Mobilização da Câmara de Vereadores de Guanambi e da UVERMIG pela agilização da construção da Adutora do Rio São Francisco




Hoje(24), no ato de lançamento da pedra fundamental da Revona Energia no distrito de Morrinhos em Guanambi, o Vereador de Guanambi e Presidente da UVERMIG, José Carlos Latinha, e o Presidente da Câmara Municipal de Guanambi, Hugo Costa, entregaram vários ofícios relatando o problema da água em Guanambi e região e cobrando gestões junto ao Governo Federal e a Codevasf para a agilização das obras da Adutora do Rio São Francisco, conforme contatos mantidos com ao Governador em Exercício Otto Alencar, Secretária da Casa Civil Eva Maria Chiavon; Deputado Federal Daniel Almeida (PCdoB) e aos Deputados Estaduais  João Bonfim (PDT), Ivana Bastos (PMDB), Fabrício Falcão (PCdoB) e Luiz Augusto (PP).

Guanambi, 22 de Fevereiro de 2011

Ofício Circular n° 037/2011

Excelentíssimo Sr.
JAQUES WAGNER
Governador do Estado da Bahia

Vimos através deste ofício solicitar a Vossa Excelência a mobilização do Governo do Estado da Bahia frente à crise de abastecimento de água enfrentada pelo Município de Guanambi. Um colapso de abastecimento de água se avizinha e, se não for evitado, devastará uma das cidades mais prósperas do sertão baiano, onde vivem quase 80 mil habitantes e onde se servem de bens e serviços de saúde e educação, quase um milhão de pessoas residentes nas regiões da Serra Geral e Médio São Francisco.

Os baixos índices pluviométricos da Região da Serra Geral resultaram num acúmulo insignificante nos reservatórios de Ceraíma (Distrito de Guanambi) e Poço do Magro, únicas fontes de abastecimento de água para Guanambi e mais dois municípios vizinhos: Candiba e Pindaí. Dependem diretamente desta água 120 mil pessoas. A barragem de Ceraíma tem uma capacidade de armazenamento estimada em 58 milhões de m³, mas tem no momento apenas 2.853.670 m³. Já a barragem de Poço do Magro, que tem capacidade para 39 milhões de m³, encontra-se esvaziada.

Nestas condições, a água é suficiente para cobrir a demanda até o mês de junho, mesmo sob intenso racionamento, que ocorre desde meados de 2010. A situação é particularmente grave para a população residente em bairros mais distantes da cidade e, em função do baixo nível do reservatório, a qualidade da água se deteriorou, ampliando os problemas de saúde decorrentes do seu consumo, principalmente na parcela mais carente da população.

A Câmara de Vereadores de Guanambi e a UVERMIG - União dos vereadores de Guanambi e Região tomaram diversas iniciativas visando reivindicar do Governo Federal e da Codevasf a agilização do processo de construção da Adutora do Rio São Francisco, que fornecerá água às cidades de Caetité, Guanambi, Iuiú, Malhada, Palmas de Monte Alto, Matina, Candiba e Pindaí.

A direção da Codevasf informou às entidades que o processo burocrático para a construção da Adutora do Rio São Francisco já fora vencido e que os 70% dos tubos da obra já estão armazenados em Guanambi, Palmas de Monte Alto e Iuiú.

Portanto, solicitamos a Vossa Excelência medidas urgentes no sentido de agilização do início da obras da Adutora do Rio São Francisco visando evitar o colapso total no abastecimento de água para as cidades de Guanambi, Pindaí e Candiba, com potenciais efeitos na economia de toda a região da Serra Geral.

Nossa iniciativa se inspira na confiança que temos em vossa trajetória e no compromisso que tem se manifestado para com o povo baiano.

Atenciosamente,

Hugo Vanusco Costa Pereira
Presidente da Câmara Municipal de Guanambi


José Carlos Lélis Costa
Presidente da UVERMIG
Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog