13 de mar de 2017

TENSÃO MÁXIMA EM BRASÍLIA: LISTA DE JANOT PODE TER ATÉ 400 NOMES


Dois anos depois da primeira "lista do Janot", com a primeira leva de pedidos de abertura de inquéritos da Lava Jato no Supremo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, prepara-se para enviar à corte nesta segunda ou terça a segunda edição da lista; agora baseada na explosiva delação premiada de executivos da Odebrecht; divulgação da lista tem levado pânico ao Planalto; aliados de Michel Temer falam que até 400 políticos podem ser citados; serão cerca de 80 pedidos de abertura de inquérito contra a cúpula do governo Temer, parlamentares do governo e da oposição e até ministro do Tribunal de Contas da União (TCU); procuradores da República passaram o domingo na sede da PGR, em Brasília, revisando os últimos detalhes do material, sob supervisão de Janot; lista deve atingir em cheio as forças que promoveram o golpe. 247 brasil