7 de mar. de 2022

AUTORREFORMA FOI PONTO CENTRAL DE DISCUSSÃO DO CONGRESSO DO PSB BAHIA NESTE SÁBADO (5)

 

Ato foi realizado na sede da UPB e elegeu componentes da Comissão Provisória, que agora passa a ser Diretório Estadual. 


A Autorreforma como processo de crescimento e construção do Novo Programa de Partido, com a retomada da ideia de projeto nacional de desenvolvimento, foi o ponto principal de discussão do Congresso Estadual do PSB Bahia, realizado neste sábado (5), na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), em Salvador.

O evento contou com a presença da presidente estadual, deputada federal Lídice da Mata, do integrante da Executiva Nacional, Domingos Leonelli, de dirigentes da legenda, deputados (as), prefeitos (as), vice-prefeitos (as), integrantes e militância socialista de diversos municípios baianos. A mediação foi feita pelo secretário geral de Salvador, Fábio Lima.

O ato teve como objetivo eleger o diretório estadual dos Conselhos de Ética e Disciplina Partidária e Fiscal, bem como a escolha dos (as) delegados (as) do PSB baiano para o Congresso Nacional da legenda, que será realizado em Brasília, no final de abril.

A deputada federal Lídice da Mata iniciou os trabalhos, em ato realizado no formato híbrido, presencial, e virtual com transmissão via Facebook do PSB Bahia, e passou a palavra para Domingos Leonelli, que contextualizou o processo histórico de produção industrial e do capitalismo na história política do Brasil, até a construção das cinco teses da Autorreforma do PSB, como processo de autocrítica e de “revolução na retomada do projeto nacional de desenvolvimento, juntamente com a Economia Criativa”.

Em sua abordagem, Leonelli, que também é coordenador do site Socialismo Criativo, destacou pontos importantes como o projeto econômico, biotecnológico e sustentável da Amazônia 4.0. Ele também advertiu sobre a necessidade de “reforma profunda” na política e tributária, nesse processo de reinvenção do partido, onde estão contidas 442 teses, divididas em cinco eixos temáticos.

Contribuições

A deputada estadual Fabiola Mansur ratificou a importância de unificar as forças, neste momento e cenário político, seguindo as teses como “bússola” para o combate ao retrocesso. “O nosso partido foi o único que decidiu fazer uma autocrítica. As teses da Autorreforma vão ser a bússola para proteger a democracia e unificar as forças para combater o retrocesso. Precisamos defender a igualdade e a paridade entre gêneros, na luta antimachiista, antirracista e pelo março Mulher. Com um destaque na defesa dos movimentos sociais, porque é a militância que faz o partido. Nós só enfrentaremos os desafios, aprofundando a política. Quero saudar esse momento de debate e aprofundamento da democracia, na tarefa contra o retrocesso, de paridade e da unidade para crescer o país. Vamos defender as teses e representar o nosso partido”, disse Mansur.

Em sua fala, o deputado estadual Angelo Almeida realçou a força do PSB na Bahia e citou quadros nacionais como Marcelo Freixo e Flavio Dino, “que vieram para o partido e, hoje, retratam essa força. E figuras representativas, como Domingos Leonelli e a deputada Lidice da Mata, que fazem parte dessa construção histórica de crescimento do partido na Bahia”.

Compondo a mesa do debate, o prefeito de Irecê, Elmo Vaz, sugeriu um encontro a nível nacional de prefeitos (a) socialistas para exporem suas contribuições, baseadas nas dificuldades e nos cases de sucesso das gestões. Entre as indagações apresentadas por ele, estão a preocupação com o “projeto de desmantelamento do SUS para o avanço do setor privado. E a possibilidade de o PSB encarar uma discussão onde a Atenção Básica levasse em consideração que atendimento psicológico, nutricional e de assistência social é básico, não especialidade. E a outra questão, é como um município pode tocar um projeto de esporte, cultura e lazer sem um mínimo de repasse do governo federal?”, questionou.

O vice-prefeito de ilhéus e suplente de senador, Bebeto Galvão, fez uma reflexão da fala de Leonelli sobre a Autorreforma. “O partido com a característica do nosso, com 74 anos de existência, que modulou a sua história, assentado nas lutas sociais, democráticas, não poderia ter outro caminho. Uma visão contemporânea, se não o de se desafiar a repensar a sua estratégia programática, a repensar o seu caminho, sobretudo no governo de crise que estamos vivendo. É caro para o partido de esquerda, ser de esquerda e ter a compreensão de se autorreformar e de fazer uma autocrítica permanente e é isso que nós estamos a fazer”, avaliou.

Questões políticas

A deputada federal Lidice da mata comentou sobre o cenário político atual e informou que a chapa ainda não foi constituída, pois não tem a definição de candidato. O que se confirma, até o momento, com a saída de Jaques Wagner, é a proposta de substituição com Otto Alencar e o governador Rui Costa entra para o Senado. O partido segue com o apoio nacional ao presidente Lula.

Debate com inscrições e votação de propostas 

Zulu Araújo, presidente da Fundação Pedro Calmon (FPC), apresentou um documento composto por diversas contribuições da área cultural e denunciou os desmantelamentos e ataques do governo federal à cultura, desde a pandemia de coronavírus. Além disso, ressaltou o trabalho da deputada federal Lidice da Mata que tem sido a parlamentar baiana que mais contribuiu com emendas para área cultural.

Luciana Cruz, secretária estadual de Mulheres reforçou o papel dos segmentos, na força representativa em cada um dos municípios.

Josiel, militante do partido em Santa Luz, direcionou uma pergunta para Leonelli. “Como vai fazer parar mudar a educação base, se as escolas particulares definem isso?” Além disso, comentou sobre o fortalecimento do Sistema Único de Saúde e a reforma política.

João Pedro, quadro político de Palmas de Monte Alto, lembrou que é necessário “que carreguemos a bandeira do PSB nas casas de todos os municípios. Temos uma identidade”, tonificou.

Tiago brasileiro, representante do movimento de Meio Ambiente, apresentou o manifesto do segmento, que trata sobre as emergências climáticas e a defesa de ações e projetos que visam a preservação ambiental. Em nome do movimento, ele propôs a criação do segmento de Meio Ambiente Socialista no diretório estadual do PSB.

Bruno Araújo, da Juventude Socialista Brasileira, sugestionou a criação de um programa da juventude de empoderamento e fortalecimento das candidaturas jovens em todos os segmentos.

Aroldo, militante de Itiúba, defendeu a luta pelas causas identitárias e pelo fortalecimento do movimento negro.

Zé Carlos, presidente do PSB de Vitória da Conquista, destacou importância da Autorreforma e do futuro do Brasil e discutiu sobre a questão do mundo do trabalho e das desigualdades sociais.

Roberto Tourinho, presidente do PSB de Feira de Santana, informou que alinhou, junto aos delegados (as) municipais, a concordância com as mudanças da Autorreforma e nas decisões do diretório estadual.

Marrom Maneiro, secretário da Negritude Socialista Brasileira de Salvador, reforçou sobre o papel de fortalecimento dos segmentos no processo de crescimento do partido com a Autorreforma.

Reginaldo, vice- prestemente da CTB Bahia, destacou que, “em um momento como esse, de necessidade de fortalecimento da economia, o PSB aponta uma autorreforma consequente para o País”. E evidenciou a necessidade da revogação da reforma trabalhista e da emenda 95. “O PSB aponta a necessidade de defesa para o crescimento dos empregos e contra o genocídio da juventude negra”.

Júnior Gonçalves, integrante do PSB de Lauro de Freitas, avaliou este como sendo o mais importante congresso dos últimos anos, por causa da discussão da Autorreforma e da autocrítica do partido.

Onã Rudá, secretário estadual do Segmento LGBT, eleito, e filiado ao PSB recentemente, sublinhou que “o PSB trouxe pra si o debate de como superar o momento crítico e político do País, analisando formas de desenvolvimento com a Autorreforma”.

Cristina Gonçalves, representante do segmento PSB Inclusão, comemorou a inserção de 80% das propostas do segmento que foram acolhidas na Autorreforma e informou que a população baiana com deficiência corresponde a 25%.

Roquelina Magnólia, coordenadora de Mobilização Política do PSB Inclusão, reforçou sobre a importância de profissionalização da juventude com deficiência de forma igualitária.

Fidel Marx, representante da Federação dos Agricultores e Agricultoras Familiares Rurais (FAFER), leu a carta dos trabalhadores e trabalhadoras do campo direcionada para o PSB com a sugestão de criação da pasta Agrária no PSB Bahia, com a Secretaria Agrária do partido.

De Comissão Provisória a Diretório Estadual

De acordo com o secretário Fábio Lima, o PSB da Bahia se constituía como comissão provisória e, nesta eleição, passa a ser Diretório Estadual com mandato de três anos, eleito por delegados de diversos municípios do estado,  tendo a participação de mais de 150 cidades das diversas regiões da Bahia.

Eleição da Chapa

A deputada federal conduziu o ato e a leitura do regimento foi feita pelo vice-presidente do PSB eleito, Rodrigo Hita. O acompanhamento da apuração dos votos foi feito por Fábio Lima.

Membros eleitos na Executiva Estadual:

Lídice da Mata – presidente estadual;
Rodrigo Hita – vice-presidente;
Fabíola Mansur – 2ª vice-presidente;
Angelo Almeida – 3º vice-presidente;
Bebeto Galvão, secretário-geral;
Antonio Tramm – Tesoureiro;
Emerson – 2º Tesoureiro;
Alisson Gonçalves – 1º Secretário;
Claudemir Nonato (PIG) – 2º Secretário;
Beto – Secretaria Especial;
Elmo Vaz – Secretaria Especial;
Selma Pereira – Secretaria Especial;
Zé Carlos – Secretaria Especial;
João Carlos – Secretaria Especial;
Silvio Humberto – Secretaria Especial;
Domingos Leonelli – Secretaria Especial;
Keila Reis – Secretaria Especial;
Cássia Magalhães – Secretaria Especial;
Fábio Lima – Integrante da Executiva Estadual;
Jadson Alves – Inclusã;
André Lima Alves – Sindical;
Luciana Cruz – Mulheres;
Lázaro – MPS;
Durval Azevedo – NBS;
Luiz Henrique – JSB;
Onã Rudá – LGBTQIA+;

Membros do Diretório:

Arnaldinho Oliveira, Dailton Filho, Wilson Cardoso, Leandro Dantas, João Pedro, Samuel Nonato, Cristina, Geo Galego, Adnailton, Fátima Trabuco, Fidel Marx, Samara, Vitor Gantois, Cesar Porto, Carlucho, Solange Aquino, Roberto Tourinho, Edvaldo Mendes (Zulu), Ananias, Claiton Lins, Diego Batista, Debora Cabral, Dirceu Regis e Everaldo Braga.

Ao final do ato, foi realizado o ato de filiação de Marizete Santiago, Nilo e Sônia Regiba, junto aos novos filiados de Salvador Elisson Gomes e Onã Rudá

 

Coordenação de Comunicação do PSB Bahia
Cássia Bandeira
Jornalista – DRT: 5210/BA

 

 

Nenhum comentário: