13 de set. de 2022

BAHIA ECONÔMICA: ARTESANATO DA BAHIA GANHA MEMORIAL NA BARRA


ARTESANATO DA BAHIA GANHA MEMORIAL NA BARRA 

O Memorial do Artesanato Baiano será inaugurado com a exposição Maestrias do Artesanato Baiano, que reúne peças importantes e históricas de acervo e atuais de artesãs e artesãos baianos.

O novo espaço cultural de Salvador, situado no 1° andar da Sede da Coordenação de Fomento ao Artesanato, no Largo do Porto da Barra, 2 – Barra, estará aberto a partir da quarta-feira (14/09), das 9h às 16h.  

A exposição ocupará duas salas: a principal com peças de acervo e, em anexo, uma galeria pop-up para a venda de uma seleção de produtos artesanais, com técnicas diversas. A iniciativa é da Coordenação de Fomento ao Artesanato da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Setre/CFA, em parceria com a Associação Fábrica Cultural.  

Nos dois ambientes, o público terá a oportunidade de conhecer criações de mestres consagrados, artesãs e artesãos de grande parte da Bahia. Um dos destaques é a diversidade das peças de cerâmica que vão desde peças clássicas do barro de Maragogipinho à cerâmica contemporânea. 

A criação do Memorial tem como principal proposta a valorização do conhecimento e sabedoria que permeia os fazeres artesanais, passados de geração para geração, trazendo sempre beleza e cultura para o nosso cotidiano. As peças do acervo representam um pouco deste universo do Artesanato da Bahia, evocando habilidades e técnicas que recebemos da ancestralidade. 

“A inauguração do Memorial do Artesanato Baiano propiciará a visibilidade de um acervo composto por décadas de história e formado pelos mais belos produtos artesanais. Um espaço importante para manter preservado o acervo, a memória e a história do Artesanato baiano, que contará com uma programação composta por exposições, oficinas e cursos, além de se constituir num espaço permanente de formação, informação sobre a produção artesanal da Bahia, com destaque para nossos Mestres e Mestras”, afirma Ângela Guimarães. Coordenadora de Fomento ao Artesanato da Setre. 

O curador Rodrigo Lyra selecionou peças representativas de cada tipologia, como barro, madeira, ferros e metais, entre outras.  São objetos de mestres como Louco, Alentícia e Pedro Santos (Cachoeira), Gerard (Barra), David (Itabuna) e JC (Lençóis). As artesãs e artesãos da Associação de Artesãos de Rio de Contas participam com o crivo rústico e de Morro do Chapéu com os fuxicos. 

Nenhum comentário: