3 de abr. de 2022

Lula, na Bahia: Brasil vive retrocessos desde a saída do PT do poder

    PT NACIONAL

“Durante os 13 anos que o PT governou o país, o gás de cozinha não subiu na Petrobras. Hoje, as pessoas não podem pagar 10% do salário mínimo num botijão de gás”, afirmou Lula, na Bahia


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lembrou hoje (31), em Salvador (BA), dos retrocessos nas políticas sociais que o Brasil teve depois que os governos petistas deixaram o poder. Houve, por exemplo, perda de direitos e defasagem salarial, com reajustes incapazes de recompor o impacto da inflação nos preços.

Mais pobres, muitas pessoas não conseguem comprar comida e passam fome. Nos tempos do PT, quando o Brasil saiu do Mapa da Fome, 90% das categorias organizadas tinham reajustes salariais acima da inflação, o que assegurava a manutenção do poder de compra e dignidade para as pessoas mais pobres.

Atualmente, a inflação bate recorde e uma das razões é a alta constante dos combustíveis. Lula afirmou que a causa, diferentemente do que diz o governo, não é a guerra na Ucrânia. “Ninguém deve acreditar que a gasolina está cara por causa da guerra na Ucrânia. Ninguém deve acreditar quando o presidente diz que, se pudesse, dava um murro na mesa e consertava o preço. Ele está mentindo. Ele pode consertar. É só reunir o conselho de Administração, o Conselho Nacional de política energética e dizer que não quer preço dolarizado”, afirmou.

Lula lembrou que o Brasil é autossuficiente na produção de petróleo e também poderia ser em derivados e exportar gasolina, se as refinarias iniciadas nos governos petistas tivessem sido concluídas e se não tivessem tantas empresas no Brasil – 392 – importando o combustível.  “Não é pela guerra, é pela falta de capacidade do presidente da República, que não sabe governar. A única coisa que ele sabe fazer é fake news, é contar sete mentiras por dia, e o Brasil não suporta sete mentiras por dia”, disse em cerimônia de lançamento da pré-candidatura de Jerônimo Rodrigues (PT) ao governo da Bahia.

Gás perto de 10% do salário mínimo


O ex-presidente também abordou o preço de gás, que subiu muito nos últimos seis anos chegando hoje a R$ 120, R$ 150 em algumas localidades. “Durante os 13 anos que o PT governou o país, o gás de cozinha não subiu na Petrobras. Hoje, as pessoas não podem pagar 10% do salário mínimo num botijão de gás. O botijão deveria ser distribuído e fazer parte da cesta básica porquê é uma coisa necessária para as mulheres pobres desse país. As pessoas estão se queimando porquê estão voltando a cozinhar com lenha, sem ter fogão a lenha”.

Para lula, é preciso provar que o Brasil não pode ser assim, que a juventude não pode perder a esperança, que as mulheres tenham certeza de que seus filhos serão cuidados com carinho, que os trabalhadores terão emprego e salário digno e que as florestas serão preservadas. “Os grosseiros ignorantes precisam saber que é mais útil para o Brasil ter uma árvore de pé do que cortar para plantar um pé de milho. Não é possível tanta ignorância”, afirmou.

Do site Lula.com.br

Nenhum comentário: