24 de mai. de 2022

ASSEMBLEIA LANÇA NOVA EDIÇÃO DE LIVRO SOBRE A HISTÓRIA DA REPÚBLICA NA BAHIA

 

                    O evento foi realizado no Saguão Nestor Duarte da Assembleia Legislativa da Bahia
                                                                    Foto: JulianaAndrade/AgênciaALBA

Com as presenças dos senadores Otto Alencar e Angelo Coronel, entre outras autoridades, a Assembleia Legislativa lançou na manhã dessa segunda-feira (23) a terceira edição do livro “Bahia de Todos os Fatos – Cenas da Vida Republicana, 1989-1991”, originalmente impresso em 1997. Trata-se do maior sucesso de público entre os cerca de 350 livros lançados pelo Legislativo em pouco mais de duas décadas, que tinha as edições anteriores completamente esgotadas.

Em sua fala, o presidente Adolfo Menezes fez justiça ao empenho da deputada Ivana Bastos que persuadiu o então presidente Nelson Leal a reeditar o livro, só não lançado dois anos atrás pela eclosão da pandemia que exigiu providências extremas para combater a Covid-19. Ele reafirmou o seu apoio ao programa editorial inaugurado na gestão do então presidente Antonio Honorato e defendeu o conhecimento da história como instrumento para que “ela não se repita, como farsa ou tragédia, pois sempre se aprende com os erros pretéritos”.


PERENIDADE


Para ele, “Bahia de Todos os Fatos” é um trabalho perene que permanecerá sendo procurado, fazendo sucesso porque retrata de forma leve e clara os principais fatos da República na Bahia, bem como os mais diversos personagens da vida política, econômica, social e cultural deste período “Então, para mim, é uma honra estar na presidência da ALBA no lançamento da terceira edição deste livro”, afirmou, acrescentando ainda que, “quando for necessário, a Assembleia lançará uma quarta edição da obra”.

Inspirador do livro quando na presidência da ALBA, o senador Otto Alencar agradeceu aos colabores da época, citando os o superintendente Luís Humberto e o diretor Geraldo Mascarenhas – este coordenador do trabalho com o apoio dos professores Fábio Paes e Maíta Andrade – responsável pela pesquisa, seleção, redação final, organização e revisão da obra que levou pesquisadores a vasculhar arquivos, ler milhares de jornais, revistas e documentos de época para definir textos, fotografias, caricaturas e outras ilustrações presentes em “Bahia de Todos os Fatos”. Geraldo liderou o grupo de servidores, estagiários e colaboradores externos, como caricaturistas e historiadores que em apenas dez meses concluiu a obra – acompanhada de perto pelo presidente.

O senador baiano falou sobre o seu apreço pela leitura, do seu apego aos livros e interesse pela história desde a infância. Apreciador do extraordinário intelectual e homem público que foi Darcy Ribeiro, contou que o projeto foi inspirado num livro dele, chamado “Aos trancos e barrancos – como o Brasil deu no que deu” – que expõe fatos da história nacional também de forma cronológica em verbetes. Segundo Otto, o livro contribuiu muito para que ele conhecesse fatos e personagens desse importante período: “Embora seja da Chapada Diamantina, por exemplo, conhecia pouco da história do Coronel Horácio de Matos, que ganhou todas as lutas que participou, embora não tenha provocado nenhuma delas”, que discorreu sobre fatos como a Guerra de Canudos, a Coluna Prestes e o combate que lhe deu Matos”.

Primeira a discursar no evento, Ivana Bastos destacou a importância da história para compreender o momento presente. “Nossa história é construída por memórias, vivências e fatos do nosso passado que estamos tentando entender para projetarmos nosso futuro”, afirmou a deputada. Ela contou que, ao saber que só existia um exemplar tombado na Biblioteca do Legislativo, procurou o então presidente da Assembleia, deputado Nelson Leal, para que a Casa reeditasse a obra através do programa ALBA Cultural.

“Essa publicação, que traz diversos aspectos pitorescos de nossa trajetória, é um verdadeiro banco de dados com informações de cunho político, econômico, social e cultural que todo baiano e baiana deveria conhecer”, afirmou. Segundo ela, apesar de ter sido realizada em dez meses, a publicação se baseia numa pesquisa cuidadosa de “modo a trazer com clareza elementos significativos da história da Bahia”.

Também prestigiaram o lançamento da icônica obra o presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Geraldo Júnior; o secretário estadual Infraestrutura, Marcus Cavalcanti; o conselheiro do TCM, Nelson Pelegrino; o deputado federal Otto Alencar Filho; os deputados estaduais Rosemberg Pinto, Osni Cardoso, Diego Coronel e Eduardo Alencar; dirigentes de órgãos públicos, além de prefeitos e representantes da Polícia Militar, entre outras autoridades.

Nenhum comentário: