Centenário de Guanambi: A Tradição do Festejo de Santo Antônio


Foto: IBGE.

Foto: Arquivo de Dona Palmira.


Foto: TV Latinha.

Santo António com o Menino Jesus 
em pintura de Stephan Kessler.

Tradição e religiosidade marcaram os trezes dias da festa do  padroeiro de Guanambi. A Festa de Santo Antônio realizada na Praça da Igreja Matriz com a participação de milhares de fiéis católicos, sendo que no primeiro dia de comemoração aconteceu o cortejo pelas ruas da cidade com a imagem de Santo Antônio e a banda de música. 

Também são realizadas missas diárias com os festeiros, leilões de arrecadações de fundos para os trabalhos socais da igreja, quermesses, barracas de sorteios e comidas típicas do São João e a tradição do santo casamenteiro. 

O evento é organizado pela PARÓQUIA DE SANTO ANTÔNIO. 

No Centenário de Guanambi, a TV Latinha vai iniciar uma pesquisa sobre as comemorações do festejo do padroeiro da cidade.

A FESTA DE SANTO ANTÔNIO NO BRASIL

"No Brasil, o santo é comemorado com entusiasmo semelhante. Na região Nordeste, uma das maiores festas se dá em Barbalha, no estado do Ceará, durando vários dias. Inicia com a busca na mata de um pau que possa servir de mastro para a bandeira do santo, ocasião já cercada de ritualidade. Antes do corte, é feita uma oração que pede permissão à mata para a retirada e faz homenagem ao santo padroeiro, pedindo sua bênção para que o percurso aconteça sem acidentes. Quinze dias depois, abrem-se os festejos com a celebração de uma missa onde os devotos oferecem votos e presentes entre a cantoria dos repentistas, agradecendo as boas colheitas e a prosperidade, seguida de uma grande procissão onde se carrega o pau da bandeira até a frente da igreja matriz, quando a bandeira é hasteada entre fogos de artifício. Diz a tradição que as moças que tocarem no pau da bandeira casarão dentro de um ano. Em seguida, as ruas da cidade se enchem com um cortejo de manifestações folclóricas regionais, como o Reisado de Couro e de Bailes, a Lapinha, os Penitentes e o Reisado do Congo, com suas lutas de espadas, acompanhados de vaqueiros, quadrilhas, música de forró e danças de capoeira, maculelê, maneiro pau e pau de fitas. A festa encerra no dia 13 de junho com outra procissão com a imagem do santo carregada em um carro decorado, que inclui o cortejo de vários outros santos venerados na região. Pela sua importância, a festa em Barbalha foi inscrita no registro de bens do patrimônio imaterial mantida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.[50]" - Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_António_de_Lisboa

Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog