2 de jul. de 2022

No 2 de Julho, governador destaca a luta dos baianos na consolidação da Independência do Brasil

 

                                                                  Foto: Joá Souza/GOVBA

Ao sol do 2 de julho, na manhã deste sábado, a Bandeira Nacional foi hasteada mais uma vez pelo governador Rui Costa, na Lapinha, bairro da Soledade, em Salvador, na comemoração às independências da Bahia e do Brasil. Seguindo a tradição, Rui e outras autoridades depositaram flores no busto do General Labatut. Nas ruas, as casas enfeitadas, personagens históricos como Maria Quitéria e, claro, a população baiana, fazendo uma festa democrática de civilidade e diversidade.

“Eu quero destacar, neste 2 de Julho, a importância extraordinária pelo fato de comemorarmos 199 anos da independência dos baianos, que têm uma tradição de luta por melhores condições de vida, por independência, por liberdade. E [o povo baiano] continuará lutando para superar a fome, superar o desemprego, superar as dificuldades que o Brasil está passando”, afirmou o governador.

Rui reforçou que o 2 de Julho é uma data de importância nacional. “E aqui é o momento de alegria, de comemoração, esta é uma data que representa, na minha opinião, a verdadeira independência do Brasil. O meu sonho, o meu desejo é que ela um dia seja reconhecida e comemorada nacionalmente. Uma coisa é a proclamação da Independência, no dia 7 de Setembro, e isso se materializou nos meses seguintes. Se não fosse a Bahia, se não fosse o 2 de Julho, essa Independência talvez tivesse demorado muito mais”.

O governador destacou também que o povo baiano estava ansioso não somente pelo 2 de Julho, mas para ir para a rua, para datas comemorativas e festas. “Nas festas juninas, no Parque de Exposições, mais uma vez foi preciso fechar os portões, com a presença de 100 mil pessoas, e este ano o número de pessoas aqui está muito maior do que no último 2 de Julho que nós conseguimos realizar”.

No período da tarde deste sábado, às 16h, Rui Costa participará da segunda parte das homenagens ao 2 de Julho, quando as imagens do Caboclo e da Cabocla serão recepcionadas no Campo Grande.





Fotos: Joá Souza/GOVBABA

Repórter: Raul Rodrigues

Nenhum comentário: