18 de abr de 2017

Gasoduto Sudoeste - Itajibá e Brumado: BAHIAGÁS VAI INVESTIR R$ 75 MILHÕES ESTE ANO

18/04/2017 08:34
BAHIA ECONÔMICA


A Bahiagás, concessionária dos serviços de distribuição do gás natural na Bahia, espera investir até o final deste ano, aproximadamente, R$ 75 milhões para a ampliação do uso do produto no estado, tanto em residências quanto em indústrias e empresas comerciais, além do uso como combustível automotivo.  A ideia é ampliar em mais de 10.605 usuários a rede atual de 45 mil clientes, conforme dados divulgados agora em abril no relatório de administração da companhia.

De acordo com o documento, com a expansão das atividades da empresa, a Bahia tornou-se uma dos estados líderes do país no uso do produto canalizado em residências, ficando agora atrás apenas do eixo Rio-São Paulo. Só de clientes residenciais, já são 44 mil unidades baianas. 

As demonstrações financeiras da companhia que constam no relatório revelam ainda que o lucro líquido da Bahiagás no ano passado foi de R$ 130,7 milhões, um aumento de 9,28% em relação ano anterior –  número considerado relevante diante dos níveis ainda tímidos de investimentos imobiliários e novos empreendimentos comerciais e industriais, por conta da crise no país.

A companhia, entretanto, aposta no mercado em expansão, sobretudo no interior, com planos de investimentos de R$ 808 milhões, até 2021, com a implantação de 662 quilômetros de rede de distribuição. A meta é atingir até 2021 a marca de 118 mil usuários ligados a 1.522 quilômetros de rede construída.

O principal projeto previsto para o período é o Gasoduto  Sudoeste, duto de distribuição que vai atender à região, sobretudo nos setores de mineração, além do industrial, comercial e automotivo. Com investimento estimado em R$ 505 milhões e 306 quilômetros de extensão, o duto interligará as cidades de Itajibá e Brumado, abrangendo 13 municípios da região e consolidando-se como o maior duto de distribuição de gás natural do Nordeste. Trata-se do “empreendimento de maior envergadura da história da Bahiagás”, frisa o relatório de administração. (A Tarde)