4 de jun de 2017

GOVERNO TEMER RETIRA A BAHIA DO PROGRAMA DE INVESTIMENTOS DE 2017

BAHIA ECONÔMICA



Mesmo tendo o baiano Antônio Imbassahy como ministro-chefe da Secretaria de Governo, a Bahia não foi comtemplada nas obras de infraestrutura selecionadas para continuarem sendo tocadas pelo governo Temer.

Essas obras escolhidas a dedo entre aquelas que poderiam ser concluídas em 2018, mesmo com o forte ajuste fiscal imposto nos últimos quatro anos, não incluíram a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), cujo trecho Ilhéus- Caetité está avançado e poderia ser concluído se houvesse recursos.

 O diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Valter Casimiro disse que “a crise política não nos afetou em nada”, e que o corte orçamentário que retirou R$ 2,3 bilhões dos R$ 9 bilhões destinados ao órgão terá R$ 1,6 bilhão devolvido ao longo do ano, mas esse recursos não chegarão a Bahia.

As obras que ainda integram o orçamento federal sob a marca Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mantiveram o Trecho Sul da Ferrovia Norte-Sul – linha de 682 km ligando Ouro Verde (GO) a Estrela d’Oeste (SP) mas retiraram a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) cujos recursos chegam a conta gotas. Com informações do Estado de São Paulo.