17 de abr de 2017

Contra 'desmonte', professores de universidades estaduais fazem paralisação

Segunda, 17 de Abril de 2017 - 18:00

BAHIA NOTÍCIAS



Contra 'desmonte', professores de universidades estaduais fazem paralisação
Foto: Divulgação

Professores das universidades estaduais Uneb, Uefs, Uesc e Uesb realizarão nesta terça-feira (18) uma paralisação contra o que classificam como “desmonte” das instituições por parte da gestão do governador Rui Costa. Os docentes também farão na manhã desta terça, a partir das 9h, um protesto em frente ao Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Segundo a diretoria da Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb), a administração estadual não tem escutado a comunidade universitária e destina às universidades um orçamento “deficitário”. “A ação será apenas o início da resposta da comunidade acadêmica das Ueba [sigla para universidades estaduais baianas] ao descaso do governador e do secretário da Educação, Walter Pinheiro”, afirma a diretoria da Aduneb. Um dos pontos de reivindicação dos manifestantes é quanto a processos na Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb). De acordo com a instituição, apenas na Uneb, 489 professores têm seus processos travados pela Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb), sendo 234 progressões, 150 de promoções e 105 de alterações de regime de trabalho. Os dados foram levantados pela ADUNEB junto à Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PGDP). A categoria também pede aumento salarial de 30,5% como reposição pelas perdas inflacionárias causada pela falta de pagamento do acúmulo da inflação nos últimos dois anos. Os docentes também reivindicam o aumento no repasse da Receita Líquida de Impostos dos atuais 5% para 7%. Os professores também ameaçam greve. “Motivos não faltam”, alerta o comunicado da Aduneb.