abril 30, 2015

SISPUMUR: Caminhada do Trabalhador e pela Paz


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Guanambi realizou na manhã desta quinta - feira a caminhada do trabalhador e pela paz. Os participantes disseram não ao PL 4330, não a precarização do trabalhador, ao assédio moral, não às milhares de contratações no município que usam a mão de obra do trabalhador com uma baixa remuneração, não ao descaso à saúde do trabalhador. Os manifestantes gritaram por concurso público com vagas reais, liberação de licenças - prêmio na educação, aposentadoria digna, coordenadores concursados e deram o grito pela PAZ, em apoio ao Projeto "Família do Bem, fortalecendo vínculos" da rádio 96 FM. O SISPUMUR agradece atodos os participantes

Sindicato de Professores do Paraná diz que ação da PM foi ‘truculenta’

uinta, 30 de Abril de 2015 - 10:20

Bahia Notícias

Sindicato de Professores do Paraná diz que ação da PM foi ‘truculenta’
Foto: Divulgação/Joka Madruga/APP-Sindicato
A direção do Sindicato dos Professores do Paraná (APP-Sindicato) classificou de “truculenta” a ação da Polícia Militar (PM) durante protesto da categoria e de outros servidores na tarde desta quinta-feira (29), em Curitiba, contra o projeto de lei que altera a Previdência do estado. Segundo o sindicato, participaram do protesto 20 mil pessoas. A PM não divulgou o número de manifestantes. Em greve desde segunda-feira (27), os professores da rede estadual de ensino e de universidades estaduais estão acampados em frente à Assembleia Legislativa do Paraná. A Polícia Militar traçou um perímetro de isolamento, com grades e policiais, em torno do prédio. Os professores representam 70% do funcionalismo estadual. De acordo com Luiz Fernando Rodrigues, da direção do sindicato, tudo começou quando os deputados estaduais decidiram seguir com a votação do projeto. “Quando nós anunciamos que o governo não havia aceitado tirar o projeto, houve uma revolta muito grande, e [os manifestantes] tentaram avançar sobre a cerca. Imediatamente, o Batalhão de Choque, a mando do secretário [de Segurança Pública do Paraná, Fernando Francischini] veio com todo seu armamento para cima das pessoas”, disse. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, 1,6 mil policiais participaram da ação. “A ação foi contra os educadores que estavam na praça. Foi abuso da PM. Jogaram bombas de gás, spray de pimenta, jatos de água contra os trabalhadores. A polícia não parou de jogar bomba na gente mesmo depois de uma hora. Foi uma barbárie o que aconteceu hoje em praça pública”, disse Rodrigues. Pelo menos 170 manifestantes ficaram feridos, segundo a prefeitura de Curitiba e o Tribunal de Justiça do Paraná, onde ocorreram os primeiros atendimentos. Entre eles, 45 foram levados para unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e hospitais da região. O governador do Paraná, Beto Richa, disse, em entrevista coletiva, que os policiais reagiram a provocações de algumas pessoas que estavam na praça. “Sete black blocks foram presos. Os policiais, ao serem afrontados por esses bardeneiros e black blocks, reagiram, em uma proteção natural de sua integridade física.” A Secretaria de Segurança Pública do Paraná diz que 20 policiais ficaram feridos. “A reação, a agressão, não partiu dos policiais. Os policiais ficaram parados para proteger o prédio da Assembleia Legislativa. Na medida em que eram impedidos, reagiram. A polícia não partiu para cima dos manifestantes uma única vez. Tem filmes que comprovam o que estou dizendo”, disse. Segundo a Secretaria de Segurança será aberto um inquérito policial militar, com participação do Ministério Público, para apurar as ações durante a confusão.

Fusão do PSB com PPS vai obrigar Joceval a ‘encontrar seu caminho’, diz Lídice

uinta, 30 de Abril de 2015 - 00:00

Bahia Notícias

por Alexandre Galvão
Fusão do PSB com PPS vai obrigar Joceval a ‘encontrar seu caminho’, diz Lídice
Foto: Montagem/Bahia Notícias
A fusão entre o PSB e o PPS não deve mudar muita coisa na Bahia para os socialistas, de acordo com a presidente do partido no estado, senadora Lídice da Mata. “O PSB é um partido maior do que o PPS e não vamos mudar de posição. Nem mesmo a direção do partido vai mudar. O que vamos fazer é incorporar 30% da direção do PPS”, apontou a senadora ao indicar que todas estas resoluções são ainda iniciais. De acordo com Lídice a fusão vai “abrir uma janela” para que políticos insatisfeitos com suas legendas migrem para o PSB e, em Salvador, o PPS – que hoje é a liderança do prefeito ACM Neto na Câmara Municipal de Salvador (CMS) – deve se integrar ao PSB – que tem dois vereadores e faz parte do bloco oposicionista. Perguntado sobre a situação do vereador Joceval Rodrigues (PPS) – líder de Neto na Câmara – Lídice foi taxativa: “ele vai ter que encontrar o caminho dele. Nós temos uma linha política e não vamos mudar em Salvador”. Em entrevista ao Bahia Notícias, Joceval disse que “tem que ter todo o cuidado” com a fusão e que não está aflito com estas questões de posição política. “Cada dia com sua agonia. As diferenças terão o seu momento para ser discutidas”, amenizou. Apesar das muitas reviravoltas que o processo trará, Rodrigues disse ver a união “com bons olhos”.

PPS e PSB dão início a processo de fusão das legendas

Política livre

Foto: Divulgação/ PSB
Até o mês de junho as negociações sobre a fusão entre o PSB e PPS devem ser concluídas. Segundo informações do jornal O Globo, ainda está sendo discutido o nome e número resultantes da fusão. O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira defendeu que o nome passe a ser PSB40 e seja mantido o número dos socialistas. “É uma marca consagrada que teve 23 milhões de votos em 2014″, lembrou Siqueira. Já o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, disse no entanto que ainda não há definição.A saída da senadora Marta Suplicy do PT foi recebida pelos dois dirigentes com empolgação. Suplicy deve concorrer a prefeitura de São Paulo pelo PSB no ano que vem. Segundo Siqueira, ela será a candidata mais competitiva do país.

Câmara de Vereadores realiza mais uma sessão ordinária

 
Terça, 28 de Abril de 2015  
 
A Câmara de Vereadores de Guanambi realizou nesta segunda-feira, 27, sessão ordinária semanal contando coma presença, na Tribuna Livre, de representantes da comunidade abordando temas de interesse comum. A diretora da 96 FM, Carla Viviane, acompanhada da equipe da emissora, falou da campanha pela paz que está sendo desenvolvida pela rádio nas redes sociais. Já a presidente dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais, Vilma Moura, fez uma exposição da situação do funcionalismo reivindicando apoio da casa para as demandas no que diz respeito a salário e plano de carreira. O presidente da Associação, Dionísio Villas Boas, destacou o trabalho social desenvolvido pela entidade e solicitou apoio do legislativo para a construção da sede.

Infraestrutura

Tribuna da Bahia - Raio Laser

A deputada estadual Fabíola Mansur (PSB) lamentou ontem a tragédia que se abateu sobre Salvador no início desta semana por causa das fortes chuvas que caíram sobre a cidade. A socialista, que visitou as áreas mais atingidas pelo temporal, solidarizou-se com as pessoas que perderam familiares e afirmou que a tragédia é uma clara demonstração da necessidade de intervenção imediata em macro e microdrenagem das águas fluviais na capital baiana. “É necessário que sejam feitos investimentos maciços das três esferas de governo para resolver este grave problema, que tem posto em risco a vida de milhares de pessoas”, disse.

Mortes de jovens

Por iniciativa da senadora Lídice da Mata (PSB), foi anunciada na sessão de ontem do Senado, em Brasília, a composição da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que irá investigar o assassinato de jovens no Brasil. A parlamentar baiana diz que é preciso averiguar em detalhes os crimes que acometem a juventude, principalmente negra e das periferias, e anunciou que na próxima semana deverá ocorrer a instalação da Comissão. De acordo com quadro apresentado em um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a cada três jovens assassinados no País, dois são negros. Tribuna da Bahia - Raio Laser