13 de jan de 2017

Fabíola justifica voto em Nilo: “Conta a experiência”

POLÍTICA LIVRE

Foto: Reprodução/Facebook
Com exceção do ex-governador Jaques Wagner (PT) e dos senadores Otto Alencar e Roberto Muniz, os principais aliados de Rui Costa (PT) estiveram na Lavagem do Bonfim e falaram sobre o cenário político, incluindo as eleições para a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). A deputada Fabíola Mansur (PSB) justificou o seu voto pela reeleição de Marcelo Nilo (PSL). “Está praticamente definido. Temos todo o respeito por todas as candidaturas, mas a tendência é marchar com Nilo em função da experiência, do perfil, do cenário político que a gente vive de crise. Acho que foi um presidente que demonstrou que conseguiu unificar a base e até com a Casa lidar muito bem”, argumentou, ao ressaltar que continua conversando com os outros candidatos.“Em uma disputa eleitoral todo mundo está tentando mostrar suas propostas. Tem a questão da renovação, sim, mas acontece que não é o único quesito que deva ser considerado. Tem que mudar com segurança. Minha tendência é sim votar no deputado Marcelo Nilo, mas consigo ouvir sim. Todos têm direito à candidatura, são legítimas”, prosseguiu. Ainda de acordo com a socialista, o ideal é que haja apenas uma candidatura representando a base aliada. “No momento de crise a gente precisa alinhar as coisas. A Bahia é um dos cinco estados que têm conseguido pagar o funcionalismo em dia, que tem conseguido manter investimentos, inaugurou o Hospital da Mulher. Isso nos renova a fé e a esperança”, disse. Leia mais na Tribuna da Bahia.