UTC PAGOU R$ 1,7 MILHÃO AO DEM POR PROTEÇÃO EM CPI




Um dos delatores da Lava Jato, o diretor financeiro da UTC, Walmir Pinheiro Santana, detalhou à Procuradoria-Geral da República um acerto que teria sido feito em 2014 entre Ricardo Pessoa, dono da empreiteira, e o então senador Gim Argello (PTB-DF), para que o parlamentar atuasse para que o empresário não fosse chamado a depor na CPMI da Petrobras; em contrapartida, Pessoa faria contribuições em favor de pessoas indicadas por Gim Argello; no total foram pagos R$ 1,7 milhão em favor do DEM; em favor do PR, R$ 1 milhão; em favor do PMN, R$ 1,15 milhão; em favor do PRTB, também foram pagos R$ 1,15 milhão, perfazendo um total de R$ 5 milhões, segundo o delator; o DEM nega, os demais partidos não se pronunciaram.
Share:
Postar um comentário

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog