Reunião de avaliação do Plano Municipal de Educação de Guanambi

Hoje (24), no CETEP em Guanambi, aconteceu a reunião da Comissão de Coordenação e Comissão Técnica de Monitoramento do Plano Municipal de Educação

BIO MODELLE: Um novo empreendimento em Saúde e Estética em Guanambi

Guanambi é uma cidade empreendedora e surge uma nova empresa na área de Saúde e Estética para revolucionar o mercado e proporcionar saúde, estética, beleza e bem estar para a sociedade

GOVERNO VAI LIBERAR R$3,5 BILHÕES PARA INVESTIMENTOS E FIOL NÃO ESTÁ CONTEMPLADA

O governo Federal liberou R$ 3,15 bilhões do Orçamento de 2017 para os ministérios focarem em continuação de obras importantes que estavam paradas.

Guanambi: anunciadas e não construídas, ausência de rotatórias continuam sendo causa de muitos acidentes

"A Prefeitura de Guanambi iniciou nesta semana, uma série de obras em várias rotatórias do perímetro urbano, implementando um novo modelo viário, que irá propiciar mais segurança para pedestres e motoristas...dores

A importância do Parque da Cidade em Guanambi, veja o vídeo.

As áreas verdes públicas urbanas são fundamentais para a qualidade de vida da população.

30 de set de 2010

Nos corredores do Supremo, fala-se em impeachment de Gilmar Mendes

Brasil! Brasil!


O candidato tucano José Serra no suposto telefonema para o ministro Gilmar Mendes, do STF (foto: Rodrigo Coca/ Fotoarena/ Especial para Terra)

Wálter Fanganiello Maierovitch, Terra Magazine

1. A matéria apresentada pelo Jornal Folha de S. Paulo é de extrema gravidade. Pelo noticiado, e se verdadeiro, o ministro Gilmar Mendes e o candidato José Serra, tentaram, por manobra criminosa, retardar julgamento sobre questão fundamental, referente ao exercício ativo da cidadania: o direito que o cidadão tem de votar.

Atenção: Gilmar e Serra negam ter se falado. Em outras palavras, a matéria da Folha de S.Paulo não seria verdadeira.

Pelo que se infere da matéria, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes interrompeu o julgamento do recurso apresentado pelo PT. Pela ação proposta, considera-se inconstitucional a obrigatoriedade do título eleitoral, acrescido de um documento oficial com fotografia.

O barômetro em Brasília indica alta pressão. Pressão que subiu com o surpreendente pedido de “vista” de Mendes. E que chegou no vermelho do barômetro com a matéria da Folha. Ligado o fato “a” (adiamento) com o “b” (pedido de Serra), pode-se pensar no artigo 319 do Código Penal: crime de prevaricação.

Já se fala entre políticos, operadores do Direito e experientes juristas, caso o fato noticiado na Folha de S.Paulo tenha ocorrido e caracterizado o pedido de Serra para Gilmar “parar” o julgamento, em impeachment do ministro.

O impeachement ecoa na “rádio corredor” do Supremo. E por eles circulam ministros e assessores.

Com efeito. O julgamento da ação proposta pelo PT transcorria sem sobressaltos. Não havia nenhuma dificuldade de ordem técnica-processual. Trocando em miúdos, a matéria sob exame dos ministros não tinha complexidade jurídica. Portanto, nenhuma divergência e com dissensos acomodados e acertados.

Sete ministros já tinham votado pelo acolhimento da pretensão apresentada, ou seja, ao eleitor, sem título eleitoral, bastaria apresentar um documento oficial, com fotografia. A propósito, a ministra Ellen Gracie observou que a exigência da lei “só complica” o exercício do voto.

O que surpreendeu, causou estranheza, foi o pedido de vistas de Gilmar Mendes. Como regra, o pedido de vistas ocorre quando a matéria é de alta complexidade. Ou quando algum ministro apresenta argumento que surpreende, provocando a exigência de novo exame da questão. Isso para que quem pediu vista reflita, mude de posição ou reforce os argumentos em contrário.

Também causou estranheza um pedido de vista de matéria não complexa, quando, pela proximidade das eleições, exigia-se urgência.
Dispensável afirmar que não adianta só a decisão do Supremo. É preciso tempo para a sua repercussão. Quanto antes for divulgado, esclarecido, melhor será.

Terceiro ponto: a votação no plenário do STF se orientava no sentido de que a matéria era de relevância, pois em jogo estava o exercício da cidadania. A meta toda era, como se disse no julgamento, facilitar e não complicar o exercício da cidadania, que vai ocorrer, pelo voto, no próximo domingo, dia das eleições.

Um pedido de vista, a esta altura, numa questão simples, em que os sete ministros concluíram que a lei sobre a apresentação de dois documentos para votar veio para complicar, na realidade, dificultava esse mencionado exercício de cidadania ativa (votar).
O pedido de vista numa questão que tem repercussão, é urgente e nada complexa, provocou mal-estar.

Os ministros não querem se manifestar sobre a notícia divulgada pela Folha, uma vez que, tanto José Serra quanto Gilmar Mendes negaram. Mas vários deles acham que a apuração do fato, dado como gravíssimo, se for verdadeiro, é muito simples. Basta quebrar o sigilo telefônico.

Pano rápido. Como qualquer toga sabe, a matéria da Folha de S.Paulo é grave porque envolve, caso verdadeira, uma tentiva de manipulação que prejudica o direito de cidadania. Trata-se de um ministro do Supremo, que tem como obrigação a insenção. Serra e Mendes desmentiram. A denúncia precisa ser apurada pelo Ministério Público e, acredita-se, que a dra Cureau não vai deixar de apurar e solicitar, judicialmente, a quebra dos sigilos telefônicos de Serra e Mendes.

A única forma de se cassar um ministro do Supremo, já que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) não tem poder correcional sobre eles, é o impeachment. Ministros do Supremo só perdem o cargo por impeachment.

O único caminho, quando se trata de grave irregularidade, de crime perpetrado — e esse caso, se comprovado, pode ser caracterizado como crime —, é o impeachment.

Na historiografia judiciária brasileira nunca houve impeachment de ministro do STF. Já houve cassação pela ditadura militar, e por motivo ideológico.”

VOTO LIVRE E COM CONSCIÊNCIA

Pimenta na Muqueca

 
Luís Sena |lucaseri.pai@gmail.com

“O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais”. Bertolt  Brecht(1898/1956).

O texto acima foi escrito há muitos anos, e ainda serve como reflexão, principalmente em tempos de eleição. No dia 03 de outubro vamos eleger presidente, governador, senadores, deputados federais e estaduais. Está bem clara a distinção entre as proposituras que disputam os cargos de presidente e governador.
Verifique as diferenças nos projetos que estão disputando e os resultados que poderão advir por conta de decisão não pensada. Analise o histórico de cada candidato, em que time da política atua. Mesmo que você não seja um filiado, tome partido em defesa da sua posição, com argumentos plausíveis e principalmente atentos porque “a política é para atender à coletividade e não às necessidades meramente pessoais”.
Precisamos qualificar as nossas representações no Senado, na Câmara dos Deputados e na Assembléia Legislativa, elegendo candidatos comprometidos em melhorar as condições de vida do nosso povo, fazendo avançar mais ainda o nosso projeto de construção de uma nação sem excluídos, democrática e soberana.
Não basta só votar. É necessário, no dia-a-dia, acompanhar e exigir da classe política a prestação de contas da sua atuação. E se você decidir ir mais adiante no cumprimento do exercício da cidadania, filie-se e milite no partido político de sua identificação ideológica. O meu partido está à disposição. Dia 3 de outubro, vote livre e consciente.
Luis Sena é diretor do Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região, professor e ex-vereador em Itabuna.

Corrente






Ligação Serra-Gilmar pode melar a eleição

Conversa Afiada

Ele é um jenio !

A revelação espantosa de que Gilmar e Serra se falaram antes de Gilmar impedir que o Supremo decidisse a forma de votar, leva a uma interpretação inevitável.

É o Golpe !

O Golpe consistiria em:

- confundir o eleitor;

- confundir os mesários;

- confundir os juizes;

- provocar milhões de pedidos de impugnação;

- melar a eleição

Já que Serra não conseguirá ganhar a eleição, melhor não realizá-la.

É um raciocínio do nosso Putin, convertido à extrema direita, na companhia do DEMO e de seu Juiz, Gilmar Dantas (*).

É uma interpretação irremediável.

Antes, esse Conversa Afiada achou que José Serra queria ganhar com 6 votos: os 6 votos do Tribunal Superior Eleitoral.

Agora, ele atingiu a perfeição: ganhar a eleição com 1 voto.

Reunir Serra e Gilmar na mesma eleição só podia dar nisso.


Paulo Henrique Amorim

Renato pede mais mobilização por Dilma e pelo projeto do PCdoB


Em nota dirigida a toda militância do PCdoB, o presidente Renato Rabelo conclama aos últimos esforços para garantir a vitória tanto do projeto nacionalmente apoiado pelos comunistas, como pelo próprio projeto eleitoral do partido. “Mobilizado, alertado, o povo com sua consciência e energia tem o poder para barrar e vencer o golpismo da velha direita brasileira, hoje representada pela dupla PSDB-DEM”, diz. Leia a íntegra a seguir.

Intensificar a mobilização pela vitória de Dilma e do projeto eleitoral do PCdoB


Às vésperas do decisivo 3 de outubro – diante da forte onda de apoio popular à candidatura de Dilma Rousseff –, a oposição neoliberal em conluio com grandes veículos de comunicação recorre à “guerra suja” para tentar impedir uma nova vitória do povo. Manipulam fatos, disseminam mentiras contra Dilma, realizam uma campanha de ódio contra o presidente Lula e até divulgam pesquisas de duvidosa base técnica. Eles buscam – a qualquer preço – arrastar a disputa para o segundo turno.

Diante dessa escalada antidemocrática da oposição, o PCdoB conclama seu coletivo militante a intensificar a mobilização de sua campanha nestas horas finais e decisivas do grande confronto que definirá os rumos do Brasil. Mobilizado, alertado, o povo com sua consciência e energia tem o poder para barrar e vencer o golpismo da velha direita brasileira, hoje representada pela dupla PSDB-DEM.

Em contraste com a campanha espúria dos tucanos e de seu aparelho midiático, a maioria da nação participa das eleições com orgulho do presente e confiança no futuro. O povo não tem se deixado enganar. Cresce o entusiasmo não só pela continuidade das realizações do governo Lula, mas pela possibilidade real, com a eleição de Dilma Rousseff, de conquistas ainda maiores.

Com base nessa alegria e esperança pulsante no Brasil real – muito diferente do país triste e sinistro inventado pela mídia –, a militância do PCdoB deve acelerar e dinamizar a campanha em prol da vitória de Dilma e pela eleição dos candidatos comunistas. É preciso pôr em movimento muita gente. O tempo é curto, mas nesta reta de chegada, com acirramento da disputa, basta um gesto, um comunicado, uma boa iniciativa, para as pessoas responderem com entusiasmo ao nosso chamado. A campanha da oposição permeada pela mentira, pelo ódio, pelo culto – mesmo que envergonhado – ao passado fracassado da era FHC, causa repulsa e indignação na consciência democrática do povo. Muitos, além do voto, querem contribuir com efetivo engajamento na jornada.

O radicalismo reacionário da campanha de José Serra e da mídia evidencia uma vez mais a importância, para o bem da democracia, de uma esquerda forte no Congresso Nacional, nas assembleias legislativas e nos governos estaduais. Este será um fator determinante para o êxito do futuro governo Dilma. E não há esquerda robusta no Brasil, sem um PCdoB forte. Assim, conclamamos a generosa e combativa militância comunista, nossos amigos e apoiadores, a redobrarem os esforços pela eleição de nossos senadores e senadoras, alvos, neste momento, de sórdido ataque dos setores dominantes que não querem a presença de lideranças populares no Senado Federal. De igual modo, o empenho pela eleição de nossos deputados e deputadas federais e estaduais e pela vitória de Flávio Dino ao governo do Maranhão e, também, do conjunto de nossos aliados.


São Paulo, 30 de setembro de 2010

Renato Rabelo
Presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Tracking Vox/Band/iG: Dilma mantém 55% dos votos válidos

Faltando apenas três dias para as eleições, o cenário da disputa presidencial permanece estável, dando à candidata do PT, Dilma Rousseff, 55% dos votos válidos no tracking Vox Populi/Band/iG. A conta, que exclui os votos nulos e em branco, mantém a perspectiva de uma vitória da petista ainda no primeiro 1°turno, segundo o Vox Populi. Se a eleição fosse hoje, o tucano José Serra teria 29% dos votos válidos e a candidata do PV, Marina Silva, 13%. Para vencer no primeiro turno, a candidata do PT precisa obter 50% dos votos válidos mais um. Quando é analisado o total de intenções de voto, Dilma continua com 49%, mesmo patamar registrado nos últimos cinco dias. O candidato do PSDB, José Serra, aparece na segunda colocação, mantendo 26% da preferência do eleitorado, mesmo índice registrado na medição de ontem. Marina também continuou com 12% das intenções de voto na medição de hoje, mesmo patamar do dia anterior. Os outros candidatos, juntos, alcançaram 1% dos entrevistados pelo instituto. Ainda segundo o Vox Populi, 4% dos entrevistados pretendem votar em branco no próximo domingo e 8% se declaram indecisos. (iG)

Datafolha confirma indicação de vitória de Wagner no primeiro turno

Sou mais Wagner

noticia

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (30) pelo Instituto Datafolha confirma a indicação de vitória do governador e candidato à reeleição, Jaques Wagner (PT), com 50% das intenções de voto, contra 19% de Paulo Souto (DEM) e 15% de Geddel Vieira Lima (PMDB).

Entre os demais candidatos, Bassuma (PV) teve 2% e o Professor Carlos (PSTU) ficou com 1%, os demais não pontuaram. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e os entrevistados responderam ainda que 4% votarão em branco e 8% estão indecisos.

O Datafolha ouviu 1.198 pessoas nos últimos dias 28 e 29 e a pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia sob o número 43540/2010.

Serra repete FHC e persegue os velhinhos

Conversa Afiada



    Na foto, os velhinhos vestidos de vermelho se aproximam do jenio


    Saiu site do Globo:

    Serra diz ser favorável a mudança na idade para aposentadoria do servidor público

    - Toda a questão da Previdência eu quero refazer no Brasil de maneira realista, que funcione. Eu prefiro mexer muito mais na idade do que na remuneração – afirmou o tucano, ao ser perguntado sobre a manutenção da integralidade da remuneração para o funcionalismo.

    Navalha

    Quem chamou o aposentado de vagabundo ?

    O FHC.

    Quem é o filhote do FHC ?

    O Serra.

    Paulo Henrique Amorim

    Datafalha pediu arrego. Agora, Dilma ganha no 1º. turno

    Conversa Afiada

    Serra no telefone com o Gilmar, no Golpe; Dilma com o povo !

    Já não é a primeira vez que o Datafalha corre desesperadamente para voltar à curva das pesquisas.

    No “lançamento chabu” da candidatura do jenio, o Datafalha, apropriadamente, o obsequiou com uma generosa “pesquisa”.

    Ante-ontem, anunciou o segundo turno.

    Vox, Sensus e Globope preveem a vitoria da Dilma no 1º. turno.

    A Folha (*) era a única que estava na contra-mão.

    Hoje, na primeira página, ela acerta o passo, pede arrego e diz que a Dilma interrompeu a queda !!!

    Jamais se viu na História das Eleições da Civilização Ocidental um candidato reverter o comportamento de tantos milhões eleitores, em 48 horas !

    Essa Dilma, realmente, merece ser Presidente !

    Vá entender de Massas assim lá na Bulgária !

    Este salto triplo mortal – sem rede – do Otavinho era inevitável.

    Ele tem que garantir a sobrevivência do negócio que herdou do pai.

    Depois que o Datafalha levou a eleição para o 2º. turno, em poucas horas surgiu a corajosa entrevista do Marcos Coimbra ao Azenha.

    O Globope (o Globope !!!) desmentiu o Otavinho.

    E a Sensus idem, com a entrevista do Ricardo Guedes.

    O Otavinho ficou pendurado num fio de cabelo.

    Só se esqueceu de avisar à Eliane Catanhêde.

    A notável colonista (**) continua a celebrar a ida para o segundo turno.

    O problema dessa Folha (*) não é só o Golpe: ela é de péssima qualidade técnica.

    Por falar nisso: como passa o Senador Tuma ?


    Paulo Henrique Amorim


    (*) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que matou o Tuma e depois o ressuscitou; e que é o que é,  porque o dono é o que é; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

    (**) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG que combatem na milícia para derrubar o presidente Lula. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse pessoal aí.

    Datafolha: Wagner mantém liderança e seria eleito no 1º turno

    Política Livre

    Na disputa pelo governo da Bahia, Jaques Wagner (PT) mantém a liderança e, se as eleições fossem hoje, seria eleito no primeiro turno. Wagner tem 57% dos votos válidos (brancos e nulos são excluídos), contra 21% de Paulo Souto (DEM) e 17% de Geddel Vieira Lima (PMDB). mostra o Datafolha. Há uma semana, Wagner tinha 58%, Souto, 25%, e Geddel, 14%. Foram ouvidos 1.198 eleitores de 49 municípios baianos, com margem de erro máxima de três pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número 33.137/2010. (Folha)

    29 de set de 2010

    Charge do Pelicano

    Dilma Rousseff recebeu o apoio maciço dos cristãos



    “A candidata à Presidência da República pela coligação Para o Brasil Seguir Mudando, Dilma Rousseff, se reuniu hoje por cerca de duas horas com representantes de 11 entidades religiosas de todo país em Brasília. Os cristãos declararam apoio maciço à petista nas eleições de domingo. Os líderes religiosos também divulgaram uma carta aberta repudiando “a boataria cruel e mentirosa” que vem sendo disseminada contra Dilma na Internet.

    Após o encontro, Dilma concedeu uma entrevista coletiva em que reafirmou seu compromisso com a vida e sua posição contrária ao aborto. A candidata também rejeitou a possibilidade de convocação de um plebiscito no país para decidir sobre a questão. “Não sou a favor de um plebiscito porque ele dividiria a nação entre aqueles que defendem e aqueles que são contra. A legislação existente hoje pacifica todas as posições. Eu sou contra mudar a lei”, enfatizou.

    Ela também salientou que nunca fez qualquer referência sobre a vitória nas eleições baseada em pesquisas, lembrando que os jornalistas são testemunhas disso ao longo de sua jornada na campanha. Por isso, ela fez questão de repudiar as informações falsas que estão circulando pela Internet afirmando que ela usou inclusive Deus para dizer que não seria derrotada.

    "Eu lamento isso profundamente, porque nunca saíram da minha boca palavras nesse sentido”, argumentou.

    Valores pela vida

    Durante o encontro, os cristãos deram declarações de apoio à candidata e reafirmaram que confiam na sua posição e na capacidade de Dilma de valorizar a família e os valores pela vida. “Vocês podem ter certeza que nossa relação será pautada pelo diálogo, pela parceria e pela colaboração”, disse Dilma para os cristãos.

    Dilma afirmou que precisará do apoio das igrejas principalmente no combate às drogas, em especial ao crack. “Sozinho, o Estado não vai conseguir resolver esse problema das drogas e do crack. Por isso, vai ser fundamental nossa parceria com as igrejas a as casas de reabilitação”, comentou.

    O presidente do Conselho Nacional de Pastores do Brasil, bispo Manoel Ferreira, disse que Dilma é “um instrumento de Deus e do presidente Lula” para continuar realizando a mudança que o Brasil precisa.”
    Fonte: dilma13.com.br

    Vídeo: Lula ataca baixaria sobre religião



    Clique aqui para ver no Blog da Dilma o vídeo de Lula contra os boatos – de onde partiram ? – sobre a relação de Dilma com a religião.

    Repetem contra Dilma o que tentaram fazer contra Lula.

    Clique aqui para ler, ainda no Blog da Dilma, governo Lula bate record de aprovação.

    Bispo Edir Macedo: “Dilma é vítima de mentiras espalhadas na internet”

    por José Orenstein, do estadão.com.br
    SÃO PAULO – O bispo Edir Macedo, dono da Record e da Igreja Universal do Reino de Deus, somou esforços com a campanha de Dilma Rousseff à Presidência e desmentiu boatos que circulam entre fiéis sobre a candidata ser a favor do aborto e ter dito que “nem Jesus Cristo me tira essa vitória”. Em nota publicada em seu blog, o bispo afirma que a petista é vítima de “mentiras espalhadas na internet”.
    Ainda na mensagem dirigida a seus seguidores, Macedo afirma: “Quem pensa que está prestando algum serviço ao Reino de Deus, espalhando uma informação sem ter certeza de sua veracidade, na verdade, está fazendo o jogo do diabo”.
    Como noticiado no Estado nesta quarta-feira, 29, a campanha de Dilma, por meio do presidente do PT, José Eduardo Dutra, e de Lula, empreende esforço de reação diante da recente queda apontada nas pesquisas de intenção de voto, convocando a militância nesta reta final antes das eleições de 3 de outubro.
    Segundo o chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho, Dilma iria se reunir em Brasília com religiosos após pedido de padres e bispos para esclarecer os boatos que circulam sobre a candidata na rede.

    Íntegra da nota do Bispo Edir Macedo


    Recebi recentemente um e-mail destes que em princípio parecem ter o nobre intuito de nos alertar para algo grave. A mensagem dizia que a candidata à Presidência da República, Dilma Roussef, teria afirmado: “Nem mesmo Cristo querendo, me tira essa vitória”. O spam, com texto pobre, dizia: “Após a inauguração de um comitê em Minas, Dilma é entrevistada por um jornalista local…” Como as informações eram muito vagas (um comitê em Minas; um jornalista local), saí em busca de algo mais consistente, como um vídeo da suposta declaração ou ao menos uma gravação em áudio, mas não encontrei nada. Assim, tive certeza que se tratava de mais uma mentira.
    Se os cristãos fossem tão ágeis e eficientes para usar as ferramentas modernas da comunicação na pregação do Evangelho, assim como parecem ser para disseminar boatos, certamente muitas almas seriam ganhas para o Senhor Jesus.
    Quem pensa que está prestando algum serviço ao Reino de Deus, espalhando uma informação sem ter certeza de sua veracidade, na verdade, está fazendo o jogo do diabo.
    O Senhor Jesus não precisa de advogados, nem de assessores de comunicação que saiam em “defesa” de Seu Nome. Ele precisa de verdadeiros cristãos, que entendam, vivam e preguem a Verdade.
    Devemos observar que pessoas mal intencionadas têm procurado confundir muitos cidadãos com mentiras mal elaboradas, a fim de atrapalhar o trabalho sério de alguns candidatos. Pense nisto.
    Nestes dias que antecedem as eleições, devemos observar se a plataforma dos candidatos em quem pretendemos votar, não pode vir a prejudicar a Igreja. Use seu voto de forma consciente e responsável.

    Portal Vermelho

     Flávio Dino Flávio Dino tem sido recebido com festa em todas as cidades do Maranhão



    MA: Flávio Dino ultrapassa Lago e venceria Roseana no 2o. turno

    A eleição para governador do Maranhão será decidida em segundo turno, mostra pesquisa realizada pela Constat, que mostra a tendência de queda da candidata Roseana Sarney (PMDB), com 39% das intenções de voto. Já o candidato do PCdoB , Flávio Dino, mantém o viés de crescimento e, conforme a sondagem, já está em segundo com 25% das intenções de voto. Jackson Lago (PDT) é o terceiro com 20%. No segundo turno, Flávio Dino ficaria na frente de Roseana com 43% contra 42% da peemedebista.

    Bahia Notícias

    AVALIAÇÃO DE LULA ALCANÇA NOVO RECORDE


    A avaliação do governo federal alcançou um novo recorde de popularidade em setembro segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta quarta-feira. O governo do presidente Lula foi avaliado de forma positiva por 79,4% da população, contra 78,4% em meados de setembro. É o maior índice desde o início do governo petista, em 2003. Outros 15,9% avaliaram o governo como regular, enquanto 4,0% o classificaram como negativo. A avaliação pessoal do presidente Lula teve leva queda em relação ao dia 14 de setembro --última edição da CNT/Sensus. Entre os 2 mil entrevistados, 80,7% aprovam o desempenho pessoal do presidente, enquanto 16,4% desaprovam e 3% não responderam. Em meados de setembro, o índice de popularidade de Lula era de 81,4%, com 12,2% de desaprovação. Outros 6,5% não responderam. A melhor avaliação pessoal de Lula ocorreu em janeiro de 2009, quando o petista foi avaliado de forma positiva por 84% da população. Informações da Folha.
    SENSUS: DILMA VENCERIA NO 1° TURNO


    Pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta quarta-feira (29) mostra vitória da candidata Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno das eleições deste domingo. No total, Dilma recebeu 54,7% dos votos válidos (excluídos nulos e brancos), enquanto José Serra (PSDB) somou 29,5% e Marina Silva (PV), 13,3%. Como a petista tem mais de 50% dos votos válidos, a pesquisa mostra sua vitória em primeiro turno. A pesquisa Ibope, divulgada também nesta quarta, aponta Dilma com 55% de votos validos. Na Sensus, na pesquisa estimulada, Dilma recebeu 47,5% das intenções de votos, contra 50,5% que tinha em 14 de setembro, segundo pesquisa do mesmo instituto. Serra somou, agora, 25,6% - antes tinha 26,4 pontos; e Marina, que tinha 8,9% cresceu para 11,6%. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. Os indecisos e votos nulos/brancos somam 13,1%. 


    BRUST: ‘IBOPE DESMASCAROU O DATAFOLHA’




    O resultado da pesquisa do Instituto Ibope divulgado nesta quarta-feira (29), que diverge da Datafolha publicada na terça, põe ainda mais lenha na fogueira das críticas aos levantamentos de intenções de votos. Enquanto a Folha de S. Paulo repercute, ainda neta quinta, o número de eleitores que supostamente desistiram de votar em Dilma Rousseff (PT), o Ibope assegura que a petista segue inabalável à vitória no 1° turno. Acalentados pelo resultado mais recente, governistas aproveitam a divergência para fustigar a grande imprensa. “A Datafolha foi desmascarada. Vimos esse filme em 1989, quando a imprensa do Rio e São Paulo e a Rede Globo fizeram a mesma jogada com Lula para tirar Brizola do 2° turno. A mesma jogada. Agora estão tentando elevar marina para proporcionar o 2° turno. Caíram do cavalo”, exalta Alexandre Brust, presidente estadual do PDT, em contato com o BN. O dirigente ressalta que o resultado do Ibope mostra uma diferença de 23% na pesquisa estimulada, e mais que o dobro na espontânea (44 a 21).
    (Rafael Rodrigues)

    Encontro com lideranças da Saúde debate novos desafios para o setor

    Na noite desta segunda (27), os candidatos ao Senado pela coligação “Pra Bahia Seguir em Frente”, Lídice e Pinheiro, participaram de reunião com lideranças da Saúde, na Casa de shows Espetáculo, Boca do Rio. No evento, que também contou com apresença de candidatos a deputado federal e estadual da coligação, além do Secretário Estadual de Saúde, Jorge Solla, foram debatidos os novos desafios para o setor na Bahia.
    “Saúde é coisa séria para este grupo aqui reunido.

    Com Wagner, Lula e seus aliados é concreto o salto qualitativo que a Bahia experimentou no setor”, falou Solla. O secretário citou ainda obras realizadas durante este mandato de Wagner, que conseguiu iniciar o processo de interiorização do serviço de saúde do estado, com a inauguração do Hospital da Criança, em Feira de Santana,  e as reformas do Hospital de Camaçari e do Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus.

    Pinheiro ressaltou a proximidade do dia 3 de outubro, chamando a militância para ações que conquistem mais votos para o time de Lula: “Temos que comemorar as conquistas realizadas, mas, principalmente, temos que assegurar a viabilização de novas conquistas. Para isso, é preciso levar para a Assembléia, Câmara e Senado representantes da nossa luta em defesa da saúde para todos, qualificação da área e mais políticas públicas que melhorem o setor”.

    Vamos garantir a vitória no 1º turno, militância!

    28 de set de 2010

    Calma, coragem e combate!

     

    Blog Tijolaço

    Meus queridos amigos. Vocês, que acompanham os fatos sabem que os adversários do povo brasileiro não têm condições de travar o debate sobre a realidade. Não têm argumentos, porque o Brasil agora cresce, enquanto eles o estagnaram, porque o Brasil agora emprega, enquanto eles deixaram milhões de pessoas na angústia de não ter seu ganha-pão, o Brasil agora aumenta os salários e o consumo, enquanto eles passaram décadas mandando o povo brasileiro apertar os cintos.
    No Brasil de verdade, na realidade, eles estão sem armas e sem argumentos. Sua causa é ruim, é pavorosa, é repugnante quando surge com o seu próprio rosto disforme.
    Mas eles controlam o Brasil imaginário, porque controlam a mídia. E é essa a arma monstruosa que, desde o início do processo eleitoral, brandem contra os sentimentos verdadeiros do povo brasileiro.
    Há seis meses, chamavam Dilma de “poste”, de alguém sem idéias, sem personalidade, sem discurso, sem capacidade sequer de se expressar.
    Esta fantasia mentirosa ocupou páginas e colunas de jornais, repetida como um mantra.
    Os fatos, mais que a dissiparem, reduziram-na a pó.
    Há três meses, eles sustentavam uma liderança de Serra que todos sabíamos falsa. Mas a publicavam em gráficos coloridos, a repetiam na televisão, a comentavam como fosse real.
    Outra quimera que se desfez quando o sentimento e a voz do povo passaram a ser ouvidos.
    Agora, seguindo um roteiro previamente estabelecido, construíram duas histórias: a de “escândalos” e a de ameaças à democracia. E, com elas, passaram  usar, como sempre usam, as pesquisas que controlam. Há dias, “constróem” uma aproximação na reta final e a sua “obra” se expressa nos gráficos de pesquisas, o Datafolha à frente delas.
    Mas eles não têm uma causa, uma bandeira, um projeto que possam submeter ao julgamento do povo brasileiro. Seu candidato é um personagem que desperta asco nna nossa gente.
    Daí erguerem o nome de Marina Silva como biombo de seus verdadeiros interesses.
    É irrelevante sabermos com qual nível de conveniência ela se presta a ele e, sequer, se ela o faz com cumplicidade.
    Não importa qual o resultado deste julgamento moral.
    O que importa é o mundo real, e é o mundo real a nossa arma contra a avalanche de propaganda que já despejam e despejarão nestes dias, sobretudo com as pesquisas a lhes servirem de disfarces dos seus apetites.
    Temos de ter calma, lucidez, coragem, objetividade e disposição para o combate.
    O primeiro é  saber é que eles não lutam pela vitória, mas por uma sobrevida, por um segundo turno que lhes dê condição de fugirem da verdade acachapante de que a direita tornou-se uma força desprezada pela população. Lutam por mais 30 dias em que possam cevar um “milagre” demoníaco que oculte esta verdade.
    Nem mesmo eles ousam estar seguros de que o conseguirão.
    Mas sabê-lo não basta, é preciso dizê-lo, dizê-lo a quantos possam nos ouvir e ler.
    Temos de ser claros e diretos: se é legítimo votar em Marina Silva, também é legítimo dizer a quem o faz que este voto, mais do que a ela, serve agora à direita e a José Serra.
    Esta é a verdade nua e crua e, se ela me custar algum voto em minha candidatura a deputado, paciência.
    Verdades são para ser ditas, custe o que custar, do contrário serei mais um hipócrita, e de hipócritas o povo brasileiro já se encheu.
    Digo claramente o que deve ser dito e é preciso que cada um de nós o faça. A quem estiver caindo no “conto da onda verde”, a quem estiver vacilando por causa da mídia e das pesquisas, a pergunta deve ser esta, e feita de forma direta:
    - Então, você vai votar no Serra?
    - Vou votar na Marina.
    - Não, você está enganado, você vai votar no Serra.
    Este é o argumento com a força cortante da verdade. E o choque, talvez, desperte a compreensão deste interlocutor ingênuo, que não percebeu o jogo sujo que se oculta por detrás de um personagem que, pela sua origem e trajetória, pode despertar solidariedade e respeito, mas que, agora, passou a ser, para a direita, a tábua de salvação, provisória que seja, do seu naufrágio.
    É hora de cada um de nós – a começar por aquele que tem a empatia de enormes massas do povo brasileiro – conversarmos com cada pessoa, com cada amigo, conhecido, vizinho ou parente.
    Nós fazemos parte de um milagre chamado comunicação. Nós somos, aqui, dezenas de milhares e éramos centenas faz pouco tempo. Crescemos e nos unimos com a verdade e o amor ao povo brasileiro e a esta nação.
    Acreditem, meus irmãos e minhas irmãs, nesta bandeira limpa, pura, decente e humana que conduzimos. Ela merece a força de nossos braços, o desapego de nossas idéias. Merece toda a nossa energia nesta batalha que quase se finda.
    Cada voz, cada mente, cada coração, agora, deve ser posto a serviço do povo brasileiro. Pois a nossa sinceridade é tanta, o nosso amor ao Brasil é tanto, a nossa fé no futuro é tanta que não há mentira capaz de superar a emoção com que podemos nos expresar.
    Vamos em frente, em nome do nosso povo. Vamos em frente, e vamos vencer.

    Vox Populi desmente Datafolha e traz números interessantes

    Os Amigos do Presidente Lula


    O Tracking Vox Populi veio bem diferente do Datafolha (o instituto dos donos do jornal Folha de São Paulo, o mais serrista do Brasil, se é que é possível).

    No Vox Populi, Dilma continua onde inabalável com 49%.

    Serra oscilou para cima ficando com 25% (tinha 24% ontem).

    Marina oscilou para baixo ficando com 12% (tinha 13%).

    Oscilação de 1 ponto não significa nada em termos estatísticos, mas não deixa de ser curioso Serra ter subido 1 ponto quando baixou o tom de ataque ao governo de Lula e Dilma, no debate da TV Record, e Marina caiu um ponto justamente após ter descido do muro da imagem de "terceira via", e feito oposição à Dilma e Lula no debate da TV Record.

    Conclusões:

    1) as aparências de quem vence os debates enganam;
    2) O Datafolha é o DataSerra;
    3) Dilma, Serra e Marina continuam na mesma faixa que sempre estiveram nas últimas semanas;
    4) A vantagem de Dilma continua com folga para vencer no primeiro turno no Vox Populi;
    5) Pesquisa é pesquisa, e eleição é eleição. Tanto faz se tem 30, 40, 50 ou 60% nas pesquisas, que é preciso agir como se tivesse com 30% precisando de conversar, argumentar, adesivar, panfletar, twittar com quem a gente possa, para que Dilma faça o equivalente a um terceiro mandato do presidente Lula, cada vez melhor.

    Vox Populi/Band/iG: Dilma mantém 49%; Serra tem 25% e Marina, 12%

    Política Livre

    A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, aparece, pelo terceiro dia consecutivo, com 49% das intenções de voto no tracking Vox Populi/Band/iG publicado nesta terça-feira. José Serra (PSDB), segundo colocado, oscilou um ponto para cima e agora tem 25%. Já a presidenciável do PV, Marina Silva, que um dia antes contava com 13%, agora soma 12% – o que interrompe uma sequência de três dias consecutivos de crescimento. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais. A novidade da pesquisa é que, dessa vez, os candidatos nanicos, como Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) têm, juntos, 2% das intenções de voto – o índice até então oscilava entre 0 e 1%. O número de indecisos foi de 10% para 8% desde o último tracking, enquanto brancos e nulos oscilaram de 3% para 4%. (iG)

    PAC: 24 empresas construirão Ferrovia Oeste-Leste na Bahia

    Política Livre

    A licitação do trecho baiano da Ferrovia Oeste-Leste, uma das maiores intervenções do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Estado, foi concluída na última segunda-feira. A construção da ligação entre Ilhéus, no sul da Bahia, e Barreiras, no oeste, vai ser feita por 24 empresas. A obra foi dividida em sete lotes e vai custar R$ 4,198 bilhões. O consórcio que venceu o maior contrato – de R$ 739,9 milhões – é formado pelas construtoras Andrade Gutierrez, Barbosa Mello e Serveng. O segundo maior lote – R$ 720,1 milhões – ficou com a Mendes Junior, Sanches Tripolini e Fidens. Os consórcios têm, juntos, 24 empresas. (Agência A Tarde)

    O Golpe, Capítulo 995: como o jn vai usar o Datafalha

    Conversa Afiada - Paulo Henrique Amorim

    Na foto, a Marina dos pobres


    Registre-se, em primeiro lugar, que a Bláblárina Silva é colonista (*) da Folha (**).

    (O Gabeira, também, mas deixou de ser chic citar o Gabeira, coitado.)

    Clique aqui para ler “Por que a Globo trocou o Serra pela Marina – ou a escolha de Lucia”.

    Este Conversa Afiada já apresentou um “Manual do Golpe, ou a testemunha bomba do Ali Kamel”.

    A primeira fase desta etapa final do Golpe, em sua 995ª. versão, é a manipulação do Globope e do Datafalha.

    Saiu hoje, na primeira página, o Datafalha que o jornal nacional utilizará para tentar levar a eleição para o segundo turno.

    O Datafalha, já se sabe, está fora da curva das pesquisas.

    O Datafalha tem problemas de amostra.

    O Datafalha entrevista mais eleitores do Serra do que da Dilma.

    Entrevista por telefone.

    E há duvidas sobre se entrevista os eleitores ou se os submete a uma sessão de tortura.

    O Datafalha anabolizou o Serra até onde pode, ajudou a destruir a candidatura presidencial do Aécio, e, só depois, sob a pressão da Vox e da Sensus, entrou “na linha”.

    O Datafalha volta hoje a sair da “da linha”.

    Ele não tem nada a ver com o que diz, todo dia, o tracking da Vox.

    (Ou seja, Dilma tem 49 contra 37, soma do jenio com Bláblárina…)

    Mas, isso não tem importância.

    O Datafalha não é para medir a intenção do eleitor.

    O Datafalha é para municiar o jornal nacional do Ali Kamel.

    E para dar o Golpe.

    Como dizia o Caetano, antes de trabalhar para a Globo: assisto ao jornal nacional não para saber o que aconteceu, mas para saber o que o jornal nacional quer que eu pense que aconteceu.

    Agora, é tudo ou nada !

    Levar a eleição para o segundo turno e, lá, como Lázaro, o jenio ressuscitar.

    O interessante na “pesquisa” do Datafalha é que o jenio, “a elite da elite”, transformou-se num ser inanimado.

    Clique aqui para ler “E diziam que ele ia virar nos debates”.

    O Datafalha registra a fantástica experiência de uma “onda verde”, sob a liderança de uma candidata que não consegue articular três idéias além do óbvio, a Bláblárina Silva.

    Um Tiririca de rico.

    Será, como diz o amigo navegante, a “candidata laranja”: se levar a eleição para o segundo turno, quem disputa é outro.

    O Datafalha registra hoje um fenômeno inaudito, se comparado com o que acabou de dizer o Marcos Coimbra, da Vox, para quem a “Dilma vence de Norte a Sul, de Leste a Oeste”:
     
    Hoje, Dilma lidera em todas as regiões do país, jogando por terra as análises que imaginavam que as eleições consagrariam um fosso entre o Brasil “moderno” e o “atrasado”. Era o que supunham aqueles que leram, sem maior profundidade, as pesquisas, e acreditavam que Serra sairia vitorioso no Sul e no Sudeste, ficando com Dilma o voto do Nordeste, do Norte e do Centro-Oeste. Não é isso que estamos vendo.

    Ela deve vencer em todos os estados, em alguns com três vezes mais votos que a soma dos adversários. Vence na cidade de São Paulo, na sua região metropolitana e no interior do estado. Lidera o voto das capitais, das cidades médias e das pequenas. É a preferida dos eleitores que residem em áreas rurais.

    As pesquisas dão a Dilma vantagem em todos os segmentos socioeconômicos relevantes. É a preferida de mulheres e homens (sepultando bobagens como as que ouvimos sobre as dificuldades que teria para conquistar o voto feminino), de jovens e velhos, de negros e brancos. Está na frente entre católicos, evangélicos, espíritas e praticantes de religiões afro-brasileiras.

    Vence entre pobres, na classe média e entre os ricos (embora fique atrás de Serra entre os muito ricos). Lidera entre beneficiários do Bolsa Família e entre quem não recebe qualquer benefício do governo. Analfabetos e pessoas que estudaram, do primário à universidade, votam majoritariamente nela.

    Ou seja, o Datafalha desta terça feira, no Capitulo 995º. do Golpe do PiG (***) é a última versão da ficha falsa da Dilma.

    Paulo Henrique Amorim

    Em tempo: amiga navegante (muito inteligente) Marilia envia trecho de artigo de João Quartim de Moraes, professor universitário, pesquisador do marxismo e analista político:

    De caso pensado (porque bobos não são), os donos dos jornais e os plumitivos a seu serviço confundem o poder de imprimir com a liberdade de expressão. Nos jornais em que eles mandam, só se escreve o que eles deixam, só se expressa o que eles permitem. As “notícias” que divulgam são tão manipuladas quanto a escolha de seus articulistas e colunistas. A maioria destes defende compactamente, alguns agressivamente, o ponto de vista e os interesses da direita liberal/pró-imperialista. Como porém a importância de um jornal está diretamente relacionada com o número de seus leitores, os magnatas da mediática “abrem espaço” para opiniões diferentes, persuadindo os ingênuos de que são “pluralistas”. Entre os colaboradores mais ou menos (em geral mais para menos do que para mais) “alternativos” figuram dois políticos defensores do verde: F. Gabeira e Marina Silva, articulistas da Folha dita branda.


    Mas o apoio unânime que Marina tem recebido por parte do cartel mediático não há de ser principalmente motivado pelo desejo de proteger os micos-leões dourados, lobos-guará e outras espécies em extinção. Mesmo porque ela é, como dizem os gringos, “only the second best” da direita bicéfala (PSDEMB). O problema é que o candidato desta, “the first best”, continua sem fôlego para subir a serra de um eventual 2º turno; a última esperança da direita é que a candidata da “onda verde” arranque uns pontinhos suficientes para deixar Dilma aquém de 50,01% dos votos válidos, impedindo-a de ser eleita logo no primeiro turno.

    Em tempo 2: a propósito da “queda da Dilma, para o Datafalha:

    Pesquisa Serasa Experian de Expectativa Empresarial – Dia das Crianças 2010


    Menor desemprego, maior renda e crédito levam o varejo a apostar no melhor Dia das Crianças dos últimos 6 anos, mostra Serasa Experian


    Pesquisa com 1.007 executivos do varejo, realizada de 8 a 15 de setembro, aponta o otimismo do setor com Dia das Crianças 2010; pequenas empresas estão menos otimistas


    São Paulo, 28 de setembro de 2010 – A Pesquisa Serasa Experian de Perspectiva Empresarial para o Dia das Crianças 2010 mostra que os varejistas brasileiros estão entusiasmados com a data. São 57% dos entrevistados que acreditam no aumento do faturamento de seu negócio nesta data de 2010, na comparação com 2009. É a maior parcela desde o início da pesquisa em 2005. No Dia das Crianças 2009, havia 49% de empresários otimistas.


    Neste ano, as grandes empresas do varejo estão capitaneando as opiniões positivas, de acordo com 76% de seus empresários. Nas médias empresas, são 66% e nas pequenas 54%.


    Na análise regional, o Nordeste tem um otimismo destacado. 72% de seus varejistas acham que vão ampliar seu faturamento no Dia das Crianças 2010 em relação à mesma data de 2009.

    (*) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG (***) que combatem na milícia para derrubar o presidente Lula. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse pessoal aí.

    (**) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que matou o Tuma e depois o ressuscitou; e que é o que é,  porque o dono é o que é; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

    (***) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.
     

    Artigos Relacionados

    27 de set de 2010

    Na TV: Temporão volta a pedir voto a candidatos aliados de Wagner

    O ministro José Gomes Temporão (PMDB) que já tinha surpreendido nesta campanha ao participar do comício do governador Jaques Wagner (PT) e ter pedido voto aos candidatos governistas ao Senado, Lídice da Mata (PSB) e Walter Pinheiro (PT), voltou a chamar a atenção ao pedir hoje voto ao candidato a deputado estadual Alfredo Boa Sorte (PCdoB), ex-superintendente estadual de Atenção Integral a Saúde. Temporão também havia declarado apoio ao candidato a deputado federal Amauri Teixeira (PT), ex-subsecretário de Saúde da Bahia. O ministro é da mesma legenda que o adversário de Wagner, Geddel Vieira Lima. (Thiago Ferreira) - Política Livre

    Leia!

    ‘DILMA SERÁ A MULHER MAIS PODEROSA DO MUNDO’

    Bahia Notícias



    O jornal britânico The Independent publicou uma reportagem sobre a sucessão presidencial no Brasil e disse que a candidata do PT Dilma Rousseff se prepara para se tornar a “a mulher mais poderosa do mundo”. A publicação deu como certa vitória da petista no dia 3 de outubro. Segundo o veículo, o poderio de Dilma será superior ao da chanceler alemã, Angela Merkel, e da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton. O que contribuirá para fortalecer ainda mais a caneta da pupila de Lula é o fato da descoberta da nova riqueza nos poços do pré-sal.

    Charge do Bessinha

    26 de set de 2010

    Tracking: Dilma tem 49%, 57% dos válidos

    Blog Tijolaço

    Mesmo com Dilma ficando pela primeira vez abaixo dos 50% no tracking



    Vox Populi/Band/IG, oscilando um ponto para baixo de ontem para hoje, a vantagem ainda está pra lá de folgada: 12 pontos sobre a soma dos demais candidatos. Mais que o número de indecisos, que está em 11%. Mas que sirva de alerta para que tenhamos o máximo de esforço nestes dias finais.
    Serra passou de 23% para 24%, e Marina, de 11% para 12%. Os pontos herdados por Serra e Marina vieram de Dilma e dos votos em branco, que cairam de 4% para 3%. Os outros candidatos voltaram a registrar 1%.
    Todas as variações se deram dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais. Mesmo que a redução para menos de 50% possa precupar, é importante ressaltar que o percentual de 49% está dentro da margem de erro em relação ao que Dilma tinha no primeiro dia do mês (51%). Serra também oscilou para baixo no período, de 25% para 24%, e Marina cresceu, de 9% para 12%.
    A vantagem de Dilma para a soma dos demais candidatos está agora em 12 pontos, e ela continua vencendo as eleições no primeiro turno, com 56,97% dos votos válidos, contra 27,90% de Serra, e 13,95% de Marina.
    Na pesquisa espontânea, Dilma passou de 43% ontem para 42% hoje; Serra ficou nos mesmos 20%, e Marina oscilou de 9% para 10%. Pelo terceiro dia consecutivo, o rastreamento não divulgou o percentual por regiões. O Tracking Vox Populi/Band/iG conta com 2.000 entrevistas, sendo que um quarto dessa amostra é renovada diariamente.

    Charge de Frank para A Notícia (SC)


    A onda vermelha

    Brasil! Brasil!



    De cima a baixo no País, o eleitor apoia a continuidade e tende a garantir uma quase inédita maioria governista no Congresso

    Octávio Costa e Sérgio Pardellas, ÉPOCA

    Na esteira da candidatura de Dilma Rousseff à Presidência, uma onda vermelha está tomando conta do País. No início da corrida eleitoral, essa imagem foi cunhada pelos estrategistas da campanha do PT para motivar a militância. Mas, agora, tornou-se realidade. As pesquisas de opinião revelam a supremacia dos candidatos governistas na maioria dos Estados, o que poderá garantir a um eventual governo Dilma ampla maioria na Câmara e no Senado. Surfando numa maré mais favorável do que aquela que levou o ex-metalúrgico Lula ao Palácio do Planalto em 2002, os candidatos da base aliada aos governos estaduais lideram as eleições em 19 das 27 unidades da Federação. Na disputa pelas cadeiras do Senado, a onda vermelha é tão volumosa que deverá eleger 58 dos 81 representantes e deixar sem mandato quadros históricos da oposição. Na Câmara, os partidos governistas devem conquistar 401 dos 513 assentos.

    “Acho que vamos assistir a uma vitória esmagadora dos partidos da coalizão do governo”, prevê o presidente do Instituto Brasileiro de Pesquisa Social, Geraldo Monteiro.

    Não bastasse a liderança em 21 Estados, Dilma está na frente de José Serra (PSDB) em locais em que Lula foi derrotado pela oposição em 2006. Apesar da oscilação registrada na última semana, a ex-ministra está perto da vitória em antigos redutos oposicionistas como São Paulo, Santa Catarina e Paraná. Na maioria dos Estados em que ela lidera as pesquisas, os candidatos que apoia também estão na dianteira. Bons exemplos são o Rio de Janeiro e a Bahia, onde os governadores Sérgio Cabral (PMDB) e Jaques Wagner (PT) são favoritos para se reeleger no primeiro turno. Como exceções aparecem Minas Gerais, com Antonio Anastasia (PSDB) na liderança, e São Paulo, onde Geraldo Alckmin (PSDB) supera Aloizio Mercadante (PT). No Paraná, a onda vermelha já proporcionou uma grande virada. As últimas pesquisas mostram que o tucano Beto Richa, antes favorito ao governo, perdeu o primeiro lugar para Osmar Dias (PDT). Reviravoltas também têm ocorrido na disputa para o Senado. Até então cotado para uma das vagas do Rio, Cesar Maia (DEM) foi ultrapassado pelo ex-prefeito de Nova Iguaçu Lind¬berg Farias (PT). No Amazonas, Arthur Virgílio perdeu o segundo lugar para Vanessa Grazziotin (PCdoB). Em Pernambuco, Marco Maciel (DEM), segundo colocado atrás de Humberto Costa (PT), foi ultrapassado por Armando Monteiro Neto (PTB).”
    Matéria Completa, ::Aqui::

    Livro

    Tribuna da Bahia Online

    O secretário de estadual de Saúde, Jorge Solla, lançou ontem em Vitória da Conquista o livro “Dilemas e Desafios da Gestão Municipal do SUS”. O livro foi produzido com base na sua Tese de Doutorado, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Clínica Médica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, sob o título “Avaliação da Implantação do Sistema Municipal de Saúde em Vitória da Conquista (Bahia), 1997 – 2008”.

    25 de set de 2010

    Começa a virada pró-Mercadante em SP

    Blog Zé Dirceu
     
    Image
    Mercadante
    Em relação à pesquisa Vox Populi anterior, nosso candidato a governador de São Paulo, Aloizio Mercadante (PT e mais nove partidos aliados) cresceu 11 pontos porcentuais, o adversário tucano Geraldo Alckmin caiu 9 e confirma-se a possibilidade que venho afirmando há dias aqui no blog: a eleição se encaminha para 2º turno no Estado.

    A pesquisa Vox Populi/Portal IG/Rede Band veiculada desde ontem à noite mostra o tucano Alckmin, com 40% das intenções de voto e o Mercadante com 28%. Na sondagem eleitoral Vox populi anterior (divulgada dia 16 de agosto), o candidato do PSDB tinha 49% e Mercadante, 17%. A diferença caiu, portanto, de 32 para 12 pontos porcentuais. A votação de todos os candidatos adversários de Alckmin citados pelos eleitores já soma 42%, superior, portanto, à votação do postulante do PSDB.

    Por esta Vox Populi os candidatos a governador pelo PP, deputado Celso Russomanno, tem 9%; pelo PSB, Paulo Skaf, 3%; e pelo PV, ex-deputado tucano Fábio Feldman, 2%. A votação dos três somada à de Mercadante totaliza 42% superando os 42% de Alckmin hoje. Os demais candidatos ao governo de São Paulo não pontuaram. A pesquisa aponta 7% dos eleitores dispostos a votar em branco ou a anular o voto e 13% ainda indecisos no Estado.

    Feita entre os dias 18 e 21 pp., esta pesquisa Vox Populi ouviu 1.500 eleitores. Você só vai ler sobre esta sondagem eleitoral aqui e em outros blogs progressistas, porque por razões mais do que óbvias, a grande mídia a ignora solenemente. Não lhe interessa registrar a subida de Mercadante que, tudo indica, deverá chegar a 34% ou mais; a tendência de queda de Alckmin; e que os outros três candidatos que pontuam nas sondagens (Russomano, Skaf e Feldman) até 3 de outubro devem ultrapassar, somados, os 15%.

    Vamos para 2º turno em SP e MG

    O boicote à divulgação da pesquisa é mais um sinal gritante de que os tucanos e seus apoiadores na mídia já sentem (e se apavoram) o grande risco de nossa candidata a presidente Dilma Rousseff (governo-PT-partidos aliados) vencer no 1º turno e de que teremos 2º turno em São Paulo e em Minas Gerais, os dois maiores colégios eleitorais do país.

    Pudera, mesmo as outras pesquisas que eles estão divulgando com entusiasmo por registrarem pequena oscilação da candidatura Dilma mostram maioria crescente dos candidatos ao governo dos Estados e ao Senado pelo PT e partidos aliados. Mesmo nestas sondagens lhes é impossível esconderem a ampliação da vantagem dos candidatos governistas nas eleições majoritárias, o que deixa patente o contraste com uma improvável queda da Dilma, a não ser no eleitorado de maior renda e escolaridade. Mas até aí a oscilação é pequena e incapaz de mudar a tendência de vitória no 1º turno.

    A Vox Populi confirma, portanto, o que já se torna uma tradição nos pleitos majoritários em São Paulo, de o PT atropelar e crescer nas últimas semanas anteriores ao 1º turno. Agora, de qualquer forma, repito: a hora é de irmos para a rua com tudo, da militância se mobilizar e de fazermos campanha como se estivéssemos perdendo. Ou seja, manter e acentuar a mesma disposição de luta que mostramos desde o inicio da virada de Dilma.
    Foto: Cesar Ogata

    LISTA DO DIAP APONTA REELEIÇÃO DE DANIEL ALMEIDA

    O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) fez um levantamento em todo o Brasil sobre quais dos 6.028 candidatos a deputado federal têm mais chances de sair vitoriosos das urnas em 3 de outubro.
    Na Bahia, o Diap declinou os nomes de 51 candidatos com maiores possibilidades de “voar” para Brasília. Do sul da Bahia, estão na lista de prováveis reeleitos Veloso (PMDB) e Geraldo Simões (PT) e Uldurico Pinto (PHS), além do retorno de Josias Gomes (PT) e chegada do “calouro” Valmir Assunção (PT).
    A lista foi feita, segundo o Diap, levando em conta informações qualitativas e quantitativas, incluindo desempenho individual do candidato, trajetória e popularidade do partido, recursos disponíveis, coligações e pesquisas eleitorais.
    Pelos prognósticos do Diap em nível nacional, o PT terá a maior bancada na Câmara, seguido pelo PMDB e, mais distante, o PSDB. “O levantamento não possui caráter de pesquisa eleitoral”, observa. Clique no “leia mais” e confira os nomes daqueles com maiores chances de ir para Brasília (por partido).
    DEM
    ACM Neto, Cláudio Cajado, Fábio Souto, Gerson Gabrielli, Jorge Khoury, José Nunes, Luiz Carreira, Luiz de Deus e Paulo Magalhães.
    PCdoB
    Alice Portual, Daniel Almeida e Edson Pimenta
    PDT
    Félix Júnior, José Carlos Araújo e Marcos Medrado.
    PHS
    Uldurico Pinto
    PMDB
    Arthur Maia, Colbert Martins, Lúcio Vieira Lima, Marcelo Guimarães Filho, Severiano Alves e Veloso.
    PP
    João Leão, Luiz Argôlo, Mário Negromonte e Roberto Britto.
    PR
    João Carlos Bacelar, José Rocha, Maurício Trindade e Tonha Magalhães.
    PRB
    Márcio Marinho
    PSB
    Domingos Leonelli
    PSC
    Sérgio Brito
    PSDB
    Antonio Imbassahy, João Almeida e Jutahy Júnior.
    PT
    Afonso Florence, Amauri Teixeira, Emiliano José, Geraldo Simões, Josias Gomes, Luiz Alberto, Nelson Pelegrino, Rui Costa, Sérgio Carneiro, Valmir Assunção, Waldenor Pereira e Zezéu Ribeiro.
    PTB
    Benito Gama, Jonival Lucas
    PV
    Edgar Mão Branca e Rose Bassuma

    Fonte: Pimenta na Muqueca

    Charge de Latuff

     



    Vox Populi aponta 2º turno entre Mercadante X Alckmin

    Os Amigos do Presidente Lula

    Duas pesquisas Vox Populi e Ibope para o governo de São Paulo, divulgadas nesta sexta-feira (24), apontam queda na diferença entre Aloizio Mercadante (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB).

    No Vox Populi, indica perspectiva de 2º turno:

    Alckmin (PSDB): 40% (caiu 9 pontos em relação a última pesquisa do instituto)
    Mercadante (PT): 28% (subiu 11)
    Celso Russomano (PP): 7%
    Paulo Skaf (PSB): 3%
    Fabio Feldmann (PV): 2%
    Indecisos: 13%
    Brancos e Nulos: 7%

    Mercadante, somado aos demais candidatos alcançam 40%, no limite de haver 2º turno.

    Na espontânea, em que nenhum nome é apresentado aos entrevistados:
    Alckmin: 32
    Mercadante: 23% (tinha 7% há um mês atrás)


    No Ibope:

    Alckmin (PSDB): 48%
    Mercadante (PT): 26%

    Pesquisas

    IBOPE: JW TEM 52%, GEDDEL E SOUTO EMPATADOS



    A nova pesquisa do Ibope sobre a sucessão do Governo da Bahia, revelada na noite desta sexta-feira (24) coloca o candidato à reeleição Jaques Wagner (PT) como líder absoluto na disputa. O petista aparece com 52% das intenções. Em seguida aparecem Paulo Souto (DEM) e Geddel Vieira Lima (PMDB) empatados com 15% cada um. Luiz Bassuma (PV) foi lembrado por 3% dos entrevistados. Em relação à amostragem anterior, JW e Geddel apresentaram alta. O petista tinha 49% e o peemedebista 12%. Souto continuou com o mesmo percentual. Luiz Bassuma (PV) tem 2% e Carlos Nascimento (PSTU) aparece com 1%. Brancos e nulos somam 6% e indecisos são 10%. Marcos Mendes (PSOL) e Sandro Santa Bárbara (PCB) não pontuaram.
    IBOPE APONTA VITÓRIA DE LÍDICE E PINHEIRO


    A maior novidade colocada na pesquisa de intenção de votos realizada pelo Ibope é a corrida ao Senado. O candidato Walter Pinheiro (PT) passa a ocupar a liderança da tabela com 35% das preferências. Lídice da Mata (PSB) é a segunda com 32%. Segundo o levantamento, César Borges (PR), que era o primeiro da fila, não seria reeleito. O republicano ficou em terceiro com 29%. Depois surgem Edvaldo Brito (PTB) e José Carlos Aleluia (DEM) com 9% cada um. Edson Duarte (PV) foi apontado por 3% dos entrevistados. Os indecisos ainda são a maioria. Pelo menos 41% dos eleitores não sabem em quem votarão.
    VOX POPULI APONTA WAGNER REELEITO COM 46%



    A nova pesquisa do instituto Vox Populi/Band, divulgada na noite desta sexta-feira (24), aponta resultados pouco diferentes em relação ao estudo do Ibope, mas retrata a mesma indicação de vitória do governador Jaques Wagner (PT) no primeiro turno. Conforme a consulta estimulada, o candidato à reeleição tem 46% das intenções de voto, contra 18% de Paulo Souto (DEM), 14% de Geddel Vieira Lima (PMDB) e 2% de Luiz Bassuma (PV). Brancos e nulos somam 5%, não sabem ou não souberam responder 15%. Já na espontânea Wagner tem 38%, Souto 12%, Geddel 9% e Bassuma 2%. Nulos e brancos chegam a 4% e não sabem ou não responderam 9%. O Vox Populi ouviu 800 eleitores e a margem de erro é de 3,5 %. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 41.457/10.

    24 de set de 2010

    A gentil curva do Datafolha e a reta implacável do Vox Populi

    Fonte: Vi O mundo



    O Datafolha descreve uma gentil curva. Gentil com quem?
    A curva do Datafolha, além de estrelar o manchetaço da Folha de S. Paulo, também foi parar no Jornal da Globo, onde recebeu uma leitura sui generis. Veja aqui.
    Porém, no dia seguinte, a reta implacável do Vox Populi estava lá:



    É bom que seja assim. Faltam apenas dez dias para as eleições e o tira-teima não deixará dúvidas, se alguém ainda as tiver.
    O Marcos Coimbra, do Vox Populi, aliás, já refez as contas. Disse ele, em entrevista ao Viomundo, que Serra não terá mais os 33% que havia previsto antes, mas algo em torno de 25%.

    Participe!

    CANDIDATOS DO FISCO TERIAM BURLADO NORMA

    Bahia Notícias


    Imagem: Reprodução TSE

    Clique na imagem para vê-la ampliada e atente para o item "ocupação"

    Os candidatos a deputado estadual Jalon Oliveira (PSDB) e Juvêncio Ruy (PPS) respondem a dois processos no Tribunal Regional Eleitoral, que pedem as cassações dos seus registros. Os dois são funcionários da Secretaria Estadual da Fazenda e, conforme o artigo 1º da Lei 64/90, teriam que se desincompatibilizar dos cargos para concorrer seis meses antes do pleito. As ações contra eles, protocolos 42350/2010, de 21 de setembro, e 39670/2010, de 13 de setembro, indicam que, os servidores deixaram os postos que ocupam no Fisco apenas há três meses. Além disso, Oliveira informou ao TSE a sua ocupação como “outros” e Ruy como “economista”, o que seria uma forma, de acordo com a acusação, de tentar burlar a regra.

    Muita calma nesta hora…




    Eu recebi de um amigo, o Eduardo Goldemberg, uma material muito interessante. São arquivos que ele guarda, da revista Veja, e que está postando em seu simpaticíssimo Buteco do Edu.
    Publico aí ao lado algumas das capas da Veja que ele reproduz. Tem muito mais lá e depois eu trago para cá mais coisas interessantes.
    Mas fiquemos, por hoje, nesta imagem que vale mais que qualquer descrição que se possa fazer do papel militante da mídia no Brasil.
    A parcialidade desta coleção de imagens só não é maior que seu ridículo.
    Tudo isso foi vencido por uma única, simples e poderosa arma.
    O voto popular.
    Amanhã vem outro Ibope.
    Não creio que ouse tanto como o Datafolha. Mas a história de ambos tem sido a de “bons amigos”.
    Temos de conservar a calma e a lucidez.
    Sabemos onde está o povão. Sabemos que ele sabe e sente, no corpo e na vida, o quanto caminhamos. E sabemos quem são os adversários a derrotar. Eles são poderosos, mas já não são onipotentes.
    A gente, e faz tempo, mostrou que nossa força não é nada senão a a verdade.
    E a verdade, agora, conta com um instrumento com que nunca contou.
    Boa noite a todos e mais um bom dia de luta amanhã. Faltam poucos e a cada um deles, carpe diem, colhamos o dia.

    Fonte: Tijolaço

    23 de set de 2010

    Dilma 51 x 24 Serra. Vox desmoraliza o Datafalha






    Na foto, o Datafalha ao explodir



    O Tracking da Vox Populi do dia de hoje mostra absoluta estabilidade: Dilma tem mais do que o dobro das intenções de voto do Zé Baixaria.

    Hoje, 23º dia de divulgação do tracking da Vox Populi, não mudou nada: Dilma 51%, Zé Baixaria 24%.
    A pesquisa da Vox Populi propriamente, divulgada no jornal da Band, diz a mesma coisa: 51% a 24%.
    Ou seja, o Golpe do PiG (**) não deu em nada.
    Esse resultado demonstra que o Datafalha divulgado ontem no jornal nacional deve ter sido resultado de uma administração da margem de erro. 

    Clique aqui para ler Dilma já ganhou, Datafalha não dá o Golpe.

    O Datafalha não falha.

    Todos os institutos de pesquisa já indicavam que a Dilma estava na frente quando o Zé Baixaria lançou, finalmente, sua inútil candidatura.

    A cerimônia de lançamento foi abençoada por um Datafalha que o Otavinho carregará para o túmulo, ontem o Ali Kamel fez questão de enfatizar que a eleição se encaminhava para o segundo turno.

    A eleição que se encaminha para o segundo turno é a de São Paulo. 

    Os institutos de pesquisa de Minas, Vox e Sensus, desacreditaram o Datafalha e o Globope, o Tracking então é o cianureto que o Otavinho faltava tomar.

    Conversa Afiada não gosta de pesquisa.

    Conversa Afiada considera suprema manifestação de provincianismo o Otavinho dar 48 páginas para divulgar a última “pesquisa” e aceitar que seus colonistas (*) façam análises redundantes: são alquimistas que usam o colar de ouro que produzem.

    Conversa Afiada sempre disse que o Vesgo do Pânico tinha mais chances de ser presidente da República que o Zé Baixaria.

    E não precisou de pesquisa pra dizer isso.

    Quem mandou o PSDB acreditar no Datafalha.

    Vão os três para o precipício: o PSDB, o Zé Baixaria e o Datafalha.

    Em tempo: amigo navegante telefona para comentar o Tracking: o Otavinho fez a reconstituição do Riocentro e detonou a bomba no colo.

    Paulo Henrique Amorim

    (*) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG (**) que combatem na milícia para derrubar o presidente Lula. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse pessoal aí.
    (**) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.