16 de ago. de 2022

NOVO AVANÇO NA HISTÓRIA DE LEOCÁDIA

A pesquisa sobre o assassinato de Leocádia pode ter um grande avanço. Os documentos do processo criminal sobre o homicídio estão agora disponíveis no Arquivo Municipal de Caetité e foram copiados pela historiadora e professora Rosângela Miranda, do IFBaiano - Campus de Guanambi.

Segundo o médico e pesquisador Fernando Vasconcelos, que escreveu um artigo sobre Leocádia e a quem Rosângela repassou as cópias, os novos documentos poderão ampliar o conhecimento sobre o episódio tão marcante na história de Guanambi, no tempo que o arraial de Beija-Flor tinha pouco mais de dez anos de existência oficial. 

Para a professora Rosangela, que tem estudado principalmente a escravidão, liberdade e o período pós-abolição na região, o estudo sobre o crime tem grande importância para entender o seu impacto na misoginia e nos padrões comportamentais relativos às mulheres etc. 

Rosângela e Fernando vão desenvolver em conjunto um estudo sobre o tema, o que coincide com um momento em que o Ministério Público está debatendo a valorização da história de Leocádia como patrimônio imaterial de Guanambi.




Nenhum comentário: