18 de jun de 2017

FIOL É OFERECIDA AOS CHINESES COMO 1º TRECHO DA FERROVIA BIOCEÂNICA

BAHIA ECONÔMICA
18/06 - 10:15hs -

O secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura do Ministério do Planejamento, Hailton Madureira, disse em matéria no jornal o Estado de São Paulo, que o governo dialoga com o setor privado para ver se há interesse das empresas em construir um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-leste (Fiol) e operar a parte que já foi construída com recursos públicos.

O trecho que está em construção liga o porto de Ilhéus (a ser construído) com minas de ferro no interior da Bahia. A parte a ser construída seguiria desse ponto até interligar-se com a Ferrovia Norte-sul. A Fiol, disse o secretário, é o início da Ferrovia Bioceânica, considerada uma prioridade pelos chineses e por isso teria chances maiores nas negociações.  

Os chineses consideram que há dúvidas quanto a rentabilidade das ferrovias brasileiras, mas eles querem a construção da Ferrovia Bioceânica, ligando o Atlântico ao Pacífico. A fiol seria o início dessa ferrovia que entroncaria com a Norte Sul e depois poderia ter outro trecho até a fronteira do Peru.

Essas negociações passam pelo Fundo Brasil-China, de US$ 20 bilhões, que começou a operar este mês, deverá aprovar em agosto sua primeira lista de projetos.