Suíços detectam mais contas de suposto lobista

BRASIL Política Livre


O Ministério Público da Suíça afirma que dinheiro da multinacional francesa Alstom abasteceu contas do consultor Arthur Teixeira não apenas na Suíça, mas também no Uruguai e na Inglaterra. Documento enviado aos investigadores do caso no Brasil aponta que dinheiro da empresa circulou “de um lado para o outro” entre as diferentes contas antes de ser transferido por doleiros para destino ainda desconhecido. Tido como lobista do cartel que segundo a Siemens operou no setor metroferroviário de São Paulo e do Distrito Federal, Teixeira é acusado pelo ex-diretor da empresa alemã Everton Rheinheimer de pagar propina a agentes públicos. O dinheiro teria abastecido suposto caixa 2 de campanhas eleitorais do PSDB e do DEM. Até o envio do material pela Suíça, os investigadores brasileiros só trabalhavam com a informação de que Teixeira possuía contas no Credit Suisse naquele país. Os suíços dizem que o consultor usou essa conta para pagar propina ao ex-diretor da CPTM Roberto Zaniboni.
Fernando Gallo, Agência Estado
Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog