18 de jan de 2017

PSB indica José Vivaldo Mendonça para Secti

POLÍTICA LIVRE

Foto: Divulgação
Após prometer que anunciaria a reforma administrativa em dezembro, o governador Rui Costa (PT) adiou mais uma vez a divulgação das mudanças, que ainda não foram fechadas. O PSB, por exemplo, só bateu o martelo na reivindicação que fará na última segunda-feira (16), quando a Executiva do partido na Bahia decidiu que indicará José Vivaldo Mendonça, provavelmente para a Secretaria de Ciência e Tecnologia. “É o nosso nome sim, mas o cargo é do governador. Aí depende dele, qual e quando”, disse à Tribuna o primeiro-secretário da sigla, Rodrigo Hita, que também coordena, no governo estadual, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), na qual deve se manter.A articulação partiu do deputado federal Bebeto Galvão, junto aos parlamentares estaduais Ângelo Almeida, Marquinho Viana e Fabíola Mansur. Natural de Ilhéus, José Vivaldo é bem próximo à senadora Lídice da Mata, presidente do PSB na Bahia, e já comandou a CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional) no governo Wagner, empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), e a direção da Imprensa Nacional (IN), ligada à Casa Civil da Presidência da República.Pouco antes do PSB, o PCdoB articulou a ida de Olívia Santana para a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), deixando a pasta de Políticas para as Mulheres para um nome de consenso, mas ainda não se sabe qual.Outra secretaria que deve ser alvo da reforma é a de Desenvolvimento Urbano (Sedur), que pode ser entregue a José Muniz Rebouças, ex-presidente da Companhia das Docas da Bahia (Codeba). A indicação é do PSD, do senador Otto Alencar, que também quer a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). Atualmente, a Sedur é comandada por Carlos Martins. Por fim, a situação mais complicada talvez seja a do deputado estadual Marcelo Nilo (PSL), que enfrenta uma cruzada para se reeleger presidente da AL-BA, mas com grandes chances de não alcançar seu intento. Ele chegou a reivindicar uma pasta para Rui, que ainda não teria conseguido alocá-lo em algum lugar. Rumores dão conta que o liberal reivindicou a Saúde, mas tudo indica que Fábio Villas-Boas se manterá no posto. Leia mais na Tribuna da Bahia.