Vereadores são procurados para intervir pelo esporte e pela saúde no Hospital Regional



Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores ontem (19), presidida pelo Vereador Agostinho Lira, a vereadora Maria 
Silvia Lilia, segunda secretária e o primeiro secretário, Vereador Fabricio Lopes, aconteceu a aprovação da Ata 
da sessão anterior e deu entrada ao Projeto de Lei de Nº 026/2017, que cria à Frente Parlamentar de Defesa 
dos Pequenos Negócios e tem como objetivo promover debates e propostas de políticas públicas em parceria 
com o poder público e a comunidade civil de autoria do Vereador Fabricio Lopes. 
  
Na tribuna Livre, o presidente da Escolinha de Futebol Saturno, Edvaldo Silva, que é uma ONG, relata sua 
dificuldade desde abril do ano passado quando foi solicitado o local de treinamento das crianças, que era 
no Centro Social Urbano. “Recebi uma ordem  do Prefeito Charles para desocupar o espaço no outro dia”, 
diz Edvaldo, “tentaram arrumar o Clube de Campo de Guanambi, mas devido o clube ser de elite, 
me preocupei em acontecer qualquer coisa, iriam culpar as criança por serem crianças de baixa renda”, 
transcorre Edvaldo em tom de revolta. “Encontrei o Centro de Treinamento de Museu, mas o prefeito Charles 
Fernandes, deu o transporte só até o dia 5 de outubro, pós às eleições recebi o comunicado que o carro não 
iria transportar mais as crianças de vários bairros até o local de treinamento”, desabafa. 

“Não tenho vinculo com ninguém, sei da importância desta escola para cada criança carente, pois temos 
levado elas para serem selecionadas em times profissionais do Rio de janeiro (RJ), como o Flamengo, Vasco 
e Fluminense, em Belo Horizonte (MG), no Atlético, Cruzeiro e América, duas vezes em Salvador (BA), com 
o Vitória e o Bahia, criando com isso oportunidade para que esses garotos sejam bons cidadãos”. 

Edvaldo diz que em janeiro procurou o prefeito Jairo, que deu sua palavra, mas até agora nada foi 
concretizado. “De quê adianta fazer um campo bonito, mas esquece de amparar às crianças carentes”, afirma. 
“Guanambi já esteve melhor, agora está decaída, o poder publico não contribui com o esporte, é lamentável. 
O poder publico está fazendo descaso. Aqui não tem secretária de esporte, quando vou procurá-la ela vira 
as costas”, diz indignado. 

Edvaldo Silva, finaliza sua participação na Tribuna dizendo que estar aqui para trabalhar, “há 39 anos lido 
com o esporte,  faço por amor e não para receber dinheiro, quem me conhece sabe que gozo do respeito 
e credibilidade no comercio”.

A Diretora do Hospital Regional, Graça Cotrim, fez uso da Tribuna para prestar contas das suas ações em 
1 ano e 9 meses de gestão, e buscou apoio dos vereadores para sensibilizar o Governo Estadual em relação a 
superlotação do Hospital pela quantidade de pacientes que tem recebido, e o hospital não tem suportado devido 
os recursos serem insuficientes, "precisa melhorar de fato a qualidade da saúde no município, atender a 31 
municípios da Bahia não tem sido fácil não”, relata Graça.

Graça Cotrim, diz que o Hospital realiza de 180 a 200 partos por mês e que o comercio de Guanambi tem 
ajudado bastante a instituição. “O Hospital é de toda a comunidade, e eu temo não dar conta devido 
a demanda”,  afirma preocupada.

Segundo a Diretora, o Hospital desde a sua entrada vem prezando por um atendimento de acolhimento, 
humanização e respeito ao cidadão. "Convido todos os vereadores para uma visita ao Hospital para que 
vejam como está e me ajudem a melhorar o atendimento, sensibilizando os nossos representantes”, finaliza.

Os vereadores aprovaram a LDO que trata das diretrizes do orçamento de Guanambi, Projeto de Lei nº 07 do
Executivo. 

Dr. Agostinho Lira, elogiou o prefeito Jairo Magalhães pela realização do São João do Gurutuba e estendeu 
convite para o Arraiá de Mutans, que começa neste sábado.  Neide Lu / Portal Fala Você. 
 
Share:

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog