8 de out. de 2022

BAHIA ECONÔMICA: BAHIA MANTÉM SEGUNDO LUGAR EM INVESTIMENTOS, COM R$ 22,77 BILHÕES APLICADOS DESDE 2015

 

BAHIA MANTÉM SEGUNDO LUGAR EM INVESTIMENTOS, COM R$ 22,77 BILHÕES APLICADOS DESDE 2015

BAHIA ECONÔMICA

Os investimentos da Bahia entre janeiro de 2015 e agosto de 2022 somaram R$ 22,77 bilhões, valor que mantém o Estado em segundo lugar em âmbito nacional, atrás apenas de São Paulo, que chegou a R$ 64,14 bilhões no período.

O estado mais rico do país, no entanto, tem orçamento cinco vezes maior, o que na prática significa um investimento proporcionalmente mais expressivo pelo governo baiano.

O governador Rui Costa destacou os investimentos para garantir melhor qualidade de vida ao povo baiano. “Esse resultado é motivo de muito orgulho para o Estado. Ficamos felizes pela Bahia ser destaque nacional. Todos esses investimentos levam qualidade de vida aos baianos e baianas e, ao mesmo tempo, demonstram o nosso compromisso com um trabalho permanente que garanta uma gestão com responsabilidade e capacidade técnica de aplicar os recursos nas áreas fundamentais”.

De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), do total investido no período pela Bahia, o maior volume foi para as áreas sociais (Educação, Saúde e Segurança Pública), às quais foram destinados R$ 5,98 bilhões. Em seguida, vêm Urbanismo (R$ 5,44 bilhões), Transporte (R$ 3,82 bilhões), Saneamento (R$ 2,37 bilhões) e Agricultura (R$ 1,57 bilhão).

Os recursos investidos, ainda segundo a Sefaz-BA, se traduzem em ampliação da infraestrutura e do alcance dos serviços públicos, geração de empregos e renda e maior capacidade de atração de investimentos privados pelo Estado.

O ritmo dos investimentos vem se intensificando nos últimos anos. Em 2022, o total de R$ 4,78 bilhões investidos até agosto já supera em 16,1% os R$ 4,1 bilhões registrados em todo o ano passado. Este desempenho deve melhorar, considerando-se os investimentos do último quadrimestre, que compreende os meses de setembro a dezembro. O investimento de 2021, por sua vez, já havia sido 65,43% maior que o registrado no ano anterior.

Outros estados

Minas Gerais (R$ 17,57 bilhões), Rio de Janeiro (R$ 17,36 bilhões) e Ceará (R$ 16,74 bilhões) completam o ranking dos cinco estados que mais investiram entre 2015 e 2022 em valores liquidados, ou seja, efetivamente concretizados. Os totais investidos pelos estados brasileiros estão disponíveis no Siconfi – Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro, vinculado à Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Os investimentos do Estado da Bahia, de acordo com a Sefaz-BA, resultam de iniciativas voltadas para a preservação do equilíbrio fiscal, com destaque para a modernização do fisco, o combate à sonegação e o programa de Qualidade do Gasto Público, por meio do qual a Bahia contabilizou economia real de R$ 9 bilhões entre 2015 e 2021 nas despesas de custeio da máquina. Esta economia permitiu ao Estado destinar mais recursos diretamente ao atendimento das demandas da sociedade.

Nenhum comentário: