10 de mar. de 2022

PORTAL VERMELHO: PT, PCdoB e PV anunciam federação para enfrentar Bolsonaro

 


A declaração foi feita nesta quarta-feira (9), na sede nacional do PSB, em Brasília, após reunião entre os representantes dos partidos

Os dirigentes do PT, PCdoB e PV anunciaram a formação de federação partidária para enfrentar Bolsonaro nas próximas eleições. O PSB ainda pode fazer parte da unidade até o dia 31 de maio, prazo final para a constituição da frente.  A declaração foi feita nesta quarta-feira (9), na sede nacional do PSB, em Brasília, após reunião entre os representantes dos quatros partidos.

Participaram do encontro os presidentes das quatro legendas: Gleisi Hoffmann (PT), Carlos Siqueira (PSB), Luciana Santos (PCdoB) e José Luiz Penna (PV).

Luciana Santos, que é vice-governadora de Pernambuco, considerou natural o PSB não aderir à federação no momento. “Nós somos um país continental com muitas realidades locais numa dinâmica própria das atuações regionais e, internamente nos partidos, essa é a uma ferramenta inovadora na política brasileira”, explicou a dirigente.

De acordo com ela, também é natural que alguns partidos deem uma celeridade maior na formação da federação. “Outros precisam de um tempo político diferente. Mas a gente está otimista”, diz Luciana, pois três partidos anunciaram a disposição de formalizar a federação. “A partir desse ponto de partida, estamos imaginando a possibilidade de conversar com outras legendas, principalmente o PSB”, explicou.

A presidenta do PCdoB disse que a presença do PSB não está descartada: “Nós ainda temos prazo jurídico e político para isso”. “Nós vamos continuar trabalhando até 31 de maio para que o PSB esteja na federação”, completou Luiz Penna.

“A conversa será intensificada por que o que nos une é maior do que o que nos separa. O que nos une é a oposição a Bolsonaro, a frente ampla que nós defendemos em torno do presidente Lula para a sua eleição para a presidência da República. E vamos continuar a discutir um programa único também com a ideia dos quatro partidos”, afirmou Carlos Siqueira. O presidente do PSB diz que o partido ainda não está maduro para tomar a decisão da federação.

Gleisi Hoffmann leu a nota das siglas e disse que agora as instâncias partidárias iriam discutir o estatuto da federação. “Há um propósito de nossa parte construir a federação, obviamente discutindo o estatuto. Agora cabe aos partidos levarem para suas instâncias para fazer o encaminhamento”, explicou. “Mas há uma disposição bem grande entre nós três (PT, PCdoB e PV) de fechar a federação.”

Nota

“As quatro agremiações, PT, PSB, PCdoB e PV têm unidade na construção de uma frente para enfrentar Bolsonaro e reconstruir o Brasil, unidos na candidatura Lula presidente”, diz a nota dos partidos distribuídas à imprensa.

“Estamos convictos que a decisão é um marco histórico e um passo decisivo para trilharmos a vitória eleitoral nas eleições de 2022, construir uma nova maioria que possa devolver a esperança a nosso povo.”

Os partidos ainda destacaram que, nos últimos meses, fizeram reuniões de trabalho com objetivo de constituir a federação. “Em resposta ao atual momento político, o PT, PCdoB e PV decidem caminhar para construir a federação e continuarão dialogando com o PSB em busca de sua participação, bem como, o envolvimento de outras legendas do nosso campo”, concluiu a nota.

Nenhum comentário: