador também visitou a escola em construção e pode observar o estado da obras que vai fazer 2 anos em construção. Também uma comissão de pais relatou o descaso do poder público municipal com essa escola, denunciando que foram várias vezes solicitar providências do Prefeito para solucionar o problema.


O vereador vai encaminhar um relatório para o Prefeito Municipal e a Secretaria de Educação, bem como denunciar para o Ministério Público Local e Federal, Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, Conselho Municipal de Educação de Guanambi e a Comissão de Educação da Câmara de Vereadores a situação de calamidade da escola, solicitando do poder público municipal urgência na conclusão da escola e investigação sobre o atraso da conclusão da Escola Municipal Professora Janete Alves Rocha.

Veja as fotos, e diga se é possível esta situação.


Fotos: Blog do Latinha