20 de nov de 2015

CESTA DO POVO VAI SER VENDIDA PELO PREÇO MÍNIMO DE R$ 81 MILHÕES

20/11 - 07h05m
BAHIA ECONÔMICA
 


Conforme adiantou o Bahia Econômica em outubro, o leilão o leilão para a venda da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), que controla a rede de lojas Cesta do Povo, vai ocorrer  às vésperas do carnaval no dia 27 de janeiro de 2016, às 10 horas da manhã, na Bolsa de Valores de São Paulo.

O preço mínimo da empresa foi fixado em R$ 81 milhões, mas segundo especialistas não será fácil atingir esse montante num momento em que o varejo está em crise em todo país.

Mas há vantagens no negócio a exemplo do prejuízo fiscal acumulado que, segundo a lei, pode gerar abatimentos nos impostos e amortização de imposto futuro. Além disso quem comprar a Ebal levará o “Credicesta” sistema de crédito consignado de baixo risco que deverá ficar por algum tempo com o comprador. O Credicesta, que dá direito a compras nas lojas da Cesta do Povo,  e é descontado no contracheque do servidor público.

O edital com os detalhes da desestatização da empresa foi publicado na edição de ontem, do Diário Oficial do Estado.  Será leiloado 99,99% do capital social da Ebal, de posse do Estado.

Quem comprar a Cesta do Povo terá, no entanto, segundo o edital, de manter funcionando  pelo menos 50%  das lojas da rede  pelo prazo de cinco anos e manter, 50% dos postos de trabalho da empresa.