Eleições 2020: Três candidatos em Guanambi? E a terceira força?


As eleições municipais de 2020 na centenária Guanambi se aproxima, e as articulações políticas vão ganhando força na capital do comércio regional. Os tradicionais grupos políticos identificados como “jacú e carcará”, formados nos idos dos anos de 1960 e 1970 em pleno regime militar pela UDN, ARENA e MDB, nas décadas seguintes com a abertura democrática sofreu uma metamorfose com a ampliação da participação popular na política com o (re)surgimento de velhos/novos partidos: PMDB, PFL, PP, PL, PT, PSDB, PDT, PV, PROS, PC do B, PSOL, PSD, REDE e outros que por interesses diversos se classificam como de direita, de esquerda ou de centro.
Falar de política em Guanambi nesses 100 anos nos faz lembrar nomes importantes de intendentes e prefeitos: Jonas Rodrigues, Joaquim Fernandes, Gileno Donato, Dr.José Humberto, Binha Teixeira, Nilo Coelho, Sizalta Donato, Dr.Ariovaldo Boa Sorte, Charles Fernandes, Jairo Magalhães, e outros nomes do passado. No presente, a eleição que marca o início do segundo século de vida de Guanambi já tem alguns atores que pretendem governar a capital do algodão.
Em um possível confronto entre Jairo Magalhães e Nilo Coelho, o atual prefeito enquanto candidato da base do governo do estado e com o apoio dos deputados federal Charles Fernandes e estadual Ivana Bastos é o favorito à reeleição, visto que o ex-governador e ex-prefeito Nilo Coelho encontra dificuldades com a juventude e nas camadas de baixa renda que ver nas suas costas a sombra de Bolsonaro que já disse para que veio com ameaças à educação, moradia, saúde e os inúmeros projetos sociais dos governos de esquerda, e que não convém a direita, conforme apontam alguns especialistas ouvidos pela reportagem.
Jairo Magalhães do PSB não é um candidato nato da esquerda, embora tenha o apoio do governador Rui Costa, por isso ganha força uma terceira candidatura, também da base do governo, uma candidatura própria do Partido dos Trabalhadores de Guanambi. Não será a primeira, pois em outros tempos a professora Dete, Toninho Rocon e Dr.Rui Azevedo já concorreram à prefeitura de Guanambi pelo PT. E para as próximas eleições cresce a disposição do partido em ter uma candidatura própria, e o nome mais ventilado é da suplente de deputado Valda ACS, que obteve mais de 23 mil votos na última eleição, e atualmente exerce forte influência como Vice-presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (C0NACS), que representa quase 500 mil profissionais de saúde do país, e que agora fortalece o PT guanambiense, e se mostra disposta a ser a segunda mulher a governar o município. Nesta semana, ela foi recebida pelo governador Rui Costa com muito entusiasmo e pedidos para crescer o PT em Guanambi. Tem também o apoio do Dep. Federal Jorge Solla do PT que vem tendo papel de destaque na Câmara dos Deputados. As pretensões do partido assustam os mais otimistas, visto que, o legado das ações dos governos federal e estadual do PT em Guanambi e região são vistos e sentidos pela população por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, Bolsa Família, FIES, PROUNI, adutora do São Francisco, Luz para Todos, ônibus escolares, salário educação, energia eólica, agricultura familiar, policlínicas, SAC, e muitas outras ações.
Os mais pessimistas não acreditam em uma vitória inédita do PT em Guanambi, mas uma possível candidatura pode dividir a base governista, e ajudar na realização do “sonho”, cada vez mais distante, de Nilo Coelho ressuscitar na política do município. Mas, as pretensões do PT vão além da candidatura majoritária, e já se fala em lançar o máximo de candidatos a vereador na tentativa de eleger ao menos três vereadores. Entre os mais cotados aparecem o já vereador Rafael Macedo, o seu suplente, radialista Superbené, Latinha que tem a promessa de filiar e sair candidato pelo PT, Dori Lobo, Roberto Fernandes, Gileno de Ceraíma, Pastor Marivaldo, Carla Albuquerque, Paulo César dos Correios, Prof. José Alves da UNEB, Noel “Maqueiro”, e ainda um representante dos Agentes Comunitários de Saúde e outros candidatos advindos dos movimentos sociais. E outros nomes de forte influência já ventilam sua filiação na estrela vermelha, e o nome do presidente da Câmara de Vereadores Zaqueu Rodrigues pode ser a próxima surpresa, e o ex-vereador Latinha.
Nessa semana, o PT está discutindo a sua nova diretoria para as eleições que acontecerão no dia 8 de setembro, e o discurso de autonomia do partido é defendido por todos que almejam a presidência: Prof. José Alves (reeleição), Dori Lobo, Pastor Viana e Léo do PT. Tudo caminha para uma chapa de consenso por esses dias. A plateia está posta aguardando os próximos capítulos da “novela” política dos 101 anos de Guanambi.

Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog