5 de jun. de 2022

Prefeito Nilo Coelho e secretária de Políticas Públicas para Mulheres do Governo, Julieta Palmeira, assinam convênio para instalação do CRAM nesta segunda (06)

 

O prefeito Nilo Coelho nesta segunda, 06, às 13h30, receberá a secretária de Políticas Públicas para Mulheres do Governo do Estado,  Julieta Palmeira, para assinatura do Termo de Cooperação Técnica para implantação do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), junto a secretária municipal de Assistência Social, Rúbia Maria que firmará convênio entre município e estado.

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) é um espaço destinado a prestar atendimento humanizado às mulheres em situação de violência, proporcionando atendimento psicológico, social, orientação e encaminhamentos jurídicos necessários à superação da situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher.

Uma emenda parlamentar de R$ 250 mil do Deputado Charles Fernandes em 2018 para implantação, deu o ponta-pé inicial, porém o prefeito Jairo Magalhães, não implantou. No primeiro ano do mandato do prefeito Nilo Coelho a secretária de assistência social, Rúbia Moraes,  começou a articular a implantação, com a passeata do Movimento do Luto à Luta, no dia 18 de dezembro de 2021 pedindo também, a implantação do CRAM, o prefeito Nilo Coelho autorizou sua instalação, porém com uma visita dos membros da CCJ da Câmara, vereadoras Maria Silvia Lilia, Paulo Costa, Miria Paes, Procuradora da mulher na Câmara, Hélio Pereira Lelé, Tião Nunes, junto a membros do Movimento do Luto à Luta, Neide Lu e Camila Ávila, e da deputada Ivana Bastos à secretária Julieta Palmeira em 17 de março de 2022, ela  se comprometeu a assinar o convênio após o município realizar a sua parte.

Segundo informações da prefeitura de Guanambi, na solenidade será anunciado o local escolhido para o funcionamento do CRAM, que tem previsão de início de atividades no segundo semestre. A Prefeitura de Guanambi irá manter o funcionamento de toda estrutura, custeio da equipe multidisciplinar e ações locais, já o Governo do Estado disponibilizará equipamentos e um veículo.

Constituição do Movimento

O Movimento Do Luto à Luta é constituído por familiares de Alcione e Ana Júlia, Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Guanambi, Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher, Ronda Maria da Penha, Polícia Militar, Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher – OAB Guanambi, representantes religiosos e populares.

Edição: Neide Lu (MTBE 6466), Portal Fala Você Notícias.

Nenhum comentário: