A DESCOBERTA DE NOVOS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS EM GUANAMBI E A EXPEDIÇÃO NO PARQUE ECOTURÍSTICO DO POÇO DO MAGRO

Nos dias 10, 11 e 12 de agosto de 2017, o Geógrafo e Arqueólogo Magno Augusto Coelho Santos, Antônio Wilson Lélis Costa – Codevasf – Escritório de Guanambi e José Carlos Lélis Costa ‘Latinha” – TV Latinha e Blog do Latinha percorreram todo o entorno da Barragem do Poço do Magro fazendo um trabalho de pesquisa, exploração e estudo do patrimônio arqueológico de Guanambi e o potencial de turismo da área, através de solicitação da Codevasf.

A ciência arqueológica busca estudar o valor histórico do objeto ou sítio arqueológico realizado por um determinado grupo humano do passado.

A presença do homem pré-histórico em Guanambi está retratado no Sítio Arqueológico da Toca do Índio através das inscrições rupestres e dos diversos vestígios de cerâmicas e artefatos líticos da pedra lascada. Também estão registrados na revista Integração os mistérios dos dinossauros enterrados em Guanambi, conforme estudos feitos pela arqueóloga e professora Maria Beltrão, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Segundo Beltrão,toda a região do vale do Rio das Rãs forma um imenso cemitério de animais pré-históricos. Por todo lado, há marcas dos dinossauros”.

Percorremos as áreas da Barragem do Poço do Magro, o vertedouro, os diques 1, 2, 3, 4, e 5, a área histórica do culto ao candomblé, a Toca do Índio, ao Lajedo e o Túmulo de Leocádia, as diversas ilhas formadas na barragem, o Morro Pelado, a Pedra da Tartaruga, a Pedra do Cogumelo, os loteamentos e sítios de lazer, o Riachão, a área da antiga barragem da piracema feita pela CERB, a BR-122 na saída para Candiba, a região do Pau de Colher, entre outras pedras e áreas do entorno do Parque Ecoturístico do Poço do Magro.

A surpresa da expedição ficou por conta da sensibilidade profissional do arqueólogo Magno Santos que descobriu mais dois sítios arqueológicos em Guanambi. São sítios arqueológicos de extraordinária beleza natural com representações gráficas rupestres, salões e diversas grutas, paisagens lindas com plantas nativas do sertão, pôr do sol lindíssimo, sítios notáveis com a presença de vestígios líticos, fragmentos de cerâmica e outros traços do período pré-histórico.

TÚMULO E LAJEDO DA LEOCÁDIA 

  

VISTA PANORÂMICA DA BARRAGEM DO POÇO DO MAGRO



SÍTIO ARQUEOLÓGICO DA PEDRA DO ÍNDIO



PROJETO PARQUE ECOTURÍSTICO DO POÇO DO MAGRO


O sítio localizado nas proximidades da barragem do Poço do Magro recebeu o nome simbólico de o JARDIM SUSPENSO DA BABILÔNIA DE GUANAMBI pela sua beleza exuberante e uma vista extraordinária de toda da barragem e de Guanambi.

SÍTIO ARQUEOLÓGICO "JARDIM SUSPENSO DA BABILÔNIA " EM GUANAMBI 




  








































MORRO PELADO



O Morro Pelado também expressa uma vista belíssima de vários ângulos da barragem, de Guanambi e da Pedra Grande na região do Baixio. Também abriga diversas grutas e a presença de animais da fauna regional como gato do mato, morcego e onça. A flora nativa do sertão é extensa com diversos cactos e até a barriguda que está em extinção.

No Morro da Tartaruga avistamos gaviões e micos, bem com um lindo pôr do sol.

MORRO DA TARTARUGA





Seguindo as orientações do arqueólogo Magno Santos, no dia 13, visitamos os Sítios Casa Nova e São José que ficam localizados em Guanambi na Avenida Governador Waldir Pires onde localizamos mais um Sítio Arqueológico em Guanambi.

MAIS UM SÍTIO ARQUEOLÓGICO EM GUANAMBI












 

A área é formada pelo conjunto de diversas pedras formando uma verdadeira praça de pedras e árvores nativas como os juazeiros e três centenárias aroeiras - plantas nativas do sertão.

A tristeza ficou por conta do vandalismo com as pichações nas áreas das inscrições rupestres e descarte de lixos, sendo que no último sítio localizado praticamente foi todo coberto por pichações – um sítio arqueológico de milhares de anos destruídos pelos trogloditas da atualidade.

PEDRA DO COGUMELO









SÍTIO ARQUEOLÓGICO NA BR-122






















A necessidade de registar e ampliar as pesquisas sobre esses novos sítios, bem como estabelecer os aspectos legais de tombamento, gestão e preservação dos sítios arqueológicos de pinturas e gravuras rupestres de Guanambi.

O trabalho de pesquisa continua pois receberemos a visita de profissionais e arqueólogos visando ampliar as pesquisas, estudos e escavações nos sítios arqueológicos de Guanambi.

As informações também serão repassadas aos órgãos responsáveis pela proteção e preservação do patrimônio arqueológico da Bahia e do Brasil – o IPAC – Instituto de Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia e o IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico Nacional.

Nos 98 anos de comemoração do aniversário de emancipação política da cidade, a TV Latinha e o Blog do Latinha oferece a sua contribuição no processo de preservação e proteção do meio ambiente e do patrimônio histórico da cidade. Viva Guanambi e obrigado ao arqueólogo Magno Santos pelo profissionalismo e a sensibilidade nos novos achados pré-históricos. 
Share:

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog