4 de mar de 2017

TURMA DE AÉCIO OMITIU DOAÇÕES DA ODEBRECHT


Enquanto o ex-executivo da Odebrecht Infraestrutura Benedicto Júnior afirmou que houve pagamento de R$ 6 milhões em caixa 2 para as campanhas eleitorais de Pimenta da Veiga (PSDB) ao governo mineiro, Antonio Anastasia (PSDB) ao Senado e Dimas Fabiano (PP) a deputado federal, em 2014 o montante declarado pelos candidatos e pelo PSDB mineiro ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como doações recebidas das empresas do grupo foi de apenas 25% deste montante, R$ 1,5 milhão; Anastasia foi o relator do golpe parlamentar de 2016 no Senado e Dimas Fabiano é filho de Dimas Toledo, apontado como operador de propinas de Aécio em Furnas. 247 BRASIL