20 de dez de 2016

Zonas rurais de mais de 130 municípios baianos terão energia elétrica em 2017

BAHIA POLÍTICA LIVRE


Ações automáticas do cotidiano como ligar um interruptor de luz ou assistir TV, ainda não fazem parte da rotina de 3,5% dos cerca de 15 milhões de baianos, segundo dados do IBGE. Reconhecendo um problema que necessita de solução, o Governo do Estado está ampliando o Programa Luz Para Todos, que já atendeu 2,9 milhões de baianos, e tem como meta, em 2017, levar energia elétrica para moradores de 133 cidades. Nessa etapa, a estimativa é realizar mais de 20 mil novas ligações residenciais.Dentre os municípios definidos para integrarem a primeira etapa estão Barra, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Ilhéus, Monte Santo, Serrinha, São Miguel das Matas, Milagres e Vitória da Conquista. Os critérios de escolha para definir quais as primeiras cidades vão receber energia elétrica no campo são a presença de escolas, assentamentos, quilombolas, aldeias indígenas, irrigação e, também, ser uma área produtiva.“O acesso à energia elétrica é importante para a qualidade de vida das pessoas, traz dignidade e possibilita melhorias na economia do local quando permite que a chegada da luz elétrica seja utilizada em máquinas e tecnologia”, pontua o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti. Até 2018 serão realizadas mais 20 mil novas ligações com um investimento inicial de R$ 700 milhões.Cinco municípios baianos já possuem ligações elétricas tanto nos ambientes urbanos, quanto nos locais mais afastados dos centros das cidades e em zonas rurais. São eles: Salvador, Lauro de Freitas, Itaparica e Santo Estevão. Além de levar energia elétrica, o Programa Luz para Todos é importante fator para o desenvolvimento social.