23 de jan de 2017

Preso na operação Burla empresário Josmar Fernandes deixa cadeia

Preso desde 14 de janeiro de 2016, durante uma operação realizada pela Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União, denominada de  Operação Burla, o os  empresários Josmar Fernandes do Santos, foi colocado em liberdade na ultima quinta-feira,19 de janeiro.

De acordo com o advogado do empresário, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, converteu as prisões preventivas por prisão domiciliar mediante pagamento de fiança no valor de R$500.000,00 (quinhentos mil reais). Júlio Cesar Cotrim deixou a prisão há mais de um mês, já Fernandes através de sua defesa conseguiu baixar para 50 mil. Com alguns quilos perdidos, Fernandes chegou à Guanambi no final da tarde da última quinta-feira.

O Inquérito Policial em trâmite na Delegacia de Polícia Federal de Vitória da Conquista foi instaurado a partir de relatório de auditoria elaborado pela CGU, o qual informava suposta fraude e simulação em processos licitatórios realizados pela Prefeitura de Pindaí, no Centro Sul Baiamo. De acordo com o apurado, as empresas participantes da licitação pertenciam a dois empresários que, apesar de independentes, se articularam com o objetivo de conferir aparência de legalidade à concorrência viciada, visando maximizar a obtenção de vantagens indevidas.

Além disso, foi apurado que esses empresários constituíram diversas outras empresas cujos sócios são interpostas pessoas (“laranjas”), montando duas organizações criminosas que passaram a replicar esse mesmo esquema e utilizar essas empresas para participarem de várias licitações em diversos municípios baianos, em sua maioria com simulação de competição, cujos contratos, somados, ultrapassam a quantia de R$ 70 milhões.

Redação www folhadovale.net EDIÇÃO: JOÃO MIGUEL