Coronel quer acabar cota para as mulheres e deixa Lídice indignada


colunalevi@gmail.com | Foto: Pedro França | Agência Senado

A TARDE - Levi Vasconcelos


O senador Ângelo Coronel (PSD-BA) protocolou ontem um projeto de lei que propõe a revogação da cota de 30% de candidaturas de mulheres. Se não é provocação, é uma robusta ironia: bate de frente justamente com a deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA), de quem ele ganhou a vaga no Senado após articulações para a formação da chapa de Rui Costa.
Lídice classificou o projeto como “descabido e inadmissível”. E afirmou que está indignada com a iniciativa:
– Foi justamente por conta da cota dos 30% que a bancada feminina cresceu 51% na Câmara, atingindo 77 parlamentares de todos os partidos, independentemente de ideologia. Foi a campanha com o maior número de candidaturas e de mulheres eleitas na história do Brasil.
Laranjas — Coronel disse que as mulheres iriam “adorar”, e que o projeto tem a pretensão de combater as candidatas laranjas, por acaso motivo de muitas das agonias que Bolsonaro tem no início do mandato. Lídice mais uma vez refutou:
– O que facilita as candidaturas laranjas é justamente a falta de estímulo e de espaço para as mulheres dentro dos partidos.
Lídice diz que o projeto não condiz com a luta das mulheres no Brasil pelo aumento da participação na política e vai brigar contra.
– Estarei à frente da resistência a este retrocesso e não estarei sozinha. Nosso lema é Mais Mulheres na Política.

Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog