A luta ideológica e as calúnias via internet contra o ex-vereador Latinha



Nos tempos das redes sociais e da internet, o ser humano tem a liberdade de expressar sua opinião e divergir do pensamento de qualquer pessoa, mas usar as redes sociais  como meio de agressões, calúnias, injúrias e difamações pode levar o agressor a responder criminalmente e ser condenado a indenizar a vítima pelos danos causados  (morais e materiais). 

As agressões e calúnias usadas contra o ex-vereador Latinha não tem nenhum fundamento e o objetivo é atingir uma liderança política que tem uma trajetória de vida dedicada ao povo guanambiense e ao brasileiro. 

Resumo da história  de José Carlos Lélis Costa "Latinha"

José Carlos Lelis Costa iniciou a sua militância aos 13 anos, no período da ditadura militar, em 1974. Participou ativamente do movimento estudantil e das lutas pelas liberdades democráticas, através do Centro Estudantil de Guanambi – CEG e Residência dos Estudantes de Guanambi – REG em Salvador. Em 1976, foi estudar em Salvador e teve uma participação ativa na reorganização do movimento secundarista estadual e nacional, contribuindo com a organização da CIVUB – Confederação Interiorana de Vestibulandos da Bahia, bem como com a reorganização da UBES – União Brasileira de Estudantes Secundarista, UNE – União Nacional de Estudantes e UEB – União dos Estudantes da Bahia.

Em 1979, ingressa clandestinamente ao PCdoB – Partido Comunista do Brasil com uma trajetória de fidelidade e grande sacrifício na organização partidária. EM 1981, desloca-se para a cidade de Vitória da Conquista com o objetivo de contribuir com a organização do PCdoB e passar a ser uma referência política e sindical, assumindo a presidência da AFUS – Associação dos Funcionários da UESB – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. 
Em 1993 retorna a sua cidade natal Guanambi e se elege vereador em 1996. Na trajetória de vida política no PCdoB foi reeleito vereador por 3 (três) mandatos e suplentes de vereador por duas vezes. Também foi reeleito presidente da UVERMIG – União de Vereadores da Microrregião de Guanambi. Uma trajetória de mais de 45 anos de militância e 40 anos de dedicação e fidelidade ao Partido Comunista do Brasil – PCdoB, participando ativamente do Diretório Municipal de Guanambi e de todas as instâncias partidárias (reuniões da direção local, congressos, cursos de formação legislativa, encontros estaduais e nacionais).

Durante os 17 anos que José Carlos Lélis Costa “Latinha” atuou como Vereador e Suplente de Vereador, as iniciativas de seus mandatos tiveram sempre o objetivo de cumprir as funções parlamentares, seja no apoio e encaminhamentos das reivindicações populares, na fiscalização do Poder Executivo ou na elaboração de Leis, afim de garantir e ampliar os direitos populares e colaborar para a elevação da consciência política do povo e para a formação de uma sociedade mais justa. A principal marca da sua atuação é a dedicação e o trabalho feito com ética, coerência e combatividade a serviço da população, através de um mandato propositivo com diversas iniciativas e ações voltadas para o desenvolvimento econômico e social de Guanambi e região.

Na atualidade, é ex-presidente da Ong Prisma, militante ativo nas lutas ambientais e participa do Conselho da Cidade, Presidente do Conselho Municipal de Cultura e membro do Fórum Municipal de Educação. Tem uma atuação firme em defesa da democracia e na luta pela liberdade do ex-presidente Lula.

Portanto, o objetivo das agressões é atingir uma liderança que tem o respeito das diversas forças políticas e da sociedade de Guanambi. O livro que será publicado, através do edital, é extamente um resgate sobre a resistência a ditadura militar no Brasil.

O agressor está mal informado ou não leu o diário oficial da Prefeitura Municipal de Guanambi, tendo em vista que fez acusações graves sobre o Edital Nº 02/2019 da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, que versa sobre o incentivo as atividades culturais.

Edital de Apoio a Projetos Artísticos Culturais  

Mais de 55 projetos foram inscritos e avaliados para quatro categorias, conforme exigências apresentadas no edital. 

 Confira a lista completa dos projetos aprovados: 

 PROJETOS SELECIONADOS Categoria “A” (R$ 1.900) 

1.  Anderson de Jesus Tavares Africanescentes 
2.  Allan Cristian Souza da Rocha Malabarismo por Toda Parte 
3.  Jonatha da Silva Santos Dança e Movimento 
4.  Lucas Pereira Domingues Dança na Praça 
5.  Maria Milta de Melo Fernandes A Cultura nas Mãos 
6.  Roseli de Carvalho Magalhães Rocha Guanambi: dos capulhos de algodão aos ventos que geram energia

PROJETOS SELECIONADOS Categoria “B” (R$ 3.700) 

1.  Avandelson Ferreira da Silva Literatura Infantil e Consciência Negra 
2.  Frederico Lopes Amorim Aulas de Teatro e Espetáculo 
3.  Gabriel Silveira Neves Forró nas Roças 
4.  Georgetown Raimundo Soares Reis Curso Dinâmico de Música 
5.  Lenardo de Oliveira Pamplona Ecoart Móvel 
6.  Patrícia Vilas Boas da Silva Prazer sou Nordeste 
7.  Ravany D’Angellys Antunes Dias Coral Vidas 
8.  Rosânia Soares Fernandes Primo Exposição de Artes – Centenário Guanambi 
9.  Rubens Sampaio Azevedo Acústico na Praça com Vento na Cara 

PROJETOS SELECIONADOS Categoria “C” (R$ 6.560) 

1.  Alfredo Ubirajara Baleeiro Santos 
 Dança e Teatro Nós Por Nós: desvelar o cotidiano transformar a realidade 
2.  Itana Abreu Pereira 
 Sanfona na Ponta dos Pés 
Jackson Nascimento Oliveira Metamorfose – Banda Maligna 
4.  Josemira Fernandes Pereira Guanambi 100 anos, Aqui Teatro é Arte e Liderança 
5.  Karlene Fernandes Teixeira A Sombra de Leocádia – Narrativa Histórica em Arte Gráfica 

PROJETOS SELECIONADOS Categoria “D” (R$ 10.000) 

1.  Jefter Santana Silva Cortejo Afromalêko 
2. José Carlos Lélis Costa Livro: História e Memória do Movimento Cultura e Político do CEG e da REG de Guanambi 

O edital público foi publicado e contou com 55 projetos inscritos e 22 projetos foram comemplados com a correta política municipal de incentivo aos ativistas culturais. 

Uma pergunta fica no ar: Porque somente agrediram ao ex-vereador José Carlos Latinha? Foi orientação ideológica? Qual o objetivo de tal agressão sem fundamento?

A socidade de Guanambi não pode avalisar e propagar as mentiras e agressões divulgadas nas redes sociais. Analisem a biografia de José Carlos Latinha e dos diversos ativistas culturais e comparem com os métodos facistas de agressões do vídeo que circulou na internet. Hoje o agredido é Latinha, amanhã pode ser você. 

Não foi a primeira vez e não será a última vez que Latinha sofre agressões e calúnias. Elles nunca calaram essa voz em defesa da democracia e do povo. Viva a liberdade de expressão e a democracia!

UM CALA BOCA PARA OS AGRESSORES DA DEMOCRACIA!

Dia 22 (Terça-Feira) - Entrevista de José Carlos Latinha com Mário Filho - Programa Radar Guanambi, na rádio Cidade FM, 104,9, às 11 horas.


Dia 24 (Quinta-Feira) - Entrevista de José Carlos Latinha com Neide Lu  - Programa Fala Você, na Rádio 106 FM Guanambi, às 11 horas. 


TEMA: 13 ANOS DO BLOG DO LATINHA E O EDITAL Nº 02/2019.


Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog