25 de jan de 2017

LÍDICE DA MATA DIZ QUE DISPUTA NA ASSEMBLEIA NÃO DEVE DESUNIR O GOVERNO

25/01 - 10h19m
BAHIA ECONÔMICA
 

 
Para a senadora Lídice da Mata (PSB), a tensão na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) não desestabilizará nem fragmentará a base governista na Casa. “Eu tenho confiança na aliança que o governador Rui Costa estabeleceu. A disputa da AL-BA deixará fissuras pessoais, mas não deve arranhar o governo”, disse em contato com a Tribuna. Vale lembrar que a parlamentar, que também é presidente do PSB na Bahia, teria feito um acordo com o candidato à reeleição, Marcelo Nilo (PSL), com vistas ao Senado em 2018. Nos termos, os socialistas deveriam apoiar a permanência do deputado no comando da Casa.
 
A iniciativa seria uma resposta à aproximação entre os grupos do senador Otto Alencar (PSD) e do vice-governador e secretário de Planejamento, João Leão (PP), que têm como candidatos à presidência da AL-BA os deputados estaduais Angelo Coronel (PSD) e Luiz Augusto (PP). Na avaliação de Nilo, a disputa pela sucessão no comando do Legislativo é apenas o pano de fundo de outro plano orquestrado por Otto e Leão. Inclusive, a deputada Fabíola Mansur (PSB) defendeu publicamente a eleição do liberal.
 
“Está praticamente definido. Temos todo o respeito por todas as candidaturas, mas a tendência é marchar com Nilo em função da experiência, do perfil, do cenário político que a gente vive de crise. Acho que foi um presidente que demonstrou que conseguiu unificar a base e até com a Casa lidar muito bem”, assinalou. Lídice da Mata também declarou que a gestão de Rui Costa “é realizadora” e tem grandes investimentos, sobretudo em áreas como a saúde, mobilidade urbana, o que faz com que se agreguem mais parlamentares. “O governador tem um olhar que vai além da eficiência, buscando cuidar das pessoas, sobretudo daqueles que mais precisam”, elogiou.