21 de jan de 2017

ESTANCAR A SANGRIA É QUASE IMPOSSÍVEL




"O governo Michel Temer agiria bem se não demonstrasse pressa em indicar um sucessor para a vaga, deixando que o próprio Supremo Tribunal Federal escolha ou sorteie o novo relator da Lava Jato. Como Temer e vários de seus ministros são citados nas delações das empreiteiras, seria conveniente cuidar ao menos das aparências", escreve Leonardo Attuch, editor do 247; "A intenção de Teori era dar publicidade aos depoimentos dos 77 delatores da Odebrecht, assim como de outras empreiteiras que negociam seus acordos, como Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa. Se o STF quiser de fato honrar a memória do ministro, esta seria a melhor saída, pois só assim, com transparência total, será possível desmontar a tese de que tudo que vem acontecendo no Brasil nos últimos meses não tem como objetivo maior 'estancar a sangria' da Lava Jato, como disse o senador Romero Jucá (PMDB-RR). 247 BRASIL