Malhada: Um Dia de Campo prá ficar na história


No intuito de divulgar o potencial produtivo do algodão irrigado com alta tecnologia e previsão de produtividade superior a 400 arrobas , com a utilização do sistema de gotejamento, e água de poço tubular em pequenas áreas, no município de Malhada no sudoeste da Bahia, a secretaria municipal de agricultura e meio ambiente promoveu neste dia 21 de junho de 2.017 um dia de campo juntamente com os produtores rurais e apoio da Abapa (Associação baiana do produtores de algodão ), Fundeagro ( Fundo para o Desenvolvimento do agronegócio do algodão ),  Ong Solidadidad, Fundação C&A,  IBA ( Instituto Brasileiro do Algodão ), ASPPRUC –Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Canabrava e Prefeitura de Malhada.  O Dia de Campo foi realizado na fazenda Três Irmãos na comunidade de Jardim ( proximidade do Distrito de Canabrava ), nesta quarta-feira com o tema: “ Algodão irrigado com alta tecnologia, aspecto técnico da cultura, manejo, fisiologia,  nutrição das plantas,  e experiência do produtor no cultivo do algodão com produtividade superior a 400 arrobas “. A área de 4 hectares do algodão irrigado é de propriedade do jovem produtor João Oliveira Dourado que conduziu a  cultura utilizando  alta tecnologia, todo o investimento próprio, e tendo o apoio na assistência técnica, dos  técnicos  José Tibúrcio Carvalho ( Catuti-MG ), e dos assistentes técnicos da Abapa Lucivaldo Martins e José Lupércio, este empreendimento é resultado do projeto iniciado desde 2014 pela Abapa, onde o produtor observando o sucesso deste cultivo investiu em sua propriedade no intuito de aumentar sua renda, obtendo êxito com essa previsão de colheita superior a 400 arrobas por hectare.

O evento teve início as 8 horas da manhã e contou com a presença de  agricultores de toda a região e do norte de Minas. O prefeito de Malhada Valdemar Lacerda Silva Filho, o vice prefeito Anselmo Boa Sorte e o secretário da agricultura e meio ambiente José Castor Castro de Abreu, receberam os prefeitos de Catuti-MG José Barbosa Filho ( Zinga ), de Iuiu Reinaldo Goes, de Guanambí Jairo Magalhães, ex-prefeito de Guanambí Charles Fernandes,  vereadores de Malhada Marina Boa Sorte, Rafael Delmondes, Manoel Messias, Juliene Nunes, Amerivaldo Nunes, Auídes Bastos, Mário Zan, Reinaldinho do Iuiu, João Carlos de Jonas de Brumado, Renaldo Queiroz e Roberto diretor de agriculturade Carinhanha,  secretário de agricultura de Iuiu Geovane Guedes, Miro Lima de palmas de Monte Alto, de Monte Azul-MG, presidente do sindicato de Malhada Raimundo de Basileu, gerente do Banco do Brasil de Malhada Sílvio Nunes e Humberto Magalhães, do Banco do Nordeste Jeremias Fernandes, Kennedy e Alceno Fernandes, do representante da ONG Solidaridad Edson Nei Barbosa, da Abapa Antônio Carlos Santos Araújo, Lucivaldo Martins , José Lupércio e do Diretor  da Abapa Luiz Carlos da Bahia Solo, da Adab José Harlei e Demóstenes Vieira, alunos do curso técnico em agropecuária de Canabrava, do representante dos produtores do algodão irrigado Gedenon, comitiva de Sebastião Laranjeira, Agrovila XV e Agrovila XVI,  representantes da fábrica FITEC de fiação e tecelagem de Araçaí-MG Expedito Rodrigues, André Guimarães, Willian Franco e Reginaldo Pena, dos secretários de Malhada Gilmar Gomes, Luciano Dias, Dr. Romilton  e Adriano Barbosa. Durante todo o dia, houve palestras nos stands montados na área do algodão, onde o produtor João Dourado e diversos presentes mostraram a importância desta cultura e solicitaram das autoridades apoio nesta atividade com a liberação de uma Usina para o beneficiamento da produção, uma plantadeira, um trator e investimento através dos agentes financeiros. O prefeito de Malhada, Valdemar Lacerda, o vice Anselmo Boa Sorte e diversas autoridades presentes, ao usarem as palavras, se colocaram à disposição dos agricultores do algodão no sentido do apoio e de buscarem melhorias junto aos governos. O representante da ASPPRUC – Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Canabrava Gedenon, falou da importância da união dos produtores para um sucesso maior no empreendimento ora proposto e solicitou das autoridades a vinda de uma pequena usina para o beneficiamento da produção, de um trator agrícola, e uma plantadeira. O secretário da agricultura e meio ambiente José Castor Castro de Abreu, falou do sucesso da realização deste dia de campo, dizendo que o objetivo principal foi atingido, pois a presença maciça de autoridades e produtores rurais de toda a região foi o ponto alto do evento, uma vez que todos puderam ver com seus próprios olhos que a cultura do algodão é uma das culturas mais produtivas em nossos solos, atingindo produtividades altas com a aplicação de tecnologias.  

Por Zé Castor

Share:

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog