23 de out. de 2022

Roda de Conversa sobre a História e Memória de Mutãs


 

No dia 21 (Sexta-Feira), das 9 às 11 horas, no Colégio Estadual do Campo de Mutãs aconteceu um importante evento sobre a História e Memória do distrito de Mutãs em Guanambi.



A roda de Conversa “Jirau de Memórias Mutanenses” foi organizada pelos pesquisadores Fábio Teixeira e Edivalda Domingues e a Assistência Técnica do aluno Allan Alkmim e contou com as presenças de Danuzia Domingues Mendes, Vaneide Neves Costa, Geminiano Araújo (Senhor Belo), Dirce da Silva Domingues, Pedrão Sampaio, Graça Donato e o Historiador José Carlos Lelis Costa ‘Latinha”.






O objetivo da roda de conversa foi iniciar um trabalho de pesquisa sobre a história e a memória do distrito de Mutãs através dos depoimentos de pessoas do povo, que passados de geração para geração, caracteriza a memória coletiva que visa a preservação e ressignificação das suas histórias e expressões culturais.

As personagens mutanenses lembraram-se das histórias que seus avós e pais contavam sobre a serra, a lagoa e o Casarão dos Barros, ressaltando os diferentes olhares sobre o povoamento e a chegada dos primeiros moradores da Lagoa da Espera; os aspectos históricos e arqueológicos do distrito de Mutãs; sua formação econômica, história e cultural; as antigas técnicas na produção da farinha de mandioca e dos antigos canaviais que produziam a rapadura; a feira; os caminhos trilhados pelos tropeiros; os folclores e tradições religiosas; as personalidades políticas e populares; as antigas serestas, serenatas e bailes dançantes; as histórias dos antigos casarões; as histórias de Zé da Salina; lembrança das tradicionais ruas (Rua da Vara, Rua da Palha, Rua do Pescoço e Rua do Pau do Fuxico); a história da Lagoa da Espera e os currais de gado; as histórias de Milton Domingues; histórias dos vaqueiros; a importância do índios, dos negros e dos brancos na formação do distrito; as pinturas de João Pintor; a evolução e história da educação; os chafarizes e a água mineral da serra de Mutãs entre outras casos  temas.


                              Doação de livros do arqueólogo Willian Leal e de José Carlos Latinha 

                                                para Colégio Estadual do Campo de Mutãs






A prosa foi intercalada e animada com músicas interpretadas pelo brilhante artista Pedrão Sampaio.



O projeto de pesquisa tem o importante apoio do Museu do Alto Sertão da Bahia que visa ampliar o espaço de diálogo, de preservação, educativo,  de pesquisa, de valorização das culturas populares, de promoção do turismo e do desenvolvimento local.


A próxima roda de conversa será sobre a presença do índio em Mutãs, os aspectos históricos e arqueológicos da formação do distrito.

Viva a história e a memória da antiga Lagoa da Espera e do distrito de Mutãs. Parabéns aos pesquisadores e as personalidades envolvidas no projeto “Jirau de Memórias Mutanenses”.   

                               FOTOS HISTÓRICAS DE MUTÃS 

  
























 Fotos: Acervos do Blog do Latinha, das Famílias Barros e Prates e de Haroldo Barros. 

 

 



Nenhum comentário: