Sítio arqueológico de 2 mil anos é encontrado no canteiro do Parque Eólico de Brumado

Um sítio arqueológico foi encontrado dentro do canteiro do Parque Eólico da Serra das Araras, na região do Distrito de Cristalândia, em Brumado.

Confira Os Melhores Destinos Para o Ecoturismo Na Região, Comocoxico, Pesma, Morro do Chapéu, Serra dos Montes Altos

O São João está chegando e muitos já planejaram onde vão curtir este período festivo, considerado por alguns, como a melhor época do ano. No estado da Bahia as cidades da microrregião de Guanambi vêm se destacando como roteiro alternativo

FIOL É OFERECIDA AOS CHINESES COMO 1º TRECHO DA FERROVIA

O secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura do Ministério do Planejamento, Hailton Madureira, disse em matéria no jornal o Estado de São Paulo, que o governo dialoga com o setor privado para ver se há interesse das empresas em construir um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-leste (Fiol)

REVIVENDO O SÃO JOÃO DO PASSADO EM GUANAMBI

Os colonos portugueses trouxeram a tradição do São João para o Brasil. As festas juninas têm origem no meio rural e visava saudar os elementos da natureza – o sol, o céu, a água – dançando e cantando em comemoração à fartura da colheita.

UNAJUF postula perda do cargo de Gilmar Mendes

O Juiz federal João Batista de Castro Júnior, vice-presidente da União Nacional dos Juízes Federais (UNAJUF), assinou juntamente com o presidente da referida entidade, Eduardo Cubas, uma representação por Improbidade contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF)

31 de jul de 2013

Caetité: Sete carretas cegonhas são presas pela Polícia Rodoviária Estadual












A Polícia Rodoviária Estadual  realizou operação na tarde desta quarta-feira (31/07), na BR-030, trecho 
que liga a cidade de Guanambi a Caetité. Na operação, foram presas sete carretas cegonhas 
que trafegavam pela via após o horário permitido por lei. 
Segundo a resolução 305 de 06 de maio de 2009 do CONTRAN,  no seu Artigo 4, esse tipo de transporte 
só pode ser feito  em pistas simples, do amanhecer ao pôr do sol e sua velocidade máxima de 80 km/h. 
O trafego só é permitido a noite, quando a carreta está descarregada ou apenas com metade de sua lotação.

 As sete carretas apreendidas, trafegavam na pista fora do horário especificado na resolução e 
totalmente carregadas. É comum vê “cegonheiros” infringindo a normas  e leis na BR-030. 

Os veículos foram escoltados  pelos soldados Wendel e Góes até a base  da Polícia Rodoviária 
Estadual na cidade de Brumado, onde permanecem presas até o tramite legal de liberação.

Acidente envolvendo cegonhas

A exatamente onze dias um casal recém casado, morreu vítima de acidente envolvendo esse 
tipo de veículo. No episódio, uma Carreta Scania cegonheira,  carregada com onze veículos menores, 
colidiu na traseira da motocicleta Honda FAN, em que viajava o casal,   sendo os mesmos 
arremessados na pista em sentido contrário. Um caminhão Mercedes que vinha no lado oposto,  
não conseguindo parar, atropelando o casal. Diego foi esmagado pelo caminhão e morreu na 
hora, Dayane com ferimentos graves chegou a ser socorrida ao Hospital Regional de Guanambi, 
mas faleceu logo após dar entrada naquela unidade de saúde. 

A operação policial desencadeada na tarde de hoje(31/07), pode ter sido motivada devido ao acidente.

Fonte: Caetité Notícias (redação)

Licínio de Almeida: TJ-BA acata denúncia contra Alan Lacerda por improbidade administrativa

Brumado Notícias
 
Licínio de Almeida: TJ-BA acata denúncia contra Alan Lacerda por improbidade administrativa
Tribunal de Justiça da Bahia não afastou o prefeito do cargo. (Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias).
 
O prefeito de Licínio de Almeida e presidente do Partido Verde (PV) da Bahia, Alan Lacerda Leite, foi acusado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) de improbidade administrativa. Por ser prefeito e está no exercício do cargo, Alan tem foro privilegiado e só poderia ser julgado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Na última terça-feira (30), a primeira Câmara Criminal do TJ-BA recebeu a denúncia, após ser analisada pelos desembargadores João Bosco de Oliveira Seixas (relator); Pedro Augusto Costa Guerra; Aliomar Silva Britto; Luiz Fernando Lima; Ivone Ribeiro Goncalves Bessa Ramos e Lourival Almeida Trindade. Segundo a denúncia, Alan teria infringido o art. 1º, incisos II e XIII, do Decreto-lei nº 201/67, e o art. 89, caput, da Lei nº 8.666/93, c/c o art. 69, do Código Penal, que prevê pena de detenção de três a cinco anos e multa. Mesmo recebendo a ação penal de improbidade administrativa, os desembargadores não afastaram o prefeito Alan Lacerda do cargo. Por encontrar indícios de irregularidades, o Tribunal vai julgar o processo para analisar os autos e posteriormente incriminar ou não o gestor.
 
 

Caetité: Falta de linhas de transmissão nos parques eólicos causa prejuízo de R$ 400 milhões

Brumado Notícias
 
Caetité: Falta de linhas de transmissão nos parques eólicos causa prejuízo de R$ 400 milhões
O assunto foi destaque em matéria veiculada no Bom Dia Brasil, da Rede Globo. (Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias).
 
Em julho de 2011, doze parques do maior complexo de energia eólica da América Latina foram inaugurados e, desde então, estão parados por falta de linhas de transmissão. No total, são 184 torres localizadas em uma área que abrange três municípios da região sudoeste da Bahia, entre os quais a cidade de Caetité. Se estivesse funcionando, a energia gerada nessas torres seria capaz de abastecer 500 mil casas com média de quatro moradores em cada uma ou uma população de mais de dois milhões de habitantes. No Rio Grande do Norte, outros sete parques encontram-se na mesma situação. Segundo a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), responsável pela entrega das conexões, o atraso é atribuído ao processo de licenciamento ambiental, ao processo de anuência de liberação dos órgãos do patrimônio histórico e à questão fundiária. A energia que deveria ser gerada nesses parques eólicos já foi leiloada e, de acordo com o contrato, as distribuidoras têm de pagar mesmo sem receber, como é o caso da Renova Energia, empresa que administra os parques eólicos do sudoeste da Bahia. O prejuízo já passa de R$ 400 milhões e, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no fim quem paga é o consumidor, pois esse valor é considerado custo extra e entra no reajuste da tarifa. Para garantir a geração de energia, o governo decidiu que apenas as usinas próximas as subestações de transmissão poderão participar dos próximos leilões. O assunto foi destaque em matéria veiculada no Bom Dia Brasil, da Rede Globo. 
 

Prefeito de Licínio de Almeida e mais três tiveram ações penais recebidas pelo TJ-BA

Brumado Notícias
 
Na última terça-feira (30), o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) recebeu denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra os prefeitos Alan Lacerda Leite (PV), de Licínio de Almeida; Isaac Calvacante de Carvalho (PCdoB), de Juazeiro; Raimundo Nonato Hora Filho (PSD), de Itaparica; e João Almeida Mascarenhas Filho (PP), de Itaberaba. O recebimento da denúncia na Primeira Câmara Criminal do TJ significa que foi aberto o processo judicial contra os quatro gestores. Segundo a denúncia, Alan Leite, de Licínio de Almeida, gastou mais de R$ 3 milhões na contratação ilegal de 396 servidores sem o devido concurso público nos anos de 2009, 2010 e 2011. Já Isaac de Carvalho, de Juazeiro, é acusado por cometer graves irregularidades no remanejamento de recursos orçamentários durante o exercício fiscal de 2010, cujo montante chega a aproximadamente R$ 112 milhões. Prefeito de Itaparica, Raimundo Nonato é denunciado de se valer de decreto “indevido” de estado de emergência, de 16 de janeiro de 2012, para realizar irregularmente sem licitação, a contratação direta de prestadores de serviços e de fornecedores de produtos. Segundo a ação penal, o prefeito chegou a suspender pagamentos de despesas empenhadas para logo em seguida solicitar dotação orçamentária para contratação de cantores e bandas para apresentação nas festas da Lavagem do Beco, em 28 de janeiro de 2012, e de Iemanjá, em 02 de fevereiro do mesmo ano. Por fim, João Almeida Filho, de Itaberaba, é acusado por falsidade ideológica, ao assinar três escrituras públicas de negócios jurídicos no valor aproximado de R$ 108 mil, para construção e compra de imóveis que jamais ocorreram.      

Projeto da ponte Salvador-Itaparica


Consórcio internacional vence licitação

BAHIA TODO DIA | 31/07/2013 | 07h48

A ordem de serviço para a elaboração do projeto básico de engenharia da ponte Salvador-Itaparica deve autorizada em 30 dias para o consórcio internacional formado pelas empresas Enescil (Brasil), Cowi (Dinamarca) e Maia Melo (Brasil).

O grupo venceu a licitação, cujo resultado foi publicado no Diário Oficial da Bahia nesta terça (30), e ficará responsável pela implantação dos acessos aos sistemas viários e a reconfiguração da BA-001, no trecho situado na Ilha. A seleção levou em conta as modalidades técnica e preço. A nota do consórcio ficou em 9,68 e o valor em R$ 22,5 milhões.

Em segundo lugar ficou o consórcio "Ponte Baía de Todos-os-Santos", formado pelas empresas Concremat Engenharia, Hardesty & Hanover e Roughan & O'Donovan, com nota final de 9,6 e valor R$ 26,5 milhões. O prazo para entrada de recurso é de até cinco dias úteis.

A seleção foi realizada pelo Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Seinfra), da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). O consórcio deverá apresentar estudos em até oito meses, realizar pesquisas de alternativas para a ponte e a rodovia dentro da ilha, anteprojeto de engenharia, relatório que subsidiará o Estudo de Impacto Ambiental (EIA), orçamento do investimento na ponte e reconfiguração da BA 001, além dos projetos básicos das alternativas selecionadas.

O empreendimento está avaliado em cerca de R$ 7 bilhões. Entretanto, a Seplan disse que atualmente está sendo revisto por conta da redução da taxa de juros e do aprofundamento dos estudos. Mais informações no site www.pontesalvadorilhadeitaparica.ba.gov.br.

Joaquim Barbosa é questionado por compra de imóvel em Miami

Bahia Notícias
Joaquim Barbosa é questionado por compra de imóvel em Miami
Foto: Divulgação
Um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Conselho Nacional do Ministério Público cobrou investigação sobre a compra de apartamento em Miami pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. O magistrado criou a Assas JB Corp., no Estado da Flórida (EUA), para a aquisição do imóvel em 2012, o que lhe permitiu benefícios fiscais. Seu imóvel, de 73 m², tem quarto, sala, cozinha e banheiro, com valor estimado no mercado entre R$ 546 mil e R$ 1 milhão. Durante sessão do Conselho, nesta terça-feira (30), o conselheiro Almino Afonso disse que o fato de Barbosa ser proprietário da empresa está em desacordo com a Lei Orgânica da Magistratura (Loman). Pela norma, um magistrado não pode ser diretor ou sócio-gerente de uma empresa, apenas cotista. Afonso também defendeu que o Ministério Público apure o fato de o ministro ter fornecido o endereço do imóvel funcional onde mora em Brasília como a sede da empresa. Decreto que rege a ocupação de móveis funcionais não permite o uso do bem para fim que não seja de moradia.

Reunião do Conselho Gestor do Parque Estadual da Serra de Montes Altos

Hoje (31), no auditório da Câmara Municipal de Guanambi, aconteceu a reunião ordinária do Conselho Gestor do Parque Estadual da Serra dos Montes Altos e do Refúgio de Vida Silvestre da Serra dos Montes Altos. O Conselho Gestor é a instância em que o Poder Público, a Sociedade Civil  e os Empreendedores tomam decisões sobre a gestão da Unidade de Conservação.

A reunião foi coordenada por Lailton Câmara Fernandes e contou com as presenças de diversas instituições e dirigentes de entidades das cidades de Palmas de Monte Alto, Guanambi, Urandi, Pindaí, Candiba e Sebastião Laranjeiras, bem como dos técnicos da INEMA ( Bruna Zagatto, Robson Santiago e Maísa Flores).



Pauta da Reunião:

  • Finalização da discussão e aprovação do Regimento Interno;
  • Definição da Secretaria Executiva do Conselho Gestor;
  • Apresentação do INEMA em resposta as demandas do conselho;
  • Construção do calendário do 2º semestre de 2013.
Finalizando, o Conselho aprovou a formação da Câmara Técnica de Educação Ambiental com os conselheiros: José Carlos Lélis Costa - CMG, Professora Felizarda - IFBaiano, Professora Ninfa - Pindaí e Lucinete - PMA, sendo que em setembro os membros participarão do curso de qualificação.

30 de jul de 2013

Guanambi: População de Morrinhos se revolta por falta de investimentos no distrito e organiza interdita BR-030

 


Distrito de Morrinhos –
 A Renova Energia, a Prefeitura e o Governo do Estado tratam com descaso o povo de Morrinhos. Com essa frase o morador do distrito resume a revolta dos moradores do distrito em função da ausência de investimentos da Prefeitura, do Governo do Estado e da empresa Renova Energia, conforme reunião com a presença de 100 lideranças realizada hoje (30), no Salão Paroquial de Morrinhos. A reunião contou com as presenças dos vereadores Hugo Costa e José Carlos Latinha e do Advogado Eunadson Donato.

A reunião faz parte de um movimento organizado pela comunidade do distrito de Morrinhos onde a população quer ouvir do poder público municipal e estadual e da Renova Energia, proposta de melhorias para o distrito, cansado de esperar e nada acontecer, então os moradores pretende fazer uma grande mobilização para chamar a atenção das autoridades dos problemas na localidade que não são pouco.
O objetivo dos moradores é interditar a BR-030 e a BA que dar acesso ao distrito, por mais de 3 horas para chamar a atenção do poder público municipal e estadual e da empresa Renova Energia. As principais reclamações  são as seguintes: falta de segurança pública, saúde, educação, lazer, a situação da BA que está servindo a Renova Energia e tem provocado acidentes e falta de segurança aos moradores e estudantes que circulam diariamente na estrada, falta de telefonia celular, a situação da estrada vicinal que recebe obras da Adutora do Algodão através da Embasa, entre outras reclamações.  
Nervosos, os moradores pediram ajuda aos vereadores Hugo Costa e José Carlos Latinha em relação ao descaso em que vive o distrito. “A Renova Energia prometeu mundo e fundo e empregou poucos moradores nas obras da empresa, sendo que os trabalhadores contratados são de outros municípios. A Prefeitura arrecadou o ISS da empresa e nada investiu no distrito. Estamos reivindicando policiamento ao 17º Batalhão e até hoje nada foi feito pelo Governo Estadual”. Desabafa um morador.

Por isso, os moradores decidiram realizar uma grande manifestação na BR-030 e interditar o acesso ao canteiro de obras da Renova Energia. Queremos soluções urgentes para as nossas reivindicações, esse foi o clamor do povo de Morrinhos.

NERI E O IDH: MUDANÇA FOI “ESPETACULAR”!

PHA - conversa afiada

“Os indicadores sociais estão para o Brasil como o crescimento econômico está para a China”
Paulo Henrique Amorim conversou nesta terça-feira, por telefone, com o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos e presidente do IPEA, Marcelo Neri. 

Neri analisa os números do IDHM, que analisa os municípios brasileiros, divulgados ontem.

Números que, segundo ele, marcaram uma ”mudança espetacular”, especialmente na última década: “ Os indicadores sociais estão para o Brasil como o crescimento econômico está para a China nesse período”, ele disse.

De acordo com Neri, a carteira assinada e os “ganhos trabalhistas” são os símbolos desse Brasil que, em 20 anos, passou de ”Muito Baixo” IDHM para uma classificação de “Alto Desenvolvimento Humano”, de acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. 

Segue a integra da entrevista em áudio e texto.


1 – PHA: Ministro, a que o senhor atribuir esse vigoroso – se é que podemos chamar assim – crescimento do IDH municipal brasileiro entre 1991 e 2010?

Marcelo Neri: Acho que você pode chamar de “um vigoroso crescimento” do IDH municipal.

Para você ter uma ideia, em 1991, 85% dos municípios brasileiros estavam com o IDH em ”Muito Baixo” e, em 19 anos, esse número caiu para 0,6%.

Quer dizer, de 85% para 0,6% é uma mudança espetacular. Na coloração dos mapas a gente vê isso de uma forma muito clara: há uma mudança na cor dos mapas nesses 20 anos, com a cor mais forte nos municípios mais pobres.


Como o IDH é uma medida sintética – ele reflete educação, saúde e renda -, na verdade, ele congrega todo o conjunto de ações públicas da sociedade. 

Ele sintetiza todas as transformações humanas dos 20 últimos anos. 

Os avanços que mais chamam a atenção são os dados da expectativa de vida nesses 19 anos: nove anos – os brasileiros estão vivendo nove anos a mais. 

Isso se deve à queda da mortalidade infantil, que eu acho que é a grande conquista da última década: ela caiu 46%, por causa da melhoria do acesso a serviços médicos e à constituição do SUS, entre outras coisas. 

Nós tivemos um aumento na renda, durante a última década, de 220 reais por brasileiro – saiu de 500 para 700 e pouco por brasileiro (R$ 767,02 segundo o IBGE).


2 – PHA: Esses números são reais de quando ?

Marcelo Neri: Esses são reais de 2010, de agosto de 2010, é um crescimento em termos reais de quase 40% em uma década. 

Isso se dá pela melhora trabalhista, a geração de empregos, o aumento dos salários, mas também pelos programas como o Bolsa Família. 


3 – PHA: O que você chama de melhora trabalhista?

Marcelo Neri: É o aumento da ocupação – principalmente do emprego com carteira assinada -, principalmente a partir de 2004, quando passou, praticamente, a dobrar o número de empregos com carteira a cada ano. 

Na verdade, o Brasil tem avançado no aumento de emprego e no aumento de salário. 

Se a gente olhar os indicadores sociais, há redução de pobreza porque cresceu e reduziu desigualdade.

No fundo, Brasil está fazendo uma espécie de um caminho do meio. 

Ele está se beneficiando de fatores econômicos, mas, também, de políticas sociais mais avançadas. 

Então, ele (o IDHM) sintetiza avanços em várias frentes, de vários tipos de agentes: governos; sociedade civil; trabalhadores; empresário e  isso em cada recanto do País.


4 – PHA: E ,nisso, o papel da carteira assinada você acha fundamental?


Marcelo Neri: Sim, eu acho que a carteira assinada foi o grande símbolo da mudança, mas isso mais recentemente, do fim da eleição de 2003 pra cá. 

Eu acho que esse foi o grande avanço. 

Na década de 90, houve uma crise trabalhista, na segunda metade (dos anos 90), (já que ) houve uma informalização, uma perda de direitos trabalhistas na primeira metade da década. 

Então, é uma conquista mais recente essa geração de emprego formal. Apesar disso, a renda aumentou nos anos 90, e pode ser que a aposentadoria rural, a lei orgânica de assistência social tenham sido mais importantes.

Nos últimos anos, além da expansão do emprego formal, tem o Bolsa Família que tem um papel importante principalmente para os mais pobres, para os municípios mais pobres. 

5 – PHA: O Bolsa Família também não ajudou à Educação, com a obrigatoriedade de que as mães mantenham os filhos na escola para receber o benefício? 

Marcelo Neri: Ajuda, sem dúvida ajuda, ainda mais porque o relatório apontou que o maior desafio para a educação brasileira é o ensino médio. 

Desde 2007, o Bolsa Família estendeu essa condicionalidade à faixa que deveria estar no ensino médio. A gente capta alguns impactos positivos.

Mas, como o Bolsa Família começa em 2003, lá, boa parte das crianças entre sete e catorze anos, já estava na escola. Então, eu não diria que ali tenha provocado uma revolução – houve uma melhora.

Agora, entre 15 e 17 anos, e agora na pré-escola, que é uma revolução que a gente não tinha feito antes, ai há uma melhora clara. 


6 – PHA: O estudo não capta os dois anos da presidenta Dilma. O que dá para intuir, a partir do que já se sabe, no seu Ministério, sobre esses dois anos da presidenta Dilma?

Marcelo Neri: É um período, sem dúvida, de continuidade desses avanços mais acelerados. Apesar de o PIB não ter tido nesses dois últimos anos uma expansão como teve entre 2004 e 2010, mas a renda das pessoas, o ganho trabalhista e a geração de empregos formais avançaram bastante. 

Do outro, você teve uma maturação (e programas) e novas agendas, como a agenda da primeira infância, com o Brasil Carinhoso e, mais recentemente, o Mais Médicos. 

Uma série de novas ações sociais cujos impactos ainda não estão presentes nesse relatório. 

A mensagem que agente tira desse período é que o Brasil até 1980 era o segundo país em crescimento econômico no mundo, mas os indicadores sócias ficaram para trás. 

Nesse período (de 1991 a 2010), a gente mostra um crescimento da renda das pessoas, até maior do que o do PIB. Em particular, nos últimos dez anos. 

Os indicadores sociais estão para o Brasil como o crescimento econômico está para a China nesse período. 

Estamos recuperando o terreno perdido. Os indicadores ainda são muito problemáticos – só pra quem entrar no site da pesquisa, você vai ver como o Brasil em 20 anos mudou completamente as cores dos indicadores. 


(http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/130729_Atlas_PNUD2013.pdf )

7 – PHA: Esse crescimento é consistente? Ele pode inspirar confiança ou ele pode ser revertido? 

Marcelo Neri: Revertido eu acho que não, eu acho que isso é uma conquista da sociedade. 

A gente olha para trás e vê um grande avanço. Acho importante a gente não se acomodar, não entrar na zona de conforto. Ainda há muitas conquistas a serem feitas. 

A própria metodologia do IDH foi revista. Por exemplo, na Educação – onde nós tivemos os maiores avanços -, no IDH anterior, bastava que a população acima de 15 estivesse alfabetizada. Agora, a população acima de 18 tem que ter o ensino fundamental completo. Então, o próprio IDH propõe uma agenda de desafios: ele olha para trás, mas, no fundo, quer olhar para frente. 

É preciso ver o nível de transparência que existe na sociedade, e esse trabalho faz parte dessa cena. (O brasileiro) sabe em cada lugar do Brasil quais são os problemas e quais são as oportunidades. 

O grau de importância que a população dá a questões como Educação e Saúde, por exemplo.

Nós fizemos uma pesquisa na semana passada que mostra que, entre as 16 prioridades, as três principais são: Saúde, Educação e Alimentação de qualidade, o que é uma aproximação da Renda.

Quer dizer, os três elementos do IDH são as três prioridades para a população brasileira. 

Como nós estamos em uma Democracia, é de se esperar que essas prioridades se revertam em políticas públicas, como, aliás, está acontecendo. 


Clique aqui para ler “Desenvolvimento Humano – fala, Dilma, fala !”.

CLIQUE AQUI para ouvir a entrevista.


Codevasf amplia investimento em água


R$ 1,8 bilhões aplicados em ações no semiárido

BAHIA TODO DIA | 30/07/2013 | 16h53

Cerca de R$ 1,8 bilhão estão sendo investidos pela Codevasf no combate à seca no semiárido. A maior parte deste montante é oriunda do Programa de Aceleração do Crescimento Prevenção (PAC-Prevenção). As obras contemplam a construção de barragens, adutoras e sistemas de abastecimento de água, além de ações do programa Água para Todos, com instalação de cisternas, construção de barreiros, implantação de sistemas simplificados de abastecimento e perfuração de poços.

Os investimentos da Codevasf por meio do PAC-Prevenção somam R$ 922,1 milhões até 2014. A implantação de adutoras está recebendo uma fatia dos recursos. Na Bahia são cerca de R$ 144 milhões na primeira e na segunda etapas da adutora de Guanambi. No total, a obra terá cerca de 400 km de extensão e irá beneficiar, de imediato, cerca de 180 mil pessoas. 

Outro foco de investimentos da Codevasf para melhorar a oferta de água no semiárido diz respeito às obras de implantação de sistemas de abastecimento de água. O volume de recursos chega a R$ 169,5 milhões em 2013. Já foram beneficiadas, com recursos do PAC, 199 localidades dos estados de Alagoas, Bahia, Minas Gerais e Pernambuco. Outras 211 localidades estão com obras em execução. 

No âmbito do programa Água para Todos, a previsão de investimentos da Codevasf para 2013/2014 é de R$ 847 milhões para instalação de 101.317 cisternas de abastecimento humano, construção de 1.010 barreiros, implantação de 1.520 sistemas simplificados de abastecimento e perfuração de 865 poços. “Ao todo serão beneficiadas cerca de 880 mil pessoas, em mais de 250 municípios em oito estados, incluindo a Bahia.  

Além da fatia do PAC e do Brasil Sem Miséria, a Codevasf está aplicando recursos em ações de oferta de água para diversos municípios por meio de emendas parlamentares. Estão em andamento perfuração e instalação de poços, construção de açudes e barragens de pequeno e médio porte e outras obras de infraestrutura hídrica, que somam investimentos de R$ 58 milhões neste ano. Estão previstos no orçamento de 2013 da Codevasf outros R$ 95 milhões oriundos de emendas parlamentares para aplicação em empreendimentos de segurança hídrica.

Caetité: município sediará o evento Diálogos Territoriais nesta quinta-feira

BAHIA
30 de julho de 2013, 11:56

Política Livre


Nesta quinta-feira (1º), o secretário do Planejamento da Bahia, José Sergio Gabrielli, estará no município de Caetité, no território Sertão Produtivo, para apresentar as ações do Estado num diálogo com a sociedade organizada, de forma franca, democrática e participativa. Este é o objetivo dos Diálogos Territoriais II, que tem início às 8h30, no Centro Territorial de Educação Profissional do Sertão Produtivo (Cetep), localizado na Avenida Anísio Teixeira, s/n – Centro. O evento contará com a presença de prefeitos, vereadores e representantes dos 19 municípios do território, bem como a sociedade civil organizada. Fazem parte do Território Sertão Produtivo os municípios de Brumado, Caculé, Caetité, Candiba, Contendas do Sincorá, Dom Basílio, Guanambi, Ibiassucê, Ituaçu, Iuiu, Lagoa Real, Livramento de Nossa Senhora, Malhada de Pedras, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanhaçu e Urandi.

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal avança 47,8%

Portal Vermelho


Nas últimas duas décadas, o Brasil quase dobrou o seu Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), passando de 0,493, em 1991, - considerado muito baixo – para 0,727, em 2010, o que representa alto desenvolvimento humano, conforme o Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013. No período, país registrou crescimento de 47,8% no IDHM.


 
Escola Sesc de Ensino Médio, na Barra da Tijuca (Rio), que foi incluída entre a elite das escolas públicas no Enem 2011
Em 1991, 85,5% das cidades brasileiras tinham IDHM considerado muito baixo. Em 2010, o percentual passou para 0,6% dos municípios. De acordo com o levantamento, em 2010, o índice de municípios com IDHM considerado alto e médio chegou a 74%, enquanto em 1991, não havia nenhuma cidade brasileira com IDHM considerado alto e 0,8% apresentavam índice médio. Pela escala do estudo, é considerado muito baixo o IDHM entre 0 e 0,49, baixo entre 0,5 e 0,59; médio de 0,6 e 0,69, alto 0,7 e 0,79 e muito alto entre 0,8 e 1,0.

O IDHM é o resultado da análise de mais de 180 indicadores socioeconômicos dos censos do IBGE de 1991, 2000 e 2010. O estudo é dividido em três dimensões do desenvolvimento humano: a oportunidade de viver uma vida longa e saudável [longevidade], ter acesso a conhecimento [educação] e ter um padrão de vida que garanta as necessidades básicas [renda]. O índice varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano.


28 de jul de 2013

OPINIÃO: A erosão do sentido da vida e as manifestações de rua

Leonardo Boff

08/07/2013
Está lentamente ficando claro que as massivas manifestações de rua ocorridas nos últimos tempos no Brasil e também pelo mundo afora, expressam mais que reivindicações puntuais, como uma melhor qualidade do transporte urbano, melhor saúde, educação, saneamento, trabalho, segurança  e uma repulsa à corrupção e à democracia das alianças  sustentada por negociatas. Fermenta algo mais profundo, diria quase inconsciente, mas não menos real: o sentimento de uma ruptura generalizada, de frustração, de decepção, de erosão do sentido da vida política, de angústia e medo face a uma tragédia ecológico-social que se anuncia por todas as partes e que pode pôr em risco o futuro comum da humanidade. Podemos ser até uma das últimas gerações a habitar este planeta.
         Não sem razão que 77% dos manifestantes tenham curso superior, quer dizer, gente capaz de sentir este mal estar do mundo e expressá-lo como recusa a tudo o que está ai.

OPINIÃO: As multidões nas ruas: como interpretar?

      

Leonardo Boff
Um espírito de insurreição de massas humanas está varrendo o mundo todo, ocupando o único espaço que lhes restou: as ruas e as praças. O movimento está apenas começando: primeiro no norte da África, depois na Espanha com os “indignados”, na Inglaterra e nos USA com os “occupies” e no Brasil com a juventude e outros movimentos sociais.    Ninguém se reporta às clássicas bandeirtas do socialismo, das esquerdas, de algum partido libertador ou da revolução. Todas estas propostas ou se esgotaram ou não oferecem o fascínio suficiente para mover as massas. Agora são temas ligados à vida concreta do cidadão: democracia participativa, trabalho para todos, direitos humanos pessoais e sociais, presença ativa das mulheres, transparência na coisa pública, clara rejeição a todo tipo de corrupção, um novo mundo possível e necessário. Ninguém se sente representado pelos poderes instituídos que geraram um mundo politico palaciano, de costas para o povo ou manipulando diretamente os cidadãos.

Posse em Camaçari: representação sindical dá aos trabalhadores oportunidade de guiar seu cotidiano no local de trabalho


25 de julho de 2013
25.07.2013 - Posse em Camaçari: representação sindical dá aos trabalhadores oportunidade de guiar seu cotidiano no local de trabalho
Na posse da comissão de trabalhadores de duas obras residenciais em Camaçari(BA) nesta quarta-feira (24/7), o assessor da Secretaria-Geral da Presidência da República, José Lopez Feijóo, elogiou a iniciativa de empresas e sindicatos de trabalhadores que adotam a representação sindical no local de trabalho. “Os sindicatos e as empresas que aceitam esse desafio merecem aplausos, porque nem sempre é fácil implementar coisas novas.”
Segundo Feijóo, a dimensão da representação sindical vai além da proteção: “ela oferece condições para que os trabalhadores possam participar e guiar um pouco o seu cotidiano, a sua vida no local de trabalho, de forma a ter os seus direitos respeitados e assegurados e, inclusive, ajudar a melhorar o seu ambiente”.