Moradores acusam empresa de poluir barragem em Pindaí, no sudoeste da Bahia

Heloísa Gomes


Há quarenta anos a barragem de Contendas abastecia todo o município de Pindaí (localizado a 726 quilômetros da capital baiana). Hoje ele abastece apenas 100 famílias da zona rural do município. Nos últimos 20 dias, estas famílias têm reclamado de uma espécie de óleo que tem se misturado a água da barragem.
A ‘poluição’ é fruto, segundo a população, de rejeitos das obras do Parque Eólico, sob responsabilidade da empresa Renova Energia.
“A barragem já sofreu situação semelhante no ano passado, a empresa [Renova Energia] se comprometeu a tratar da água e garantiu que o caso não se repetiria. O que de fato não ocorreu”, conta o advogado Wanderson Pimenta.
Toda a preocupação gira em torno dos riscos apresentados pela alteração do líquido essencial para a vida dos habitantes daquela região. A água tem apresentado mau cheiro, coloração avermelhada e inclusive provocou manchas no corpo de crianças que tomaram banho na barragem.
“Ainda não tomamos nenhuma medida jurídica, mas tão breve iremos encaminhar o caso ao Ministério Público, mobilizar os cidadãos para que unidos façamos um protesto contra a falta de respeito e responsabilidade com o meio ambiente”, afirma Raveno Badaró, advogado.
Ainda de acordo com os moradores, a empresa não adotou nenhum posicionamento em relação à medida que será tomada para tratamento da barragem e minimização dos impactos provocados pelas obras.
Aratu Online fez contato com a empresa que, via assessoria de imprensa, disse que iria avaliar o fato para um posterior posicionamento público.
Share:
Postar um comentário

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog