8 de dez. de 2022

Experiências exitosas de cooperativas da agricultura familiar são conhecidas por delegação do Paraguai

As experiências exitosas de cooperativas da agricultura familiar do Semiárido baiano, apoiadas pelo Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, foram apresentadas, nesta quarta-feira (08) e quinta-feira (09), a produtores e uma equipe do Ministério da Agricultura do Paraguai.

O grupo conheceu a sede Cooperativa de Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju), situada no município de Ribeira do Pombal, que processa e comercializa amêndoas de castanhas-de-caju e pastas de amêndoa de castanha-de-caju.









A Cooperativa recebeu cerca de R$ 5,3 milhões aplicados na aquisição de equipamentos e máquinas, implantação de sistema de geração de energia solar fotovoltaico, e a construção de uma unidade de processamento do Líquido da Castanha de Caju (LCC), que visa à diminuição dos impactos ambientais. Foram realizados investimentos ainda no desenvolvimento de rótulos e embalagens para os produtos, na assessoria para a obtenção da certificação orgânica e na prestação do serviço de assistência técnica e extensão rural (ATER).

A experiência da Cooperativa dos Apicultores de Ribeira do Pombal (Cooarp) também foi apresentada. A Cooarp recebe investimentos de mais de R$ 3,4 milhões para ampliação e reforma da unidade de beneficiamento, adequação do entreposto, aquisição de equipamentos apícolas, construção de uma nova unidade de beneficiamento de mel, além de assistência técnica e apoio à gestão.

“Trocamos experiências e levamos o grupo para conhecer experiências do Bahia Produtiva no território de identidade Semiárido Nordeste II, para que eles possam replicar ou adaptar. Esperamos ter contribuído para o sucesso do projeto deles”, explicou o coordenador de ATER do Bahia Produtiva, Wecsley Ferraz.

O coordenador de Inteligência de Mercado do Projeto Bahia Produtiva, Aldir Parisi, destacou que nessa visita técnica foi possível observar grandes avanços nas duas organizações. “Há uma melhoria enorme dessas organizações, tanto na base produtiva com ATER quanto nas unidades de beneficiamento, trazendo resultados que se traduzem no faturamento com as vendas dos produtos”.

A delegação do Paraguai foi representada pela coordenadora do Projeto de Inserção aos Mercados Agrícolas do Ministério da Agricultura do Paraguai, Bettyna Elianne Levy Basualdo. “Estamos aqui vivendo a experiência de projeto Bahia Produtiva, sua execução, implementação e as boas experiências. A ideia é que nosso país possa incorporar as ações implementadas, as boas experiências e as lições aprendidas no projeto financiado pelo Banco Mundial, com objetivos muito similares ao Bahia Produtiva”. Ela ressaltou ainda que assim como a Bahia, é importante investir não só na parte produtiva, mas também ter a visão comercial, para gerar renda e mudar a vida dos pequenos produtores.  



Assessoria de Comunicação SDR/CAR 

Nenhum comentário: