13 de out. de 2022

Bahia atrai dois novos complexos eólicos

 

Foto: Paula Fróes/GOVBA


Os municípios baianos de Ipirá, Itaberaba, Ibitiara e Novo Horizonte devem receber quase R$ 2 bilhões em investimentos privados durante a implantação de dois complexos eólicos e ampliações de duas unidades industriais. Protocolos de Intenções foram assinados com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), na última semana. A expectativa é que sejam promovidos aproximadamente 1 mil empregos nas regiões.

“A Bahia tem um grande potencial para atração de investimentos. De janeiro a setembro foram assinados 124 Protocolos de intenções com o Governo do Estado, com previsão de investimentos privados de R$ 38 bilhões. Os 39 empreendimentos instalados até o momento investiram R$ 1,7 bilhão e geraram mais de 5 mil empregos no estado. Entre os protocolos assinados temos mais duas usinas eólicas chegando no estado. Importante ressaltar que atualmente o Brasil é considerado internacionalmente como um dos melhores locais do mundo para a geração de energia eólica, solar e biomassa. A Bahia está entre os estados de maior potencial em todas essas fontes de energia renovável do país, além de ser líder na geração de energias eólica e solar”, destaca José Nunes, secretário de Desenvolvimento Econômico.

As Centrais Elétricas Carnaubal (CEC) vão implantar dois complexos eólicos nos municípios de Ibitiara e Novo Horizonte. De acordo com Carla Gonçalves, diretora Jurídica da CEC, esta celebração marca um avanço significativo para a continuidade do plano de desenvolvimento da empresa, que já atua na região há muitos anos, além de ampliar os benefícios que serão levados à comunidade local, nomeadamente em matéria de oportunidades de emprego e renda. “Vale ressaltar que a CEC é uma empresa do grupo econômico da CER, que já implantou mais de 350MW de projetos de energia eólica no Estado da Bahia, e segue firme no seu propósito de desenvolver novos projetos de energia renovável”, diz.

Em Ipirá, a Classe Couro Indústria de Artefatos de Couro vai destinar R$ 1,5 milhão para ampliar e modernizar a sua unidade industrial que fabrica bolsas, carteiras, acessórios, roupas e cintos e calçados, polainas e acessórios. A empresa vai promover 110 novos postos de trabalho entre diretos e indiretos, além de manter os 93 empregos já existentes. Estima-se que o incremento na capacidade de produção seja de 200 mil peças por ano.  

Em Itaberaba, a Indústria e Comércio de Café Flor da Chapada vai investir R$ 1 milhão na expansão e modernização da empresa que é destinada à produção de café torrado. Com as obras, a fábrica terá o incremento na capacidade de produção de 40 mil kg por ano, além de promover 32 empregos.

Ascom/SDE

Nenhum comentário: