PEÇA TEATRAL “DESCOBRIMENTO DO BRASIL”


ENCONTROS CULTURAIS DO CENTRO ESTUDANTIL DE GUANAMBI - CEG
  

ARY TOLEDO - DESCOBRIMENTO DO BRASIL

No II Encontro Cultural, em 1979, no Clube da Rua de Dona Dedé , estava prevista a apresentação do grupo de teatro de Irecê com a peça FARTA D ÁGUA. A expectativa era grande e, para a nossa surpresa, recebemos a notícia que o grupo não poderia deslocar-se para Guanambi. Com diz o ditado popular: "tem certo mal que vem para o bem". Foi uma enorme correria e aquele desânimo. Jogaram água fria na principal programação do encontro cultural. O que vamos fazer? Corre ali e vai acolá e é que surge o salvador da pátria – João Rocha. Eu não sei de que foi a idéia, mas João arrumou um disco de humor de Ary Toledo, onde destacava a música sobre o Descobrimento do Brasil. Tínhamos uma noite para fazer a adaptação da música para o teatro e arrumar as vestimentas. Foi um Deus nos acuda. Uma turma foi fazer o improviso e ensaiar e outra correndo atrás dos vestuários de seus familiares. Como vamos imitar os portugueses e os invasores franceses e espanhóis. Uma pergunta ficou no ar: o Brasil foi descoberto por Cabral ou os portugueses estavam perdidos e foram parar no paraíso  Brasil?

No dia 22 de abril de 2000, “comemoramos” 500 anos da chegada de Cabral e as suas caravelas no Brasil. Por incrível que pareça, a réplica da caravela de Pedro Alvarez de Cabral, encalhou na Baia da Guanabara. Para a felicidade dos meninos do CEG, um trecho da música de Ary Toledo dizia: "... então a caravela encalhou e Cabral mandou descer para emburrar, desceu 400 marinheiros, que morreram afogados por não saberem nadar. Os meninos do CEG previram o futuro e comemoraram o “Descobrimento do Brasil”, improvisando com essa peça teatral. Foram muitas risadas e aplausos em todas as apresentações que realizamos em Guanambi e em Salvador. O improviso de 24 horas foi um tremendo sucesso, contando com um enorme elenco de atores amadores e com uma única atriz – Gizelda Cardoso (in memória).

No palco não faltaram as caravelas, principalmente a de Cabral. No elenco principal: Cabral (João Rocha), Pero Vaz de Caminha (Pedro Roberto), D. Manoel (Toninho), Cacoete de Cabral (Venício), Frei Henrique de Coimbra (Gizelda Cardoso) e o apresentador oficial (Vilmar Galego); contracenando as caravelas invasoras dos franceses, holandeses  e espanhóis (Nielson, Luia, Jorge Inácio e Marinho); Coro e cenário (Tancredo, Vandilson Costa, Paulo Negão e Donizeth); marujos (Rômulo, Latinha, Eduardo, Nego, Maurício, Paulo Borges, etc.). O público explodiu de risos e de delírios quando entram em cena os franceses, vestidos de ... Foi uma gargalhada geral. O clube estava cheio e o público aplaudiu de pé o elenco da peça. O sucesso foi enorme...













Share:

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog