• 14.08.2018: UM DIA PARA FICAR NA HISTÓRIA DE GUANAMBI

    A TV Latinha registrou com fotos e entrevistas o Dia 14 de Agosto de 2018 – 99 anos de emancipação política de Guanambi rumo ao Centenário da cidade.

  • Guanambi 99 Anos: Abraço à Cidade da Fundação Joaquim Dias Guimarães

    Hoje (14), Dia do Aniversário de Emancipação Política de Guanambi - 99 Anos , a Fundação Joaquim Dias Guimarães - FJDG realizou o 24º Abraço à Cidade na Praça Coronel Cajaíba com a participação de crianças, jovens, adultos, idosos, autoridades, personalidades histórias e lideranças políticas, bem como de diversas entidades comunitárias e de instituições educacionais.

  • Degradação ambiental do Rio Carnaíba de Dentro e os Riachos do Belém e dos Brindes em Guanambi

    De acordo estudos de campo, observa-se que o principal problema de desenvolvimento de Guanambi é a questão ambiental, a preservação das bacias hidrográficas, os resíduos sólidos, o desmatamento das áreas verdes e degradação das áreas históricas e naturais

  • CONSELHO DA CIDADE E CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE VISITAM O RIACHO DO BELÉM EM GUANAMBI

    Hoje 11.08 – Dia do Estudante, uma comissão do Conselho da Cidade e do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Guanambi fez uma expedição pelo Riacho do Belém no trecho do Parque da Cidade até Ponte de Dona Dedé, onde observou-se o processo histórico de degradação da APP - Área de Preservação Permanente. Também analisou o problema do descarte de lixo, esgoto, desmatamento e queimada. Em contra posição identificou-se diversas espécies de aves, peixes, cágados e outros animais silvestres.

  • I Fórum Guanambiense de Educação Ambiental

    Hoje (08), das 8 às 13 horas, aconteceu o I FÓRUM DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DE GUANAMBI organizado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente em parceria com o Conselho Municipal de Meio Ambiente e as secretarias de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e de Assistência Social.

TV Latinha: Mensgaem de Final de Ano!


Share:

CULTURA | - Livro que conta a história do Centro e Residência Estudantil de Guanambi é lançado com grande sucesso




Um grande público prestigiou o lançamento do livro que conta a história do Centro Estudantil (CEG) e da Residência Estudantil de Guanambi (REG), que aconteceu na noite da última sexta (27), no auditório da Câmara de Vereadores.
 Com a obra, se finaliza  no ano do Centenário de Guanambi, mais um importante documento de resgate histórico e cultural da cidade. O lançamento  cumpriu o Edital de Apoio a Projetos Artísticos e Culturais da Secretaria Municipal de Cultura, Lei Municipal Nº 27/2019 – Edital 02/2019. De autoria de José Roberto Teixeira e José Carlos Lélis Costa, o livro: “Os Meninos do CEG – As Lutas e Conquistas de uma Geração”,  contou a com a colaboração de textos e acervo fotográfico de jovens que viveram uma época de forte ebulição política e cultural, que influenciou gerações posteriores.  
O evento foi coordenado pelo comunicador João Roberto, que leu as mensagens do Professor João Augusto de Lima Rocha e da Coordenadora de Cultura da UniFG - Professora Adriana Bonfim.
O Prefeito Jairo Magalhães e o Secretário Municipal de Cultura, Paulo Costa, marcaram presença no lançamento, e muitos cidadãos que participaram ativamente do CEG e da REG. Além das autoridades citadas, os autores da obra estavam acompanhados de representantes de diversas entidades locais, como o escritor Benedito Teixeira Gomes - Academia Guanambiense de Letras (AGL), Helena Amaral - (Fundação Joaquim Dias Guimarães) e a vereadora Maria Silvia (Lilia) - Câmara de Vereadores. Dr. Luia, como o primeiro presidente da REG, José Maria, como da primeira diretoria da legalização do CEG e Milta Domingues, representando as mulheres que fizeram parte da REG, também compuseram a mesa do lançamento do livro.
Nas suas falas, o prefeito e o secretário destacaram a importância dos movimentos estudantis para o fortalecimento da maturidade política da juventude da cidade. Jairo ainda frisou do sucesso e a forma democrática em que o Edital de Cultura beneficiou diversos movimentos culturais da cidade. “Como menino do CEG é pra mim uma grande emoção, poder ajudar, em parceria com amigos e companheiros, a deixar eternizado o registro de uma época de grandes lutas e conquistas de uma geração” disse Paulo Costa.
Além dos representantes das entidades, a palavra foi franqueada ao público presente, onde o professor Pedro Roberto Ivo das Neves e Maurício Lélis, que declamou Poemas de Angola, de Agostinho Neto, e ainda testemunharam sobre a importância do lançamento da obra. “Acho que este livro foi lançado no tempo certo, onde muitas conquistas democráticas estão em perigo, é preciso refletir sobre isso”, disse o egresso da REG Pedro Roberto.
Finalizando as falas, José Roberto e José Carlos disseram da sua satisfação em oferecer uma obra de grande relevância, que documenta ricamente um período importante de nossa história, frisando ainda da colaboração da Prefeitura e Secretaria de Cultura, que tiveram a sensibilidade de abrir um edital amplo e democrático, possibilitando o financiamento do livro.
“Temos um vasto material que foi reunido durante o trabalho de pesquisa para o livro, muitas fotos, documentos em um acervo amplo e diversificado, este livro foi um ponto inicial, com certeza iremos escrever outras edições, com abordagens em outros aspectos” afirmou José Carlos.
Após as falas, os escritores convidaram o Secretário de Cultura e a Secretária de Educação, Maristela Cavalcante, onde assinaram termos de doação de 150 livros para as escolas e entidades culturais da cidade. Dezenas de participantes do CEG e REG presentes fizeram o registro fotográfico ao lado dos escritores, que posteriormente autografaram o livro e posaram para mais fotos com os que adquiriram a obra.  
O evento contou também com as presenças do Secretário de Administração - Valguimar Cotrim, do Vereador Vandilson Medeiros, da Presidente do PT de Guanambi – Valda dos Santos, professoras da Uneb, dos escritores Josias Benevides, José Bonifácio Teixeira e Maria Soares Teixeira, além de diversas lideranças e personalidades de Guanambi.








ASCOM - ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 
- PREFEITURA DE GUANAMBI - 
Telefone fixo (77) 3452-4306

Share:

Mensagem de João Augusto de Lima Rocha sobre o CEG e a REG


O CEG, Centro Estudantil de Guanambi, é um patrimônio cultural e político extremamente valioso, construído pela, e para a juventude de Guanambi, cidade muito especial  em que tive a imensa  felicidade de morar e viver intensamente, com minha família, de agosto de 1960 a fevereiro de 1976, saído de Gentio do Ouro, pequena cidade baiana do Médio São Francisco, onde nasci.


         Sou de um grupo de estudantes que antecedeu à criação do CEG, mas acompanhei de muito perto o trabalho que desenvolveu, particularmente na  área  cultural, e até tive a oportunidade de participar de uma atividade, em 1976, que ainda permanece forte na lembrança de todos os presentes a  um dos memoráveis encontros culturais realizados pela entidade. Foi  a montagem relâmpago da peça O Descobrimento do Brasil, concebida, construída e apresentada  em 24 horas!  A peça teatral, em que todos os participantes eram estreantes, baseou-se na divertida versão musical que encontramos num disco de vinil do  grande comediante e compositor Ary Toledo. O sucesso foi retumbante, e extrapolou até os limites de Guanambi, sendo que as apresentações seguintes, em Salvador e outras cidades da Bahia, também tiveram grande sucesso.





             O CEG, porém, não era movido a sucesso, a vaidade, ou a concorrência mesquinha entre seus participantes. De fato, o que predominava era a simplicidade, o companheirismo, a colaboração mútua e a disposição de luta por um país democrático, com paz, sem fome, com justiça social e liberdade, em todos os sentidos, educação publica e cultura para todos. Havia, em tudo, a consciência clara de que, embora tivesse um grupo mais aguerrido que tomava a frente das realizações, o CEG pertencia a toda a juventude de Guanambi. 


              Guanambi sempre foi reconhecida, até desde um pouco antes da criação do CEG, como uma cidade que produziu muitas lideranças estudantis, particularmente depois do golpe militar de 1964 que tomou o poder, pela força das armas, do presidente da república eleito João Goulart. 


               Lembro-me, particularmente de Maria Dirce Ribeiro, estudante guanambiense de direito, quando cheguei a Salvador para fazer o curso secundário, em 1966 que, pelo menos no meu caso, foi importante mentora política. Depois, já entre os de minha idade, relembro de Lúcia Neves Teixeira, José Francisco Marchesini Nunes, Dilmar Malheiros Meira, Avelar Pereira Viana, Isa Simões, Marcos Nilton Donato Vasconcelos, dentre tantos outros e outras que já encarnávamos o espírito político e cultural que os meninos e meninas do CEG, trouxeram  logo a seguir,  com muito mais garra, organização e determinação.


               A reivindicação da residência estudantil em Salvador, a REG, seguida do amplo movimento em prol de sua conquista e manutenção, revelou uma faceta ainda mais avançada da turma do CEG. A maturidade política, naquela luta, envolvia outra vertente, esta mais complexa,  que era a da manutenção organizada de um trabalho disciplinado e contínuo, num universo de jovens, não todos devidamente politizados ao ponto de entender em que um simples espasmo de individualismo juvenil poderia prejudicar um trabalho político valioso, em que tanto tempo e articulação minuciosa foram empregados. 


               Após a REG, sucedeu o trabalho de organização estadual dos residentes, a CIVUB, em que a presença dos estudantes guanambienses teve grande destaque.


               Vivemos agora um momento singular em nosso país, em que a incerteza predomina, estando à  frente um governo sem face, eleito por meio da fraude, com recurso ao uso de mensagens de WhatsApp mentirosas, disparadas ilegalmente aos desavisados e crentes em um Jesus Cristo novamente crucificado  por mercadores de templos. Estamos á deriva, com um governo de pai e três filhos tresloucados, sem programa, sem compromisso com a Nação, que entroniza a mentira e a violência aberta como método de trabalho, e usa a pantomima como disfarce, a fim de, ao mesmo tempo,  distrair o povo e manter coesos os malditos que têm a propriedade de  corromper, afirmando, através dos meios de comunicação a seu serviço, que estão combatendo a corrupção!


           Torna-se muito importante, por isso, que a juventude guanambiense  tome para si, de novo, a responsabilidade de se juntar aos democratas de todos os matizes, na  tarefa de impedirmos a marcha para o fascismo, intentada pelos fundamentalistas da terra plana, que querem acabar com tudo de bom que constitui a nossa Nação.


             A garra do CEG precisa ser difundida e bem conhecida, e este livro tem o grande mérito de recompor a memória das lutas que a juventude guanambiense, de todos as idades, mostrou que sabe empreender, particularmente nas horas difíceis, com arte, alegria, modéstia, determinação  e espírito de companheirismo. O CEG segue!



Share:

O sucesso do lançamento do livro “Os Meninos do CEG” em Guanambi








Muito prestigiada a noite de lançamento do livro de José Carlos Lelis Costa e José Roberto Teixeira, “Os Meninos do CEG As lutas e Conquistas de uma geração”. O evento ocorreu no dia 27, no auditório da Câmara de Vereadores de Guanambi, e congregou diversas lideranças e personalidades do CEG – Centro Estudantil de Guanambi e da REG – Residência dos Estudantes de Guanambi. 

A mesa do lançamento foi composta pelo Prefeito Municipal Jairo Magalhães, do Secretário de Cultura, Esporte e Lazer – Paulo Costa, da Professora Helena Amaral – Fundação Joaquim Dias Guimarães, do escritor Benedito Teixeira – Academia Guanambiense de Letras, do ex-presidente do CEG – José Maria Teixeira, do ex-presidente da REG – Edson Luís Lelis, da Vereadora Lilia, Milta Domingues representando as meninas da REG e dos autores José Roberto Teixeira e José Carlos Lelis Costa. 

O evento foi coordenado pelo comunicador João Roberto, que leu as mensagens do Professor João Augusto de Lima Rocha e da Coordenadora de Cultura da UniFG - Professora Adriana Bomfim e contou também com as presenças da Secretária de Educação - Maristela de Souza Teixeira Cavalcante, do Secretário de Administração - Valguimar Cotrim, do Vereador Vandilson Medeiros, da Presidente do PT de Guanambi – Valda dos Santos, professoras da Uneb, dos escritores Josias Benevides, José Bonifácio Teixeira e Maria Soares Teixeira, diversas lideranças e personalidades de Guanambi e dos meninos e meninas do CEG e da REG. 

A publicação do livro “OS MENINOS DO CEG As lutas e conquistas de uma geração” foi fruto do Edital Nº 02/2019 da Prefeitura Municipal de Guanambi – Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, que representa uma importante iniciativa de incentivo aos projetos culturais da cidade.

Os autores destinaram 150 livros para serem distribuídos nas bibliotecas das escolas municipais e estaduais e outras instituições educacionais e culturais.

O evento contou também com uma apresentação de voz e violão de José Maria Teixeira; o ex-secretário de Cultura de Guanambi – Pedro Roberto Ivo das Neves usou da palavra para relembrar a importância histórica da criação do CEG e a relação com a situação política atual; e a declamação do Poemas de Angola (Agostinho Neto) com a apresentação de Maurício Lelis.



“Não basta que seja pura e justa

a nossa causa

É necessário que a pureza e a justiça

existam dentro de nós.”

Os autores, José Carlos Latinha e José Roberto Teixeira, fizeram explanações sobre a importância do movimento estudantil no período da ditadura militar e a combatividade dos meninos e das meninas do CEG e da REG na luta pelas  liberdades democráticas e a democracia no Brasil. 

Os autores também agradeceram a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Cultura pelo apoio cultural através do edital; Edilma Cotrim - Professora Assistente da UNEB e Mestra em Educação, autora do Prefácio e Revisão; Antônio Eustáquio Barros de Carvalho - Projeto Gráfico e Diagramação;  e os militantes do CEG e da REG e Jorge Arruda pelo documentos e fotos gentilmente cedidos para a publicação do livro. 


O evento foi encerrado com a noite de autógrafos e com o registro fotográfico dos meninos e meninas do CEG e da REG.  




















































Share:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog