25 de mai. de 2022

NOVA PESQUISA INTERNA APONTA MELHORIA NO ENSINO DA UFBA E MAIOR QUANTIDADE DE ALUNOS

 

NOVA PESQUISA INTERNA APONTA MELHORIA NO ENSINO DA UFBA E MAIOR QUANTIDADE DE ALUNOS

BAHIA ECONÔMICA

Segundo números do Relatório de Gestão do exercício de 2021, a Universidade Federal da Bahia (Ufba), emitiu 2.731 diplomas de graduação, 1.551 diplomas de pós-graduação stricto sensu, 605 certificados dos cursos lato sensu, 2.000 declarações de conclusão de curso, 167 certificados de residência médica, 38 certificados de apostilamento de revalidação de cursos ou reconhecimento de títulos, 64 certificados do Revalida e 800 certificados de registro de diplomas, nos sistemas acadêmicos SIAC e SIGAA.

Em 2021, conforme aponta o relatório, foram oferecidos 106 cursos presenciais de graduação – que foram adaptados ao formato remoto em razão da pandemia – e 8 cursos de graduação à distância. A Ufba ofereceu 150 cursos de pós-graduação stricto sensu, sendo 75 de mestrado acadêmico, 16 de mestrado profissional e 59 de doutorado. Em todos os cursos de graduação e de pós-graduação, neste ano, foram matriculados 51.887 estudantes, sendo mais de 43 mil de graduação, 4.262 de mestrado e 3.858 de doutorado. Na graduação presencial, houve um crescimento no total de alunos ativos, que passou de 40.727, em 2020, para 43.767 em 2021.

Em 2021, a Ufba subiu duas posições em relação ao ano anterior no ranking Times Higher Education Latin, ocupando o 26º lugar entre as 177 instituições avaliadas. Também está na 16ª posição entre as universidades brasileiras melhores avaliadas, e é a primeira na região Nordeste.

Além disso, o relatório mostra ainda que a plataforma Web of Science, que coleta todas as publicações científicas em âmbito mundial, registrou a publicação de 2003 artigos científicos vinculados à Ufba no ano de 2021, o que mostra um aumento consistente em relação aos dois anos anteriores, 2020 e 2019, que registraram a publicação de 1793 e 1567 artigos, respectivamente. A Universidade Federal da Bahia está entre as dez instituições que mais publicaram pesquisas relacionadas à pandemia de covid-19, segundo dados da plataforma. Também foram apoiados nesse período com bolsa de iniciação científica 1.398 estudantes de graduação, em um total de 830 projetos aprovados nas diversas áreas do conhecimento, através de editais lançados pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (PRPPG), com financiamento pelas agências de fomento CNPq e Fapesb e recursos da UFBA.

Foto: divulgação

Nenhum comentário: