MEMÓRIA DE GUANAMBI - CINE TEATRO SORBONE

Em dezembro de 1966 foi inaugurado o Cine Teatro Sorbone em Guanambi. O filme foi Barrabás, com Antony Quinn, Silvana Mangano, Arthur Kenned, Jack Palance, com produção de Dino de Laurentiis. O prefixo musical para anunciar o início dos filmes era a canção TEMA DE LARA, do filme Doutor Zhivago.

Na foto, o Cine Sorbone (atual agência do Itaú)

MEMÓRIAS DE GUANAMBI
OS CINEMAS
No início dos anos 20, Gasparino Pereira Donato iniciou as primeiras projeções de filmes em Guanambi. As exibições eram em preto e branco e sem som e ocorriam numa sala improvisada de um antigo casarão na Rua Dr. Fernandes, 42. Foi o chamado Cine Guanambi, pioneiro na cidade. O ponto culminante dessa sala de projeção era a apresentação do flautista Ortolino (filho do Tenente Ovídio), que, durante os intervalos para a troca dos rolos de filmes, encantava os espectadores com as suas exibições.

Já por volta do ano de 1935, chegou em Guanambi, o cinema da Empresa Casas Bahias, cujas sessões eram anunciadas com o uso de um alto-falante por Lolozinho (o famoso palhaço Futrica). Tratava-se de um cinema ambulante, que projetava suas películas em lugares públicos. Os espectadores tinham que levar para a praça as cadeiras ou os pequenos tamboretes.

Dez anos depois, foi inaugurado o Cine Tupi, também de propriedade do Sr. Gasparino Pereira Donato, localizado à Rua Dr. Manoel Vitorino, 4. Em 1954, as velhas instalações do Cine Tupi foram reformuladas pelo padre Celestino, pároco local que adquiriu o cinema. O nome foi mudado para Cine São Jorge, mas a população, carinhosamente, chamava-o de "cinema do padre". 

No ano de 1962, com a transferência do Padre Celestino para Januária – MG, o cinema foi adquirido pelo empresário Walter Boa Sorte. Algumas reformulações foram promovidas no local, que passou a se chamar Cine Guarany. A primeira exibição dessa sala foi o filme “Judite e Holofernes”, colorido pelo sistema Technocolor. Além disso, no Cine Guarany, havia ainda apresentações, como os shows de Waldik Soriano e programas de calouros. A canção “O Guarany” era o tema musical utilizado para o início dos filmes.

A Empresa de cinemas Boa Sorte, criada em 1966, inaugurou o Cine Sorbone, uma grande e luxuosa sala de projeções com 800 lugares, localizada à Rua Pedro Francisco de Moraes (atual agência do Banco Itaú). A primeira exibição do Cine Sorbone foi o Filme “Barrabás” e, o tema musical utilizado para anunciar o início dos filmes era a canção “Tema de Lara”. O Sorbone funcionou até a década de 80, foi fechado em razão da baixa frequência do público.


ALGUNS OUTROS NOMES LIGADOS AO CINEMA DE GUANAMBI

José Catão de Castro – bilheteiro do cinema
Maria Pereira de Jesus (Maria do Padre) – porteira do cinema
João Batista Teixeira (João Pança) – operador cinematográfico
Eurico Silva - operador cinematográfico e apresentador do elenco e da sinopse do filme no serviço de alto-falante
Florival Alves Pereira (Lozinho) e Arievaldo Teixeira Donato - apresentadores do elenco e da sinopse do filme no serviço de alto-falante

Redação – Popular
Fonte: Dário Cotrim


















Share:

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog