6 de mai de 2017

Lula: "Não vou permitir que a Globo continue mentindo"

PORTAL VERMELHO


Ex-presidente abriu o 6º Congresso Estadual do PT em São Paulo, ao lado de Mujica, Rui Falcão e os senadores Gleisi Hoffmann e Lindbergh Farias.


Foto: Felipe Araújo
  
Na abertura do 6º Congresso Estadual do PT de São Paulo, na noite desta sexta-feira (5), em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que está com mais disposição em disputar as eleições presidenciais em 2018 do que jamais esteve, inclusive a primeira vez em que concorreu ao cargo, em 1989. Alvo de uma perseguição jurídico e midiática que já dura mais de dois anos, Lula desabafou:

"Eles conseguiram aflorar em mim, aos 72 anos, uma coisa que eu pensei que já havia passado. Agora, que resolveram tentar destruir uma biografia, que eu não devo a eles, que só devo ao povo, terão que me enfrentar outra vez nas ruas deste país", disse o ex-presidente, que completou: "Não vou permitir que continuem mentindo. Tudo o que eu desejo na vida é disputar as eleições contra o candidato da Rede Globo de Televisão", anunciou Lula.

Ainda dentro da mesma temática, o ex-presidente concluiu: "Não foram poucos os almoços e conversas que tive com a família Marinho (dona da Rede Globo). Eles nunca nos respeitaram. Quero que eles tenham um candidato que tenham um plim plim no peito, para nós dizermos com todas as letras: nós vamos regulamentar a comunicação neste país. Não é possível que existam nove famílias que sejam donas de todos os maiores meios de comunicação da nação".