outubro 31, 2014

Com histórico de militância, Bebeto irá apoiar reforma política na Câmara

Sexta, 31 de Outubro de 2014 - 00:00

Bahia Notícias

por Luiz Fernando Teixeira
Com histórico de militância, Bebeto irá apoiar reforma política na Câmara
Foto: Sintepav Bahia
Adalberto Souza Galvão é militante "sempre da esquerda" no sul da Bahia há mais de 30 anos, mas talvez as pessoas não o conheçam pelo nome de batismo. Bebeto foi o deputado federal que teve mais votos na região, com 96.134 votos em toda a Bahia, graças ao seu histórico de luta sindical, que teve início em Ilhéus. “Eu iniciei a militância na década de 70, no movimento estudantil de Ilhéus. Fiz parte do PCdoB, que era clandestino na época, e também integrei o processo de construção da democracia brasileira durante a década de 80”, conta o parlamentar, que foi um dos líderes dos sindicatos dos trabalhadores das indústrias de cacau do município. Enquanto era um dos responsáveis pelas primeiras greves dos trabalhadores da região, Bebeto se graduava no curso de História da Universidade Estadual de Santo Cruz (Uesc). “Na época havia a necessidade de um sindicato de contestação contra o arrocho salarial”, lembra o parlamentar. Em 1992, Bebeto foi o vereador mais jovem a ser eleito vereador em Ilhéus, ainda pelo PCdoB, e participou da base do governo local até 1998. “Saí do governo por não concordar com a adesão do prefeito ao carlismo [à época, o extinto PFL detinha o governo do estado e da capital da Bahia, além das três cadeiras no Senado Federal] e voltei ao movimento sindical”, diz Bebeto, que deixou o PCdoB em 2000 para assumir a tarefa de administrar a força sindical. “Faço parte da executiva nacional da Central Sindical”, comentou o também presidente licenciado do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada (Sintepav).
Foto: Blog do Gusmão

Em 2004, filiou-se ao PSB e desde então trabalhou para fortalecer a sigla e eleger prefeitos do partido no estado, que culminou na eleição deste ano. Bebeto acredita que um histórico tão grande dentro da política no sul da Bahia será um ponto positivo em seu mandato na Câmara dos Deputados. “Penso que a maturidade de quem passou momentos importantes da vida baiana e da nacional e já teve a experiência eleitoral é importante. Poderei refletir temas importantes, assentado na racionalidade e não na emoção, para discutir o que pode ajudar a Bahia. Como homem em uma luta constante que busca conquistas para os trabalhadores, terei a tranquilidade no parlamento para ajudar a construir movimentos progressivos”, analisa o deputado. De acordo com ele, um dos temas que o pautarão em Brasília será a reforma política. “Não seguiremos mais nesse sistema. Ao defender essa reforma, defenderei o fim da reeleição e a votação distrital mista”, exemplificou o socialista, que também busca trabalhar na agenda da classe trabalhadora, como o fator previdenciário. Bebeto também refletiu sobre o momento atual do próprio PSB, que “rachou” durante as eleições. “No primeiro turno tivemos um debate enorme e a partir dele pudemos lançar uma unidade para a candidatura de Eduardo campos, mas a sua morte e a escolha de Marina Silva levou a uma ruptura do partido. No segundo turno, o caminho nacional foi de apoiar Aécio Neves (PSDB), mas os estados apoiar quem julgasse oportuno pelas próprias construções políticas e o histórico”, afirmou Bebeto, que ao lado da senadora Lídice da Mata, foi um dos principais articuladores para o apoio à presidente reeleita Dilma Rousseff (PT), “pelo histórico de luta da Bahia e uma definição política ideológica”. Por conta disso, ele ainda não deixa claro se fará oposição ao governo na Câmara. “Não há uma decisão do partido sobre qual será o caminho. Óbvio que como um homem de partido, tenho que aguardar a decisão”, afirmou Bebeto.

Guanambi: Morre o empresário Guanambiense Genildo Marques Rocha


outubro 30, 2014

Prefeito de Serrinha tem contas rejeitadas pela quarta vez

Quinta, 30 de Outubro de 2014 - 21:20

Bahia Notícias

Prefeito de Serrinha tem contas rejeitadas pela quarta vez
Foto: AL Notícias
O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rejeitou, nesta quinta-feira (30), as contas de 2013 do prefeito Osni Cardoso de Araújo, de Serrinha, no nordeste do estado. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Dias, determinou a aplicação de multa de R$ 2,5 mil além do pagamento de multas e juros por atraso no cumprimento de obrigações. Além das falhas cometidas na elaboração e revisão das peças contábeis, também teriam comprometido o mérito das contas as irregularidades remanescentes no relatório técnico, como a contratação de servidores sem a realização de prévio concurso público e a reincidência na prática de ilegalidades na execução da despesa e nos processos licitatórios. Segundo o TCM, as últimas três contas de Araújo também foram rejeitadas. Por isto, o tribunal determinou a instalação de uma representação no Ministério Público Estadual “em face do reiterado descumprimento de determinações, inclusive, para a cobrança de multas e ressarcimentos impostos pelo TCM”. O gestor ainda pode recorrer da decisão.

Coreia do Norte fuzila membros do governo por assistirem novelas

Fonte: Correio da Bahia
Cerca de 50 pessoas já foram fuziladas em execuções públicas na Coreia do Norte por "crimes contra o Estado". Entre os mortos estão militares e integrantes do mesmo partido a que pertende Kim Jong-Un. Segundo o jornal Telegraph, eles foram acusados de assistir novelas sul-coreanas, praticar suborno e cometer atos promíscuos.
Alguns dos executados eram pessoas próximas a Jang Song-thaek, tio de Kim Jong-un, que foi preso e executado acusado de 'tentativa de derrubar o Estado'. 
Coreia do Norte fuzila membros do governo por assistirem novelas (Foto: AFP)
De acordo com informações divulgadas pelo jornal chinês “Wen Wei Po” - aliado ao Partido Comunista da China - o tio e cinco de seus assessores foram arremessados nus em uma jaulacom cerca de 120 cães ferozes e famintos. 
Para analistas, as execuções são a medida mais drástica tomada pelo ditador para minar a oposição e reforçar seu poder no país.
Até então, Jang era o vice-presidente da Comissão de Defesa Nacional, órgão mais podereso do país, e marido de Kim Kyong-hui, irmã de Kim Jong-il, que morreu em 2012 e foi sucedido pelo filho. Por décadas, Jang foi um nome central na ditadura comunista. Ele ajudou o sobrinho, e o apoio, quando este assumiu a liderança da Coreia do norte.
A execução aconteceu menos de uma semana após Jang Song-thaek ser destituído dos seus cargos no Partido Comunista da Coreia do Norte.
Em agosto do ano passado, o ditador já havia ordenado a execução de uma ex-namorada. A cantora Hyon Song-wol foi executada junto a um grupo de músicos acusados de gravar e vender pornografia.

Guanambi: Confirmado, Joel do Suruá assumirá o mandato de vereador


30/10/2014 | Por:José Roberto Teixeira.   

O Suplente de Vereador Joel Alves de Brito, que concorreu as eleições municipais de 2012 com o nome de Joel do Suruá, já está devidamente habilitado para ocupar a sua cadeira na Câmara Municipal de Guanambi. Nessa terça feira dia 28 de outubro de 2014, O Bel. Dr. Almir Édson Lélis de Lima, Juiz Eleitoral da 64ª Zona Eleitoral de Guanambi/Candiba, procedeu a diplomação de Joel como suplente de vereador pelo PC do B, levando-se em conta a proclamação dos resultados das eleições de 7 de outubro 2012, que concorreu pela Coligação “Câmara de Todos Nós” composta pelos partidos PSB, PSD e PC do B, quando obteve 389 votos de um total de 44.096, conquistando assim o direito de suplente imediato do vereador José Carlos Lélis Costa ( Latinha), que mudou de partido para concorrer a uma vaga na Câmara Federal por outra agremiação e a Justiça Eleitoral determinou a perda do seu mandato autorizando a Câmara Municipal a empossar o seu suplente. A legislação eleitoral é clara nesse aspecto:

“No que se refere às coligações partidárias, o TSE editou a Resolução n. 22.580, a qual dispõe que o mandato pertence ao partido e, em tese, estará sujeito à sua perda o parlamentar que mudar de agremiação partidária, ainda que tenha a legenda sido integrante da mesma coligação pela qual foi eleito. Esses entendimentos também levam à conclusão de que ao renunciar ao partido político, renuncia-se também ao mandato que pertence ao partido, mesmo que tal partido a tenha conquistado num regime eleitoral de coligação partidária. Ocorrida a vacância, o direito de preenchimento da vaga é do partido político detentor do mandato, e não da coligação partidária, pois que, com o fim das eleições, a coligação deixa de existir como pessoa jurídica.”

Joel está pronto e se mostrou ansioso para ocupar logo o seu lugar na Câmara e começar a atuar como representante dos interesses da coletividade. A posse e a sessão de estréia de Joel ainda não foram marcadas, mas agora só depende do presidente da Câmara.


MPF/BA move ação de improbidade administrativa por uso indevido do cargo no TRE/BA

MPF/BA

Joseph Rodrigues dos Santos e o servidor do tribunal Antônio Sávio Reis de Pinho respondem a ação por valerem-se do cargo ocupado para negociar valores para facilitar a aprovação de contas eleitorais do Partido Social Democrático (PSD)
A Divisão de Combate à Corrupção (Diccor) do Ministério Público Federal (MPF) na Bahia ajuizou na terça-feira, 28 de outubro, ação de improbidade administrativa contra o ex-servidor do Tribunal Regional Eleitoral na Bahia (TRE/BA), Joseph Rodrigues dos Santos, por valer-se do cargo público para receber vantagem indevida. Quando era chefe de contas partidárias do tribunal, ele solicitou 30 mil e recebeu, a título de adiantamento, cinco mil reais, para acompanhar os processos de prestação de contas do Partido Social Democrático (PSD) relativas às Eleições de 2012, facilitar suas aprovações junto ao TRE e prestar serviços de auditoria e contabilidade para aquele partido. As duas reuniões de negociação (ocorridas em setembro e outubro de 2013), na Assembleia Legislativa da Bahia, foram gravadas pelos assessores do deputado estadual Angelo Coronel e amplamente divulgadas pela mídia local. Além de Santos, também responde a ação servidor do TRE/BA Antônio Sávio Reis de Pinho, que intermediou e participou das negociações.

ADVOGADO DE YOUSSEF CONFIRMA ARMAÇÃO DE VEJA


247 Brasil

:

O crime eleitoral cometido pela revista Veja, que pertence a Giancarlo Civita e é comandada pelo executivo Fábio Barbosa e pelo jornalista Eurípedes Alcântara (à dir.), foi confirmado, nesta quinta-feira, por reportagem do jornal Valor Econômico, pelo próprio advogado Antônio Figueiredo Basto, que defende o doleiro Alberto Youssef; reportagem da semana passada diz que Youssef afirmou que "Lula e Dilma sabiam de tudo"; eis, no entanto, o que aponta Figueiredo Basto: "Não houve depoimento no âmbito da delação premiada. Isso é mentira. Desafio qualquer um a provar que houve oitiva da delação premiada"; caso está nas mãos de Teori Zavascki, ministro do STF, que pode obrigar Veja desta semana a circular com direito de resposta; atentado à democracia envergonha o jornalismo 141