7 de ago de 2017

GUANAMBI E CANDIBA: 37 MIL ELEITORES DE PODERÃO PERDER O BOLSA FAMÍLIA

BAHIA ECONÔMICA
07/08 - 16:30hs -

 
O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) alerta aos quase 38 mil eleitores, que ainda não realizaram o recadastramento biométrico nos municípios de Guanambi e Candiba, sobre os prejuízos ocasionados pelo cancelamento do título, dentre eles, a suspensão do pagamento do Bolsa Família, benefício do Governo Federal. A sanção é prevista pelo Código Eleitoral, artigo 7º.
 
Nas cidades de Guanambi e Candiba a revisão do eleitorado com informações biométricas está em fase obrigatória e, aquele eleitor que não realizar o procedimento terá o título cancelado. Com isso, além da suspensão do Bolsa Família, o cidadão poderá sofrer outros impedimentos, tais como: problemas para emissão e manutenção de passaporte, não receber aposentadoria ou pensão paga pelo Governo Federal, não realizar matrícula em instituição de ensino superior, deixar de tomar posse em cargo público, além de outras restrições.
 
Em Guanambi, o total de eleitores é de 61.603, porém apenas 30.482 (49,48%) realizaram o recadastramento. Desta forma, 31.121 pessoas, o que corresponde a 50,52% do eleitorado, ainda não fizeram o recadastramento biométrico. Já em Candiba, dos 10.672 eleitores, somente 4.622 (43,31%) realizaram o procedimento, com isso 6.050 pessoas precisam regularizar suas situações e evitar ter o título cancelado.
 
Somados os dois munícipios, pertencentes à 64ª zona eleitoral, são 72.275 eleitores, mas somente 35.104 fizeram a biometria. É importante lembrar aos 37.171 eleitores irregulares que, caso não façam o recadastramento, o título será cancelado.