25 de mar de 2017

“Temer tem sede de tirar direitos dos trabalhadores”, afirma Lídice

POLÍTICA LIVRE

Foto: Política Livre
A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) afirmou nesta sexta-feira (24), durante encontro com vereadoras do seu partido, em Salvador, que o presidente Michel Temer (PMDB) tem sede de tirar os direitos dos trabalhadores. Os principais pontos criticados pela parlamentar foram os projetos de Terceirização e da Reforma da Previdência propostos pelo chefe do Executivo. O evento contou com a presença do deputado federal Bebeto Galvão, do vereador Silvio Humberto, do primeiro-secretário do PSB, Rodrigo Hita, deputada Fabíola Mansur, além de militantes socialistas. Para Lídice, “a terceirização precariza toda a relação de trabalho, quando amplia para as atividades fim”. Segundo a presidente do PSB baiano, o senado tem outro projeto, relatado pelo senador Paulo Paim (PT-RS), muito menos danoso e que ela espera que seja aprovado e sancionado pela Presidência da República. “Esperamos aprová-lo e que o presidente, que demonstra uma sede de tirar os direitos dos trabalhadores brasileiros, o sancione”. Ainda durante o encontro, Lídice falou sobre a importância da capacitação para preparar as vereadoras. “Queremos que elas coloquem seus mandatos à serviço das políticas para as mulheres, por isso abordamos a utilização da Lei Maria da Penha, com a advogada Luciana Santos; Participação Política da Mulher, com a exposição da professora, assistente social e jornalista, Cláudia Correia e matérias legislativas com a advogada e servidora pública da Câmara Municipal de Salvador, Iris Dourado.
A deputada estadual Fabíola Mansur também criticou as pautas propostas pelo Governo Federal. “Elas representam grandes retrocessos como a Reforma da Previdência, no momento em que equipara a idade mínima de aposentadoria”. A parlamentar também destacou a presença de vereadoras dos quatro cantos da Bahia para dialogar e diminuir as distâncias, “pois precisamos afinar os nossos discursos em favor de um mundo de inclusão e com acesso à saúde, educação e segurança”.