HOSPITAL ESPANHOL PODE SE TORNAR HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO

BAHIA ECONÔMICA
28/03 - 14:31hs -
 
 
Fechado desde setembro de 2014, imerso em problemas judiciais e financeiros, frutos de dívidas trabalhistas que superam a casa de R$ 135 milhões, o Hospital Espanhol pode ser desapropriado pelo Estado, informou o governador Rui Costa, nesta terça-feira (28). O governador afirmou que apenas aguarda a entrega de um parecer da Procuradoria Geral para anunciar o destino do complexo. Em 2013, na gestão do seu antecessor Jaques Wagner, atual secretário de Desenvolvimento Econômico, o governo chegou a conceder um financiamento de R$ 53 milhões, via Agência de Fomento da Bahia (Desenbahia), e articular outro empréstimo, de R$ 56 milhões, pela Caixa Econômica Federal, para a Real Sociedade Espanhola, que administrava o espaço.
 
“Estou tomando uma decisão nos próximos dias. Eu não vou esperar o leilão. Posso desapropriar. […] Aquilo lá tem dinheiro público. Aquilo lá é um hospital. Eu quero que continue como hospital e eu posso, sim, desapropriar. Já estamos calculando o valor da desapropriação. Aquilo continuará sendo hospital e a aí gente vai ter que encontrar um modelo de aquilo ficar de pé economicamente”, considerou Rui. Entre as opções, segundo o governador, está a implantação de um modelo em que o plano de saúde dos servidores estaduais seja o novo gestor do centro médico. O leilão do Hospital Espanhol, decretado pelo governo baiano como “bem de utilidade pública”, está marcado para o próximo dia 27 de julho e o próprio Estado considera a hipótese de tentar arrematá-lo. O lance mínimo para aquisição, se o pregão for mantido, é de R$ 195 milhões.
Share:
Postar um comentário

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog